O saudoso austríaco no carro da equipe brasileira de F1. Foto: Reprodução

O saudoso austríaco no carro da equipe brasileira de F1. Foto: Reprodução

Às vezes dava certo, outras não, mas era divertido inventar uma história mirabolante no 1º de abril, consagrado dia da mentira no Brasil e mais alguns países.

Voltando no tempo, lembro que no 1º de abril eram as contratações improváveis de jogadores de futebol os pratos prediletos na época do Colegial.

Aqui, se me permitem, faço uma observação: "Colegial" era um nome bem mais pomposo que o atual "Ensino Médio".

Sabem aquela escala, "fraco, médio e forte", tipo essa que se usa para graduar café em cápsulas?

Pois bem, chamar um período tão importante na vida de um adolescente de "médio" é suavizar as tintas, uma tremenda sacanagem...

Aprendi coisas fundamentais para minha existência nesse período intenso, de efervescência hormonal e política, esta contra a maldita ditadura militar, que torturou e matou e felizmente caiu de podre, que saiu de cena deixando o País em frangalhos, mergulhado em uma hiperinflação de 215% ao ano que estourou nas mãos do primeiro governo democrático após mais de 20 anos de chumbo.

Em termos de dívida externa, o último dos homens de verde-oliva, aquele que preferia o cheiro do seu cavalo ao do povo, passou o bastão a José Sarney com uma dívida externa equivalente em valores atualizados a 1,2 trilhão de dólares. Milagre econômico? Conversa para boi dormir...

Para o gado inteiro dormir...

Em um pasto plano.

No Colegial também conheci bons amigos, assim como a paixão mais arrebatadora da minha vida, que surgiu diante das minhas retinas quando eu era um estudante do 2º Colegial, em uma manhã iluminada no final de janeiro de 1983: uma menina magrela com cabelos desgrenhados que vestia uma jardineira branca.

Ela sentou-se a duas fileiras do meu lado direito, junto à parede.

Linda, plena e inalcançável, na manhã mais doce da minha vida.

E foi lá, no meu inesquecível Colegial, um ano antes dessa visão maravilhosa (portanto em 1982), que contei para toda a minha sala do 1º ano que Niki Lauda (1949-2019) havia desistido de retornar à Fórmula 1 pela McLaren para assinar com a equipe de Emerson Fittipaldi, então chefe do time, que na ocasião contava apenas com Chico Serra como piloto. Era 1º de abril.

Muitos colegas também gostavam de automobilismo, e como o "Dia da Mentira" não havia sido lembrado por ninguém, consegui convencer os incautos.

Disse que havia acabado de ouvir a história na rádio, pelo TKR da Caravan bege do meu pai, que me levava de segunda a sexta para as bandas da Vila Mazzei, com segurança e carinho me deixando junto ao portão cinza de ferro do querido Gonçalves Dias.

"Gente, acabei de ouvir o Claudio Carsughi* dizendo que o Lauda vai correr na Fittipaldi", decretei com seriedade.

O lindo TKR igual ao que meu pai tinha em sua Caravan bege, onde "supostamente" ouvi a história de Lauda na Copersucar... Foto: Reprodução

Segurei a história até onde pude — época sem internet era uma maravilha —, ninguém tinha como sacar um celular do bolso para checar a informação. E assim foi, até uma colega me "desmascarar", dizendo que só podia ser piada de  1º de abril...

Pena que naquele dia eu não tinha uma foto igual a que ilustra esta crônica, autêntica, com Lauda dentro do carro... Ninguém duvidaria...

* Peço desculpas ao Claudio Carsughi, hoje amigo, pela história que inventei no longínquo ano. Foi por uma causa divertida, certo, Mestre?

OBSERVAÇÃO: A foto de Niki Lauda é verdadeira. Ele sentou-se no Copersucar F5 em 1977, durante um teste de pneus da F1 em Zandvoort, na Holanda. Porém, o austríaco apenas estava experimentando o cockpit do carro de Emerson. De fato, ele nunca andou no carro da equipe brasileira de F1. A informação foi assegurada pelo próprio Emerson Fittipaldi, indagado sobre o assunto pelo jornalista Fred Sabino, atualmente na Band.

******************************

COLUNAS ANTERIORES (CLIQUE E ACESSE)

Aston Marin, Somente Para Seus Olhos

Pré-temporada da Fórmula 1 será de verdades verdadeiras

Molho condimentado na F1 em 2021

Vettel e sua paixão bem resolvida

É possível dizer não à Ferrari?

Gelada com pitada de doçura

Vettel e os bombons

A menina Mercedes

Interlagos a pé, de carro e uma música do Gilberto Gil

O menino que chora

Piloto caranguejo

Um piloto fictício, um autódromo e muitos carros eternizados na música brasileira

Calma Mick Schumacher, a viagem é longa e sua hora vai chegar

O capacete e a salvadora blusa lilás

Nosso campo de futebol no Saint Moritz, em Mairiporã. Ou uma pista de rali? E o Pequeninos do Jockey

No `vestibulinho´de fachada da Ferrari, Mick Schumacher tem o `gabarito´da prova...

Quando ganhar sempre não é bom

A Ferrari, o vinho e o verde

Ferrari deveria se espelhar na fábrica de Willy Wonka

Beleza da Fórmula 1 também está na desigualdade

Mercedes tem seu Calcanhar de Aquiles

Velozes, mas com ternura. Um contraponto à astronáutica

O homem e a máquina

A grande chance para Verstappen ser campeão na F1

Pé frio, eu?

O cadeado de 1994 em Interlagos

Minuano, o carro de Porto Alegre

Fórmula 1/3 merece textos na minha Lettera 22

Monsieur Binoto

Ferrari reencontra cartilha do Comendador

Neblina na Serra

Revista Recreio, meu Copersucar de papel e o Ricardo Divila

Jacarepaguá, calor infernal e uma camisa preta

O próximo abraço

Quase toda F1 `deu de ombros´ao apartheid em 1985 

Corrida na areia

Verdades e mentiras

Safras e safras de sonhos

Ao sabor do vento

Criatividade em baixa?

E o Oscar da F1 vai para...

Deu pra ti, Alonso? 

Maranello em polvorosa?

Verstappen, Red Bull e o `tudo ou nada´

Vettel e as redes sociais

Com qual heterônimo Max Verstappen será campeão de F1? 

O cheiro da Fórmula 1

Ferrari, Hamilton e o beijo de Klimt

O Quixote Brambilla e seus carros Rocinantes

A música que Raikkonen sempre cantou para a F1

Bernie, pilotos e equipes. Os bastidores de Interlagos

Acampamento, sala de imprensa e viagem à Lua

Novo carro da F1 dará um `salto´de 22 anos. Para trás...


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

      

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa