Equipe italiana promoveu teste com três pilotos em Fiorano. Foto: Scuderia Ferrari

Equipe italiana promoveu teste com três pilotos em Fiorano. Foto: Scuderia Ferrari

Três jovens pilotos, todos da Fórmula 2, vinculados à Academia Ferrari, estiveram em Fiorano na última quarta-feira (30) para um teste privado com o carro que o time usou na temporada de 2018, a SF71H.

Carro bom, diga-se, sobretudo quando comparado à carroça que a equipe de Maranello utiliza em 2020.

Pela ordem de entrada na pista italiana, o russo Robert Shwartzman, o britânico Callum Ilott e o alemão Mick Schumacher.

É claro que os tempos de suas voltas não foram divulgados, e isso pouco importa mesmo.

Neste suposto "vestibulinho", Mick Schumacher, filho de Michael Schumacher, não é apenas o favorito, é o único dos três com vaga praticamente assegurada à próxima temporada da Fórmula 1.

Deverá ser piloto da Alfa Romeo. Na pior das hipóteses, da Haas.

Duas "bombas" sobre rodas na atualidade, ambas intimamente vinculadas à Ferrari.

A Alfa Romeo, no fundo, é a Sauber. 

O time suíço de Peter Sauber, que jamais rivalizou com as forças do primeiro pelotão, devia tanto dinheiro à Ferrari, uma soma tão obscena à sua fornecedora de motores, que a única solução foi ceder o nome à Ferrari, que a rebatizou de Alfa Romeo, marca que está debaixo do guarda-chuva ferrarista.

A saída encontrada pela Ferrari, no fundo, está se demonstrando um tiro no pé. A Alfa Romeo (que na verdade é a Sauber) está rastejando em 2020 e isso não fortalece  a marca nem mesmo na Velha Bota.

A Haas também recebe motores da Ferrari, mas é um time mais independente, digamos. 

Porém, ainda assim, pode acomodar um dos três jovens pilotos citados acima, caso a Ferrari meta o pé na porta.

Fato é que a Ferrari tem uma gratidão enorme por Michael Schumacher, hoje em estado de saúde absolutamente desconhecido, embora as suposições induzam a um cenário nada alentador.

Michael tirou a Ferrari de um jejum de títulos assombroso em 2000, que durava desde 1979. 

Mick Schumacher, a exemplo dos outros dois, ainda  testarão em finais de semana oficiais da F1, nas primeiras sessões de sexta-feira.

Mick andará com a Alfa Romeo (no lugar de Antonio Giovinazzi) e Illot com a Haas (no lugar de Romain Grosjean), ambos em Nurburgring, no TL1 do GP do Eifel. Shwartzman faz o mesmo no TL1 de Abu Dhabi, restando saber se por Alfa Romeo ou Haas.

Será um "vestibulinho" mais sério, claro, até porque não se sabe se neste "exame de fachada" de Fiorano, a Ferrari disponibilizou aos três as mesmas condições técnicas. 

Entendam por isso pneus, quantidade de combustível, configurações aerodinâmicas e aquelas traquitanas eletrônicas.

Mas, independente de qualquer coisa, exceto por um improvável desempenho pífio de Mick Schumacher, ele caminha a passos largos para estar no grid da F1 em 2021.

Mick Schumacher, a grosso modo, já tem o "gabarito" da prova nas mãos, antes de fazê-la...

Este "vestibulinho" da Ferrari é aquilo que no popular dizemos ser apenas "para inglês ver".

Ou para que os italianos vejam...

Eles, que sonham em ver um Schumacher voltando a vencer pelo time rosso...

Boa sorte ao rapaz, porque carregar um sobrenome desse peso não será fácil...

Mick Schumacher na última quarta-feira (30) testando a Ferrari de 2018 em Fiorano. Foto: Scuderia Ferrari

COLUNAS ANTERIORES (CLIQUE E ACESSE)

Quando ganhar sempre não é bom

A Ferrari, o vinho e o verde

Ferrari deveria se espelhar na fábrica de Willy Wonka

Beleza da Fórmula 1 também está na desigualdade

Mercedes tem seu Calcanhar de Aquiles

Velozes, mas com ternura. Um contraponto à astronáutica

O homem e a máquina

A grande chance para Verstappen ser campeão na F1

Pé frio, eu?

O cadeado de 1994 em Interlagos

Minuano, o carro de Porto Alegre

Fórmula 1/3 merece textos na minha Lettera 22

Monsieur Binoto

Ferrari reencontra cartilha do Comendador

Neblina na Serra

Revista Recreio, meu Copersucar de papel e o Ricardo Divila

O próximo abraço

Quase toda F1 `deu de ombros´ao apartheid em 1985 

Corrida na areia

Verdades e mentiras

Safras e safras de sonhos

Ao sabor do vento

Criatividade em baixa?

E o Oscar da F1 vai para...

Deu pra ti, Alonso? 

Maranello em polvorosa?

Verstappen, Red Bull e o `tudo ou nada´

Vettel e as redes sociais

Com qual heterônimo Max Verstappen será campeão de F1? 

O cheiro da Fórmula 1

Ferrari, Hamilton e o beijo de Klimt

O Quixote Brambilla e seus carros Rocinantes

A música que Raikkonen sempre cantou para a F1

Bernie, pilotos e equipes. Os bastidores de Interlagos

Acampamento, sala de imprensa e viagem à Lua

Novo carro da F1 dará um `salto´de 22 anos. Para trás...


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa