A foto é de junho de 1972 quando eu, Milton Neves, iniciava minha longa e feliz permanência como funcionário da Rádio Jovem Pan AM de São Paulo. Era repórter de trânsito. O motorista é o saudoso Silvério Rodrigues e a viatura, uma C-14 azul da Chevrolet

Cheguei em São Paulo em 1972 de malona a tiracolo, desci na Paulista e parei na Pamplona vindo da velha Rodoviária Júlio Prestes.

São 50,5 anos de São Paulo!

Cheguei de Muzambinho-MG e fui até a "Pensão do muzambinhense Dalton Gaspar" em um velho casarão da Alameda Jaú, quase esquina com a Pamplona.

Tinha 21 anos e estava perdidinho da silva e da vida.

Mais tarde aluguei, um de cada vez, é lógico, dois pequenos apartamentos na Aclimação porque antes já estava morando em um porão da Rua Alfredo Ellis, 185.

Hoje, o "quarto", com entrada à esquerda, pelo corredor, virou garagem.

Milton Neves em frente ao porão da Rua Alfredo Ellis, 185

À época, tinha passado no vestibular da SUPERO, hoje UNIP Paraíso.

Era "Comunicação Social" e, como colegas, destaque para Paulo RachidSaab, da Jovem Pan, o multi-jornalista e escritor Ricardo Carvalho, o saudoso Ubirajara Valdez, da Band, e o... Oscar Maroni (!!!), hoje amigão das "primas".

E tive também duas colegas especiais de jornalismo no Objetivo em 1972: uma filha do ex-árbitro Anacleto Pietrobom, o Valussi, e Maria Amélia de Brito, filha do primeiro casamento da estrela do teatro e da TV Glória Menezes.

Paulo RachidSaab, Ricardo Carvalho, Ubirajara Valdez e Oscar Maroni: colegas de faculdade de Milton Neves

Éramos uns... 200 (!!!) alunos no terceiro andar do prédio da Gazeta, na Avenida Paulista, 900.

Juntos, na primeira fase do curso, ficamos misturados, no básico, alunos de jornalismo e de psicologia.

Dois meses depois, fui impedido de entrar para as aulas por uma severa fiscal-porteira, uma japonesa.

Ela foi correta porque eu devia os dois meses iniciais do curso, mesmo já utilizando os pequenos e novos estúdios de rádio e TV - um assombro nas faculdades para a época - e vinha sendo elogiado pelos professores mineiros Luciano Ornelas, do Jornal da Tarde, e Miguel Jorge (foto abaixo), do Estadão (o mesmo Miguel Jorge que mais tarde tornou-se ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Governo Lula, em 2007).

Miguel Jorge, um dos professores de Milton Neves na faculdade

José Hamilton Ribeiro e o saudoso Sérgio de Souza também foram nossos professores, além de Paulo Kobayashi, Heródoto Barbeiro e ArnonHollaender, genial.

Mas, e minha falta de pagamento?

Minha tia Antônia, professora primária em Minas Gerais, coitada, não tinha como me manter em São Paulo pagando a pensão, a comida da pensão e a faculdade.

Tia Antônia (à época já entrando no processo de Alzheimer), Giulia Beatriz (neta de Milton Neves) e Fábio Lucas Neves (filho de Milton Neves), em Muzambinho, em 2003

Chorei e Ricardo Carvalho, Paulo Saab e Bira Valdez viram e me puxaram para a garagem.

Lá ficamos "de guarda" do lado do Mach 1 de Jorge Brihy (hoje meu vizinho de condomínio na Grande São Paulo) e do Mercedes-Benz de João Carlos Di Genio, placas DI-5000.

"Uma hora eles aparecem", exclamou Ricardo Carvalho.

E apareceu logo o Di Genio, apressado.

Só deu tempo para "o moço de Lavínia-SP" ouvir a explanação do pedido de bolsa para mim com os três dizendo que eu tinha futuro.

João Carlos Di Genio, empresário da área educacional

Com o elevador quase já subindo, Di Genio falou alto lá do fundo: "Grandão, vá na Jovem Pan e fale com o Fernando (Fernando Vieira de Mello, hoje nome de túnel) e diga que eu te mandei".

Fui e gravei um teste com o jornalista Marco Antônio Gomes e com o operador Chico Vieira.

Era só uma lauda apanhada aleatoriamente em cima de uma mesa lá da redação da Avenida Miruna, 713, Aeroporto, em texto que noticiava um acidente.

E gravei!

"Evitem a Celso Garcia, tudo parado por lá devido a um acidente entre um táxi placa tal e um ônibus da Auto Viação do... PARE", falei.

Fernando foi verificar a gravação e ali ouvi a primeira de uma das 2.873 broncas que levei dele de 1972 até 1992, quando ele deixou a Pan pela Trianon (faleceu em 2001, vítima de Alzheimer).

"Não é PARE, burro, caipira, é PARI! Mas está contratado em estágio. E não encha mais o saco", esbravejou!

"Mas `cumé ki é o negócio`", perguntei.

E ele, já às gargalhadas ao lado de Reali Júnior, Wilson Fittipaldi, Antônio Del Fiol, Sargentelli e Ney Gonçalves Dias em sua sala de vidro no canto da redação, mudou de novo seu rosto sorridente para um olhar duro e com dentes cerrados.

"Gostei de você falar `negócio`, do `Pare`, tem voz boa, acaipirada, e você vai para o Detran substituir o Clóvis Messias que foi para a Bandeirantes".

"Mas o que vou fazer?"

"Você vai ser repórter de trânsito pelas ruas da cidade e no Detran".

"Mas eu não conheço nenhuma rua de São Paulo", balbuciei.

"Então vai para a `pqp`! Vire-se, moleque, estude, é assim, ou nada", ralhou para mim e piscando para o Marquito, Marco Antônio Gomes.

Era o sinal de "contratado"!

Ufa!

Fernando Vieira de Mello, tão importante na vida profissional de Milton Neves

E voltei às aulas com dinheiro emprestado pelo saudoso muzambinhense Marino Campedelli, mais tarde ressarcido, mesmo ele não querendo o dinheiro de volta.

Marino Campedelli, sobrinho de Dom Fernando Figueiredo, morreu em 2011, vítima de infarto

Foi meu início e o resto, o "restão", tem para todo lado no meu livro, aí pela internet da vida e na memória de milhões de pessoas por esse Brasilzão.

E andei pensando nisso tudo às portas de meus 71 anos, neste sábado, dia 6.

Foram 71 anos bons demais em tudo, por mais que os últimos tenham sido tão difíceis com a partida de minha amada Lenice, a quem devo tudo que realizei na minha vida pessoal e profissional.

Afinal, eu só conseguia encarar o ritmo insano de trabalho, fundamental para o meu sucesso, porque em casa eu tinha uma companheira de fibra que me apoiava incondicionalmente e que cuidava praticamente sozinha de nossos três amados filhos, Rafael, Fábio e Netto.

Momento de cortar o bolo na festa de casamento, em 7 de janeiro de 1978, no Clube Recreativo de Muzambinho. Foto: arquivo pessoal/Milton Neves

E eu seria muito feliz mesmo só com 3,47% do realizado, efetivado, conseguido, suado e obtido na base do imponderável e do muito improvável.

Na Jovem Pan foram 33 anos sem vale-transporte e/ou de refeição.

E na metade do tempo precisava demais.

Obrigado, Deus, Jesus, mãe Carmen, pai Milton, minhas tias Antonia e Chiquita, amada esposa Lenice, avós, filhos, Di Genio, Objetivo, Fernando Vieira de Mello, Jovem Pan, Seo Tuta (mesmo tão infeliz a ponto de minha saída de lá ter sido por despedida indireta), Luís Antônio Piccolo e Seo Adhmar da Rede Zacharias (a minha "Waldemar de Brito" na publicidade), Paulinho Gonçalves, Osmar Santos, Marcos Arbaitman e Francesco Giuliano (que me levaram para Israel e mudaram a minha cabeça), J. Hawilla, Johnny Saad, Dênis Munhoz, Bispo Honorilton, Luciano Calegari, Marcelo Mainardi, Mário Baccei, Benedito Dino (que me revelou para o rádio) mais uma vez e obrigado também a todos os jogadores de futebol do mundo, de ontem (principalmente) e de hoje.

E muito obrigado ao Corinthians (risos)!

E hoje na vida que vivo em São Paulo, em Minas e nos Estados Unidos, só peço para Deus duas coisas: saúde para minha família e um CD ou um pen-drive completos contendo tudo de todos os atletas de qualquer esporte do mundo e de todos os jornalistas esportivos dos últimos 100 anos.

Aí, o meu "Que Fim Levou?", do Portal Terceiro Tempo, paixão da minha vida, ficará completo!

Placa que Milton Neves recebeu do ex-jogador Pio, da Ferroviária, Palmeiras e Santa Cruz

Puxa, e como foi rápido chegar aos 71.

Duro foi conseguir ter 18 anos para poder entrar no Cine São José de Muzambinho em "filmes de mulher pelada" (risos).

Abaixo, em fotos, um pouco mais do que realizei nestes 70 anos de vida:

Rara aparição de Milton Neves, ainda em Muzambinho-MG, como zagueiro

O apresentador ao lado de seu pai, Milton Neves, e seu irmão, Homero

Carmen Fernandes Neves, Margarida Neves, Milton Neves, Homero Neves segurando o primo Celso e a vovó Isolina. A pequena garota é a prima Maísa. Reunidos em 1961

Milton Neves (sentado ao centro) aparece com sua avó Beatriz, irmão e primos

Na capa da Revista Imprensa, no início dos anos 2000

Da esquerda para a direita, em pé: Renê Rodrigues (mora em Campinas-SP, aposentado pela Petrobras), José Eduardo Botelho (o Du Esqueleto Humano), João Batista Benetti (o João Mula), o cantor Rui Evilásio Rodrigues (o Rui Cabeludo), Antônio Carlos Gonçalves (o Toninho Ratinho ou Toninho Pernaiada, ex-comandante da PM de Minas Gerais, hoje aposentado) e Lino Fazzi Filho (o Lininho). A menina ao centro, é Conceição Aparecida Teixeira. Agachados: Milton Neves, Cláudio Portugal (o Figo) e Roberto de Araújo (o Nenzinho, que mora em Piumhi-MG)

Milton também tentou a sorte como treinador. Não deu certo...

Duas imagens do casal no dia da formatura de Lenice, pela PUC de Campinas, em Odontologia. Fotos: arquivo pessoal/Milton Neves

As netinhas Giulia e Mabê sempre encheram a casa da família Neves de alegria

Família feliz e unida: Lenice, o filho Fábio, a nora Roberta, Milton Neves e as netinhas Giulia e Mabê

A felicidade estampada nos sorrisos de Milton e de Lenice, conhecendo mais um lindo pedacinho do mundo

Em 10 de julho de 2022, no 3º Tempo da Band, Milton Neves, Livia Nepomuceno, Marcos Assunção, Sérgio Mauricio e Marilia Ruiz

Milton Neves, Denilson, Emerson e Vampeta no Band Mania, em 2010

Milton Neves ao lado de Larissa Erthal, em 2014

"Brigando" com Ricardo Boechat, na Band News FM, em 2015

Califórnia em 2000 com os filhos Fábio e Rafael, na Golden Gate, em São Francisco

"Canal 100", da Manchete, com Luís Pereira, Julinho Botelho e Ademir da Guia em 1994

Caracas, Venezuela, ao lado de Samuel Ferro, em 1987

"Cartão Verde", da TV Cultura, em 1993

Carteirinha de Milton Neves, então funcionário da Jovem Pan

Carteirinha de Milton Neves, então funcionário da Rádio Colombo, de Curitiba

Macabíada de Chicago, em 1988

Apresentando o "Cidade Alerta", da Record, em 2005

Concentração da Roma em 1989, voltando de Israel. Milton Neves, o médico da Roma e da seleção italiana e Sormani, em Trigoria, concentração da Roma

Em Roma, Milton Neves e Di Stéfano no Centro de Imprensa Grotta Rossa, da RAI, na Copa do Mundo de 1990, na Itália

Milton Neves e Tostão, na cobertura da Copa de 1994

Milton Neves e Fátima Bernardes, na Copa de 1994

Paulo Soares, Orlando Duarte, Milton Neves e Osmar de Oliveira, na cobertura da Copa de 1998. Na foto, Milton foi convidado para o SBT por um programa pois cobriu o Mundial da França pela Jovem Pan e TV Manchete

Durante a Cobertura da Copa de 2010, na África do Sul

Eduardo Savóia, Renata Fan, Milton Neves, Paulo Roberto Martins, Ricardo Capriotti e Osmar de Oliveira no inesquecível "Debate Bola" da Record, em 2005

Disney, anos 90

Como professor da "Escolinha do Barulho", da Record

Na "Fazenda do Ipê, em Guaxupé-MG

Entrada da Fazenda do Ipê, em Guaxupé

Apresentando o "Gol, o Grande Momento do Futebol", da Band e do BandSports

Com Osmar Santos, em Israel - 1993

Com o Mar Morto ao fundo, em 1989

Muro das Lamentações em Jerusalém - 1985

No Japão, em Yokohama em 2011, antes do duelo entre Santos e Barcelona e usando um "cabelo" do Neymar

Na Jovem Pan, em 1983: João Antônio de Carvalho, Flávio Prado, Nilson César, Milton Neves e Luis Carlos Quartarollo. Em pé, José Carlos Carboni

Na Jovem Pan, em 1985: José Silvério, Orlando Duarte, Milton Neves e Wanderley Nogueira

Entrevistando o Rei pela Pan em 1983: uma honra!

Credenciais de Milton Neves nas Macabíadas pan-americanas

Em 2013, em Marrakesh (Marrocos), acompanhando o Galo no Mundial ao lado de Chico Pinheiro

Evair e Caio Ribeiro no "Melhor de Todos" da Band, em 2000

"Mesa Redonda", da Gazeta em 1988: Pedro Luiz, Neto, Roberto Avallone, Wanderley Nogueira e Gilberto Costa

Em Miami, com a linda camisa do ABC, estreando apartamento em Sunny Isles, em 2008

Vinicius Magnoni, Alexandre Magnoni, Milton Neves, Edson Dino e Almírio José Borelli, em 25 de fevereiro de 2017, na Fazenda Santo Antonio do Ipê, em Guaxupé-MG

Tribeca, 67º andar em Nova York - II em 2017, ao lado do One WTC

Curtindo mais uma gelada noite de Nova York - I, em Upper East Side, em 2014

Lenice e Milton em um dos muitos almoços de sábado do casal no Rancho 53. Foto: arquivo pessoal de Milton Neves

No apartamento da família em Nova York, em Upper East Side, comemorando a passagem de 2017 para 2018. O santista Milton, a palmeirense Lenice e os três filhos tricolores, Rafael, Fábio e Netto. Foto: arquivo pessoal de Milton Neves

Em 2002, noite em que Fábio Lucas Neves ganhou o troféu Ford-Aceesp de repórter revelação. Da esquerda para a direita: Netto Neves, Milton Neves, Fábio Lucas Neves, Lenice Magnoni Neves e Rafael Magnoni Neves. Foto: arquivo pessoal de Milton Neves

Milton e Lenice, ainda namorados, em Muzambinho-MG, e no dia da cerimônia civil de casamento, em 7 de janeiro de 1978, em frente ao Fórum da cidade do Sul de Minas. Fotos: arquivo pessoal de Milton Neves

Apresentando o "Domingo Esportivo", na Rádio Bandeirantes

Milton Neves e Amyr Klink na Rádio Bandeirantes em 20 de agosto de 2017

Apresentando o "Roleta Russa" da Record, em 2003

No "Show do Esporte", ao lado de Juju Salimeni, em 2018

"SuperTécnico" - 1999: Oswaldo de Oliveira, Zagallo, Pelé, Milton Neves, Parreira e Luxemburgo

"Terceiro Tempo" da Record em 2002, com Roberto Carlos e Denilson

"Terceiro Tempo" na Band em 2015

Macabíada Pan-Americana de Toronto, Canadá, em 1986

Setorista da JP no Detran em 1972 e escrivão de polícia do órgão a partir de 1976

Em 2006 no programa "Golaço" da Rede Mulher. Em pé, Milton Neves e Renata Fan. Sentados: Fábio Sormani, Félix e Ado

 

Parte da Equipe-Band em casa, em dezembro de 2011. Em pé, da esquerda para a direita: Tati Saad, Milton Neves, Dudu Magnani e Tiago Galassi. Agachados: Fernando Svevo, Juninho e Rogério Micheletti. Thiago Galassi foi o maitre!

Na varanda do apartamento no Guarujá, a "Pérola do Atlântico", em uma manhã de fevereiro de 2016

Edifício Carmen Fernandes Neves, na Av. Dr. Américo Luz, em Muzambinho-MG, o único prédio da cidade

Em 4 de outubro de 2020, no 3º Tempo da Band, Muller, Marilia Ruiz, Fernando Prass, Lariss Erthal, Guilherme Cimatti e Milton Neves. Cimatti, da Rádio Bandeirantes, foi convidado para cumprimentar Fernando Prass e ganhar uma camisa do Ceará

 

******************************************************

Achados & Perdidos: Coritiba vencia o Bangu nos pênaltis e conquistava o Brasileirão há 37 anos

Há exatos 37 anos, no Maracanã, o Coritiba conquistava o título do Campeonato Brasileiro, ao vencer o Bangu nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo normal.

O Coritiba, então dirigido por Ênio Andrade (1930-1997) saiu na frente com um lindo gol de falta de Indio, no primeiro tempo, sem chance alguma para Gilmar, ex-goleiro do Palmeiras. O Bangu empatou ainda na etapa inicial, com Lulinha, chute de fora da área que contou com desvio da zaga para trair o goleiro Rafael.

O jogo ainda teve um lance polêmoico, quando o árbitro Romualdo Arppi Filho anulou um lindo gol do ponta direita Marinho, do Bangu, que driblou o goleiro Rafael e finalizou para as redes.

Com o empate no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis.

Na série regular de cobranças, empate em 5 a 5.  Porém, na série alternada, logo na primeira cobrança, Ado perdeu para o time carioca e o zagueiro Gomes marcou para tornar o Coritiba campeão brasileiro de 1985. Aliás, foi o segundo título do Brasileiro de Gomes, que havia conquistado o campeonato pelo Guarani em 1978.

Assim como Ênio Andrade, o então treinador do Bangu também já morreu, o ex-zagueiro Moisés (1948-2008), com passagens como jogador por Corinthians e Flamengo, entre outros.

ABAIXO, COM NARRAÇÃO DE GALVÃO BUENO, OS MELHORES MOMENTOS DA DECISÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1985 ENTRE BANGU E CORITIBA

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

Coritiba 1 x 1 Bangu (6 x 5)

Data: 31 de julho de 1985

Arbitro: Romualdo Arppi Filho (SP)

Local: Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)

Cartões amarelos: Mário, Gomes, Dida e Rafael.

Público pagante: 91.527

Gols (tempo normal): Índio aos 25 e Lulinha aos 35 do 1º tempo.

Coritiba: Rafael, André, Gomes, Heraldo e Dida; Almir (Vavá), Marildo (Marco Aurélio) e Tóbi; Lela, Índio e Édson. Técnico: Ênio Andrade 

Bangu: Gilmar, Márcio, Jair, Oliveira e Baby; Israel, Lulinha (Gílson) e Mário; Marinho, João Cláudio (Pingo) e Ado. Técnico: Moisés.,

 

******************************************************

F1: Verstappen escala o pelotão para vencer o GP da Hungria e ampliar vantagem no Mundial

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, venceu neste domingo (31) o GP da Hungria de Fórmula 1, 13ª etapa do Mundial, disputada no circuito de Hungaroring. Foi sua 28ª vitória na categoria, oitava na atual temporada, ampliando sua vantagem no Mundial para 80 pontos, chegando aos 258 pontos contra 178 de Leclerc, o vice-líder, que terminou a prova em sexto.

Em uma corrida marcada por alternância de líderes, primeiro com Russell, o pole, depois com Sainz e Leclerc, para finalmente Verstappen tomar a ponta, após uma ótima recuperação, ele que largou em décimo lugar, tendo enfrentado problemas de motor durante a classificação.

Lewis Hamilton superou George Russel a cinco voltas do final para subir ao segundo lugar e ainda ganhou o ponto extra pela volta mais rápida, enquanto Russell, o pole, novamente viu frustrada sua tentativa de vencer pela primeira vez na Fórmla 1. Precisou se contentar com o último dos lugares no pódio da prova magiar.   

Carlos Sainz levou a Ferrari ao quarto lugar, seguido por Sergio Pérez, com a Red Bull e Charles Leclerc, da Ferrari.

PRÓXIMA ETAPA

A Fórmula 1 faz uma pausa de quase um mês para a pausa de verão no hemisfério norte e retorna apenas em 28 de agosto com o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, que no ano passado contou com pole de 1min59s765 ee vitória dele mesmo, seguido por Russel e Hamilton, em uma prova marcada pela chuva, que abreviu a prova para apenas uma única volta. 

 

ETAPAS REALIZADAS

1ª - 20/03/2022 – GP do Bahrein – Sakhir – Pole de Charles Leclerc (1min30s558) - Vitória de Charles Leclerc
2ª - 27/03/2022 – GP da Arábia Saudita – Jedá – Pole de Sergio Pérez (1min28s200) - Vitória de Max Verstappen
3ª - 10/04/2022 – GP da Austrália – Melbourne – Pole de Charles Leclerc (1min17s868) - Vitória de Charles Leclerc
4ª - 24/04/2022 – GP da Emília-Romanha – Ímola – Pole de Max Verstappen (vencedor da Sprint) - Vitória de Max Verstappen
5ª - 08/05/2022 – GP de Miami – Miami (EUA) – Pole de Charles Leclerc (1min28s796) - Vitória de Max Verstappen
6ª - 22/05/2022 – GP da Espanha – Barcelona – Pole de Charles Leclerc (1min18s750) - Vitória de Max Verstappen
7ª - 29/05/2022 – GP de Mônaco – Monte Carlo – Pole de Charles Leclerc (1min11s376) - Vitória de Sergio Pérez
8ª - 12/06/2022 – GP do Azerbaijão – Baku – Pole de Charles Leclerc (1min41s359) - Vitória de Max Verstappen
9ª - 19/06/2022 – GP do Canadá – Montreal – Pole de Max Verstappen (1min21s299) - Vitória de Max Verstappen
10ª -03/07/2022 – GP da Grã-Bretanha – Silverstone – Pole de Carlos Sainz (1min40s983) - Vitória de Carlos Sainz
11ª -10/07/2022 – GP da Áustria – Red Bull Ring / Spielberg – Pole para a Sprint de Max Verstappen (1min04s984) - Vitória de Verstappen na Corrida Sprint - Vitória de Charles Leclerc na corrida principal
12ª -24/07/2022 – GP da França – Paul Ricard – Pole de Charles Leclerc (1min30s872) - Vitória de
13ª -31/07/2022 – GP da Hungria – Hungaroring / Budapeste – pole de George Russell (1min17s377) - Vitória de Max Vestappen

ETAPAS RESTANTES

14ª -28/08/2022 – GP da Bélgica – Spa-Francorchamps –
15ª -04/09/2022 – GP da Holanda – Zandvoort –
16ª -11/09/2022 – GP da Itália – Monza –
17ª -02/10/2022 – GP de Singapura – Marina Bay –
18ª -09/10/2022 – GP do Japão – Suzuka – Horários
19ª -23/10/2022 – GP dos EUA – COTA / Austin –
20ª -30/10/2022 – GP do México – Cidade do México –
21ª -13/11/2022 – GP de São Paulo – Interlagos / Brasil –
22ª -20/11/2022 – GP de Abu Dhabi – Yas Marina –

  

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

******************************************************

Roberto Miranda, ídolo botafoguense e campeão do mundo em 70, comemora hoje 78 anos

Um dos bons centroavantes brasileiros dos anos 1960 e 1970, que marcou época no Botafogo, no Corinthians e que foi campeão mundial com a seleção brasileira no México, Roberto Miranda comemora 78 anos neste domingo (31). Hoje, Roberto vive em Noterói-RJ. 

Roberto Miranda, o Roberto Lopes Miranda, centroavante do Botafogo nos anos 60 e 70 e tricampeão mundial pela seleção brasileira na Copa de 70, hoje mora em Niterói (RJ). Roberto trabalha como funcionário público no projeto para venda de remédios mais baratos para a população de baixa renda. Além dele, Brito e Pinheiro também trabalham neste projeto.

Nascido no dia 31 de julho de 1944, em São Gonçalo (RJ), Roberto Miranda começou a carreira no Botafogo. Rápido e oportunista, o centroavante ganhou o apelido de "Vendaval". Defendeu o time da Estrela Solitária entre os anos de 1962 e 1972. Ao lado de Jairzinho, Rogério (ponta-direita), Paulo César Caju e outras feras, o centroavante conquistou os títulos cariocas de 1962, 1967 e 1968 e os torneios Rio-São Paulo de 1964 e 1966. Fez 352 jogos pelo Fogão nos quais marcou 154 gols.

Um momento importante de Roberto foi quando ele foi convocado para defender a seleção brasileira na Copa do México, em 1970. Ele era um dos reservas do time que era comandado por Zagallo. Tostão era o camisa 9. Roberto e Dadá Maravilha eram algumas das opções de área.

O artilheiro, que marcou 154 gols pelo Botafogo em 352 jogos, deixou o Glorioso em 1972, mas nunca mais foi o mesmo jogador. Passou rapidamente pelo Flamengo, entre 1972 e 1973. No rubro-negro fez apenas 11 partidas (seis vitórias, quatro empates e uma derrota) e marcou três gols.

Depois, Roberto deixou o Rio de Janeiro para defender o Sport Club Corinthians Paulista. As contusões atrapalharam bastante o centroavante, que também jogou como meia-direita no alviengro do Parque São Jorge. Entre 1973 e 1976, Roberto vestiu a camisa corintiana 77 vezes (32 vitórias, 30 empates e 15 derrotas) e marcou 21 gols.

 

******************************************************

Stock: Matías Rossi e Felipe Fraga vencem na rodada dupla de Interlagos

O argentino Matías Rossi, da AMattheis Vogel, e o tocantinense Felipe Fraga, que competiu pela Eurofarma RC substituindo Daniel Serra, que disputou neste mesmo final de semana as 24 Horas de Spa-Francorchamps pelo o GT World Challenge, foram os vencedores da sétima etapa da Stock Car, disputada neste domingo (31) em Interlagos, abrindo a segunda metade da temporada.

Na corrida 1, largando da pole, Cesar Ramos tracionou bem e manteve-se em primeiro, seguido por Mátias Rossi, que precisou se preocupar bastante com Felipe Fraga, que ameaçou tomar a segunda posição, mas as posições acabaram se invetendo antes da parada obrigatória para troca de pneus, e Fraga acabou subindo para o segundo lugar, com Rossi em terceiro.

A sorte da prova se definiu no "Laranjinha", quando Fraga tentou tomar a posição de Cesar Ramos e acabou tocando no carro do gaúcho, que rodou, perdendo a liderança mas ainda assim conseguindo voltar ao traçado, perdendo várias posições.

Com as paradas obrigatórias consumadas, Fraga acabou mesmo como primeiro colocado, seguido por Matías Rossi e Felipe Lapenna, mas a manobra intempestuosa de Fraga rendeu-lhe punição, uma passagem obrigatória pelo pit-lane.

Assim, Rossi assumiu a liderança para não mais perder, seguido por Felipe Lapenna e Guilherme Salas, que completaram o pódio . 

O argentino Matías Rossi largou em segundo e venceu a corrida 1, chegando ao seu segundo triunfo na temporada. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT 

Na corrida 2, com o grid invertido, Digo Baptista, o décimo colocado da prova anterior largou em primeiro, tendo Allam Khodair ao seu lado na primeira fila.

A corrida transcorreu com algumas bandeiras amarelas e intervenção do safety-car, e depois da punição na corrida 1, Felipe Fraga optou por uma troca total de pneus ao término da prova inaugural e imprimiu um ritmo forte para vencer a corrida 2, seguido de Thiago Camilo e Digo Baptista.

Felipe Fraga substituiu Daniel Serra e triunfou na corrida 2. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT 

 

COM OS RESULTADOS...

Sem participar da etapa paulistana, Daniel Serra perdeu a liderança para Gabriel Casagrande, quarto colocado na corria 1 e oitavo na corrida 2. Assim, Casagrande chegou aos 205 pontos, em primeiro lugar, enquanto Daniel Serra, com 184, agora é o vice-líder.

Matías Rossi subiu duas posições na tabela e agora é o terceiro, com 170.

PRÓXIMA ETAPA

A Stock faz uma pausa de mais de um mês e retorna em 4 de setembro para a rodada dupla no Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. A pista já foi palco de uma etapa nesta temporada, a quarta, realizada em 15 de maio, ocasião em que Ricardo Zonta e Matías Rossi foram os vencedores.

RESULTADO FINAL DA CORRIDA 1

1 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla) 19 voltas
2 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 2s877
3 Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 5s014
4 Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) a 7s427
5 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 11s232
6 Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 14s478
7 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 14s584
8 Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 15s180
9 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 16s837
10 Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 17s823
11 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 18s003
12 Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 26s641
13 César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 28s482
14 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) a 33s849
15 Andi Jakos (Full Time Sports/Toyota) a 34s446
16 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 44s485
17 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 46s902
18 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 47s092
19 Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 47s427
20 Thiago Vivacqua (RKL Competições) a 1min01s908
21 Felipe Fraga (Eurofarma RC/Chevrolet) a 1min23s706
22 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 1min31s181
23 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 1min32s439
24 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 1min32s700
25 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla) a 1min39s994
26 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) 1 volta
27 Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) 1 volta

Não completaram

Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) 
Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze)
Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze)
Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla)

Não largou

Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze)

RESULTADO FINAL DA CORRIDA 2

1 Felipe Fraga (Eurofarma RC/Chevrolet) 17 voltas
2 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 2s927
3 Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 7s841
4 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 8s141
5 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla) a 9s379
6 Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 11s814
7 Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 12s038
8 Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) a 12s910
9 Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 13s727
10 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 16s865
11 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 17s619
12 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 18s334
13 Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 21s286
14 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 23s060
15 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 23s686
16 Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 24s388
17 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 27s183
18 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla) a 27s684
19 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 28s383
20 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 28s725
21 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 28s740
22 César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 29s146
23 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) a 32s261
24 Thiago Vivacqua (RKL Competições) a 32s385
25 Andi Jakos (Full Time Sports/Toyota) a 36s014
26 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) 1 volta

Não completaram

Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla)
Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze)
Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze)
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla)
Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze)

Não largou

Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze)

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO - DEZ PRIMEIROS COLOCADOS

1º Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel): 205 pontos

2º Daniel Serra (Eurofarma) 184 pontos

3º Matias Rossi (A.Mattheis-Vogel): 170 pontos

4º Rubens Barrichello (Full Time Sports): 159 pontos

5º Gaetano Di Mauro (KTF Soprts): 149 pontos

6º Bruno Baptista (RCM Motorsport): 144 pontos

7º Guilherme Salas (KTF Racing): 136 pontos

8º César Ramos (Ipiranga Racing): 135 pontos

9º Thiago Camilo (Ipiranga Racing): 130 pontos

10º Ricardo Zonta (RCM Motorsport): 125 pontos

CALENDÁRIO COMPLETO DA STOCK CAR EM 2022

ETAPAS JÁ REALIZADAS

1ª etapa - 13/02 – Interlagos – Corrida de Duplas - Vitória (combinado) de Gabriel Casagrande/Gabriel Robe - Vitórias avulsas de Gabriel Casagrande (corrida 1) e Enzo Elias (corrida 2)
2ª etapa - 20/03 – Goiânia – anel externo - Vitórias de Rubens Barrichello nas duas corridas
3ª etapa - 10/04 – Rio de Janeiro – GP do Galeão - Vitóias de Daniel Serra e Ricardo Mauricio
4ª etapa - 15/05 – Mogi Guaçu (SP) - Velocitta - Vitórias de Ricado Zonta e Matías Rossi
5ª e 6ª etapas - 02 e 03/07 – Velopark (RS) - Vitórias de Gabriel Csagrande e Nelsinho Piquet
7ª etapa - 31/07 – Interlagos - Vitórias de Matías Rossi e Felipe Fraga

PRÓXIMAS ETAPAS

8ª etapa - 04/09 – Mogi Guaçu (SP) - Velocitta
9ª etapa - 25/09 – Rio Grande do Sul – Santa Cruz do Sul
10ª e 11ª etapas – 22 e 23/10 – Goiânia – traçado misto e anel externo
12ª etapa - 20/11 – Brasília - no anel externo


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

******************************************************

Maior cartola santista, Athiê Jorge Cury nascia há 118 anos

Athiê Jorge Cury, deputado federal em várias legislaturas, ex-goleiro do Santos e presidente do clube mais vezes campeão em toda a história,  nasceu exatamente 118 anos atrás, no dia 1º de agosto de 1904. Athiê morreu em 1º de dezembro de 1992, aos 88 anos.

Athiê jamais será esquecido pela torcida alvinegra, especialmente aqueles que acompanharam Pelé reinar absoluto nos gramados. É apontado por muitos como peça-chave para o clube ter conquistado todos os títulos possíveis e imagináveis entre a metade dos anos 50 e o final dos anos 60, tendo ao lado cartolas como Nicolau Moran Vilar, Ciro Costa, Augusto da Silva Saraiva e o treinador Luíz Alonso Perez, o Lula.

Desde que assumiu a presidência do clube, em 1945, Athiê tornou-se nome marcante da literatura esportiva, fazendo parte de um time composto por Delfino Facchina (ex-presidente do Palmeiras), Paulo Machado de Carvalho (o "Marechal da Vitória" e homem ligado ao São Paulo), Laudo Natel e Raimundo Paes de Almeida (ex-presidentes do São Paulo), Oswaldo Teixeira Duarte (ex-presidente da Portuguesa), Fadel Fadel (ex-presidente do Flamengo), Giulite Coutinho (presidente de honra do América-RJ), Romeu Ítalo Rípoli (ex-presidente do XV de Piracicaba) e Fábio Fonseca (ex-presidente do Atlético Mineiro).

Sempre foi um personagem simples. E de grande visão futebolística. Assinou a contratação de grandes jogadores como Formiga, Tite, Pagão, Zito, Dorval, Dalmo, Coutinho e Mengálvio. Sem falar de Pelé, o maior de todos.

Em 1955, o primeiro fruto do trabalho. O Santos comemorou o título paulista depois de 20 anos de jejum, com uma vitória por 2 a 1 sobre o Taubaté. Em 1971, Athiê deixou a presidência do clube que sempre amou.

 

******************************************************

F1: Aston Martin anuncia Fernando Alonso para a próxima temporada com vínculo plurianual

A Aston Martin, por meio de seu site oficial, anunciou que o espanhol Fernando Alonso será piloto de seu time na Fórmula 1 a partir da próxima temporada, com um vínculo plurianual.

Aos 41 anos, completados na última sexta-feira (29), o bicampeão Alonso entra na vaga que será deixada pelo tetracampeão Sebastian Vettel, que no último dia 28 anunciou sua aposentadoria da categoria ao término deste ano.

"Ainda tenho fome e ambição de lutar para estar na frente, e quero fazer parte de uma organização comprometida em aprender, desenvolver e ter sucesso", comentou Alonso, atual piloto da Alpine, equipe francesa que defende desde 2021, isso após dois anos longe da Fórmula 1.

Aliás, neste seu retorno à F1, pela Alpine, novo nome adotado pela Renault F1, onde Alonso venceu seus dois campeonatos, em 2005 e 2006, ele subiu apenas uma vez ao pódio, em terceiro lugar, no GP do Catar de 2021.

A Aston Martin, que vem de uma estrutura velha conhecida na categoria, da Racing Point (antes Force India), vive um momento muito aquém das expectativas, em penúltimo lugar entre os Construtores, com sua dupla Sebastian Vettel e Lance Stroll, à frente apenas da Williams.

No entanto, Alonso sinalizou que acredita no potencial do time, cujo carro é impulsionado pelos propulsores da Mercedes.

"Vi como a equipe atraiu sistematicamente grandes pessoas com pedigrees vencedores e percebi o enorme compromisso com novas instalações e recursos em Silverstone. Ninguém na Fórmula 1 hoje está demonstrando uma visão maior e compromisso absoluto com a vitória, e isso faz com que seja uma oportunidade realmente empolgante para mim", ponderou Alonso, que na atual temporada ocupa a décima posição com 41 pontos, 17 atrás de seu companheiro de equipe, o francês Esteban Ocon, que em 2021, pela mesma Alpine, venceu pela primeira vez na F1, no GP da Hungria.

Fernando Alonso venceu 32 GPs na F1 e conquistou 22 poles. A última vitória do asturiano foi no GP da Espanha de 2013, pela Ferrari.

E PARA O LUGAR DE ALONSO?

Reserva na Alpine, o australiano Oscar Piastri é o favorito para ocupar o assento deixado por Fernando Alonso. Piastri vem de uma meteórica ascensão, com três títulos consecutivos: Fórmula Renault Eurocup (2019), Fórmula 3 (2020) e Fórmula 2 (2021).


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

******************************************************

"Ultrapassando Limites", biografia do piloto André Bragantini Jr., será lançada em São Paulo

A história de vida de André Bragantini Jr., marcada por uma superação ímpar, está materializada no livro biográfico "Ultrapassando Limites", escrito pelo jornalista Alexander Grünwald, e terá seu lançamento oficial nesta terça-feira, 02 de agosto com sessão de autógrafos na Livraria da Vila em sua unidade da Rua Fradique Coutinho, 915, no bairro de Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista, a partir das 18h30. 

André, piloto e chefe de equipe em diversas categorias do automobilismo nacional, incluindo a Stock Car, enfrentou diversos desafios em sua vida pessoal e profissional por conta da Síndrome de Tourette.

Com uma narrativa muito sensível, "Ultrapassando Limites" traz em detalhes o natural medo dele e de seus familiares para conviverem com a síndrome, mas sinaliza as possibilidades criadas, com o objetivo de inspirar outras pessoas que passam por dificuldades semelhantes.

Aliás, no último sábado (23), em uma inicial apresentação da obra no Autódromo de Interlagos, André enfatizou que o projeto é ainda mais amplo, pois além do livro ele vem ministrando palestras motivacionais para falar de sua bela trajetória de vida.  

A publicação do livro ficou a cargo da Editora Oficina 259, capitaneada pelo experiente jornalista Reginaldo Leme.

Também é possível adquirir o livro por meio da Internet, disponível em duas versões: física e online, com pré-venda pelo link do Mercado Pago (com 10% de desconto), autografado por André Bragantini Jr., com frete grátis até 23h30 deste 1º de agosto, com envio até 08 de agosto. 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O LINK DO MERCADO PAGO E ADQUIRIR O LIVRO.

SERVIÇO:

LANÇAMENTO OFICIAL DA BIOGRAFIA "ULTRAPASSANDO LIMITES"

Data: 02 de agosto

Local: Livraria da Vila – Unidade Fradique (Rua Fradique Coutinho, 915, em Pinheiros, São Paulo)

Horário: a partir das 18h30

Valor do livro: R$ 39,90

 


 

     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

 

******************************************************

Faça o quiz e veja se você sabe tudo da carreira de Milton Neves, que faz 71 anos nesta semana

O quiz abaixo foi elaborado pelo professor, engenheiro, mestre em Administração e Jornalista Fábio Sinegaglia.

Confira o gabarito após o questionário!

1) Qual foi a primeira Copa do Mundo do Milton Neves na Rádio Bandeirantes?
A) 1998
B) 2002
C) 2006
D) 2010

2) Nos anos 90 Milton Neves inovou na comunicação com seus ouvintes, por meio do pager Teletrim. Qual era o número do Teletrim do Milton Neves?
A) 5964
B) 5834
C) 5742
D) 5735

3) Qual desses comentaristas não trabalhou com o Milton Neves na Rádio JP?
A) Cláudio Carsughi
B) Flávio Prado
C) Mauro Nóbrega
D) Paulo Calçade

4) Em 1995, um dia depois da final Santos e Botafogo, Milton Neves foi entrevistado em um Talk Show. Qual era o apresentador (a)?
A) Hebe Camargo
B) Jô Soares
C) Marília Gabriela
D) João Doria

5) O programa Terceiro Tempo foi criado em que ano?
A) 1982
B) 1984
C) 1986
D) 1988

6) Nos anos 80 Milton Neves fez propaganda de uma empresa de troca de pneu, alinhamento e balanceamento. Qual era a empresa?
A) Rede Zacarias
B) Rede DePascal
C) Rede Continental
D) Rede Pit Stop

7) Qual jogador do histórico do Santos faz aniversário no mesmo dia que Milton Neves?
A) Edu
B) Rodolfo Rodrigues
C) Serginho
D) Robinho

8) Nos anos 90 Milton Neves foi o personagem de uma revista que contava a história de um membro da crônica esportiva em cada uma de suas edições. Qual o nome dessa revista?
A) A Pauta da Bola
B) Histórias do Futebol
C) A Bola rolando
D) Microfone aberto

9) Milton Neves foi citado em duas novelas da Rede Globo. Quais foram as novelas:
A) O Rei do Gado e Renascer.
B) Mulheres de Areia e O Rei do Gado.
C) Renascer e Rainha da Sucata.
D) Rainha da Sucata e Mulheres de Areia.

10) Qual dessas personalidades NÃO foi assistente de palco do Milton Neves?
A) Luize Altenhofen
B) Nereide Nogueira
C) Daniela Freitas
D) Elys Marina

GABARITO:
1 – C
2 – A
3 – D
4 – B
5 – A
6 – A
7 – A
8 – B
9 – A
10 – D

 

******************************************************

Neymar pode ir para a prisão? O advogado Paulo Nasser explica!

O “Domingo Esportivo Bandeirantes” do dia 31 de julho de 2022 contou com a participação do advogado Paulo Nasser, que representa o Grupo DIS no processo envolvendo Neymar, que responde por suspeita de corrupção quando de sua transferência para o Barcelona. Além do jogador, seu pai, sua mãe, dois ex-presidentes do Barça e um ex-diretor do Santos estão sendo acusados pela Justiça espanhola.

E, durante a conversa com o jornalista Milton Neves, Paulo Nasser respondeu a questão que tomou conta do Brasil na última semana: afinal, Neymar pode ser preso às vésperas da Copa do Mundo?

Segundo Nasser, os pedidos formulados por seus clientes no processo e também pelo Ministério Público da Espanha envolvem, sim, penas de reclusão, inabilitação profissional na União Europeia e indenização aos que foram prejudicados nessa negociação entre Neymar Júnior e o Barcelona.

Confira a resposta completa do advogado no player abaixo:

 

******************************************************

O Gestor no Futebol, tema da live de Marcos Falopa com os professores Ismael Kurtz e Alfredo Sampaio

Os professores Ismael Kurtz e Alfredo Sampaio são os convidados desta terça-feira (2), a partir das 16h, da live comandada por Marcos Falopa, coordenador técnico, profissional que acumula um currículo invejável como treinador de diversos clubes e seleções, incluindo trabalhos de instrutor pela Fifa.

O Prof. Kurtz tem larga experiência no cenário nacional e internacional de futebol, com destaque para seu trabalho como auxiliar na preparação física da Seleção Brasileira na Copa de 1970, preparador físico das seleções de base e olimpica da CBF, campeão sul-americano e mundial sub-20 em1983, bicampeão sul-americano e mundial sub-20 em 1985, além de ter sido treinador do Fluminense  e diversas equipes do mundo árabe, com oAhly Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Al Nasser (Kuwait).

O Prof. Alfredo Sampaio foi atleta profissional por 13 anos e é treinador de futebol formado há 30 anos, com passagens por seleções carioca e brasileira.

Foi presidente do Sindicato e Atletas de Futebol do Rio de Janeiro e atualmente preside a Federação Nacional dos Atletas Profissionais, da qual é fundador. Também é membro da diretoria executiva e fundador da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol. 

A live estará no Instagram de Marcos Falopa a partir das 16h (clique aqui para acessar).

 

******************************************************

Saudade: Há um ano morria Fifi, primeiro jogador do Guarani convocado para a Seleção Brasileira

Fifi, primeiro jogador do Guarani de Campinas a ser convocado para integrar uma seleção brasileira, a Sub-19 no Sul-Americano de 1954, realizado em Caracas, na Venezuela, morria há exatamente um ano, em 2 de agosto de 2021, em decorrência de um câncer no estômago. Ele estava com 84 anos.

Francisco Santana, nome de batismo de Fifi, residia no Abrigo Mão Amiga, em Votuporanga, interior de São Paulo.

 

******************************************************

"Objetivo de fortalecer o kartismo do Norte e Nordeste do Brasil foi alcançado", avalia Rubens Carcasci

O balanço da 23ª Copa Brasil de Kart, realizada em Aracaju (SE), encerrada no último sábado (30), teve seu objetivo alcançado, segundo Rubens Carcasci, presidente da CNK (Comissão Nacional de Kart).

“Um dos objetivos desta Copa era fortalecer o kartismo da região e ele foi alcançado. Os números de pilotos dos estados do Norte e Nordeste e a presença de presidentes de federações locais mostram isso. Tenho certeza de que esse legado será bem aproveitado por lá”, pontou Carcasci.

O evento foi organizado pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo, presidida por Giovanni Guerra), por meio da CNK (Comissão Nacional de Kart), que teve como parceira a FSA (Federação Sergipana de Automobilismo, contanto com 247 inscrições, 98 delas de representantes das federações das regiões Norte e Nordeste, totalizando 40% dos participantes das 22 categorias envolvidas na disputa.

“Tivemos alguns problemas estruturais no início do evento, mas agradeço o incansável trabalho do Kennedy (Fonseca, presidente da FS) e do pessoal da FSA, que conseguiram ao final resolver grande parte deles para entregarmos um evento digno, de grande porte, para quase 250 pilotos. Vamos para os próximos campeonatos, carregando os ensinamentos que tivemos”, finalizou Carcasci.

Uma das inúmeras baterias do certame, que no total contabilizou 247 inscrições. Foto: Cris Reis/Planet Kart Imagens  

ABAIXO, SEPARADAS POR MARCAS DE CHASSIS, OS CAMPEÕES DA 23ª EDIÇÃO DA COPA BRASIL DE KART, REALIZADA EM ARACAJU (SE), NO KARTÓDROMO EMERSON FITTIPALDI

Bravar 5 títulos

Júnior Menor: #51 Theo Salomão - FAUGO
Cadete: #116 Pablo Hattori - FAUGO
OK Júnior: #7 Gabriel Koenigkan – FADF
Mirim: #33 Lucas Ferreira – FASP
F4 Júnior: #127 Dudu Araujo - FAUESC

Tony 5 títulos

Júnior: #386 Gabriel Moura – FAUESC
KZ Graduados: #11 Gaetano di Mauro – FPRA
KZ Sênior: #222 Waldir Belizario – FAUESC
Sênior 60+: #8 Munir Aboissa - FASP
Super Sênior Master: #157 Cylmar Fortes - FADF

Thunder 4 títulos

Novatos: #5 Edu Perez – FASP
Super F4: # 25 Murilo Fiore - FAUESC
Sênior A: #212 Alain Sisdeli - FPARN
F4 Graduados: #25 Guilherme Peixoto - FASP

CRG 3 títulos

Graduados: #4 Olin Galli - FAUESC
OK: #4 Olin Galli - FAUESC
Super Sênior: #55 Ale Xavier - FPRA

Mega 2 títulos

F4 Sênior: #104 Flaviano Ramos – FAUESC
F4 SS: #1 Marcos da Silva - FAERJ

Mini 2 títulos

Sênior B: #101 John Louis - FPRA
F4 S60+: #44 Luiz Pinheiro – FMA

Techspeed 1 título

F4 SSM: #11 Paulo Sant´anna - FASP

Com informações da fgcom


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

 ******************************************************

Olhos no retrovisor: Chris Amon, que perseguiu vitória na Fórmula 1, morria há seis anos

Há exatos seis anos, em 03 de agosto de 2016, morria um dos bons pilotos de sua geração, o neozelandês Chris Amon, vítima de câncer. Ele estava com 73 anos.

Amon perseguiu por bastante tempo uma vitória na Fórmula 1, exatas 14 temporadas, sem ter conseguido alcançar seu intento, contabilizando 83 GPs disputados. Conseguiu subir ao pódio em 11 oportunidades, oito delas como segundo colocado e outras três como terceiro.

Se na Fórmula 1 a tão sonhada vitória não aconteceu, Crhistopher Arthur Amon, o Chris Amon saboreou um momento brilhante no automobilismo, quando estreou com vitória nas 24 Horas de Le Mans em 1966, correndo ao lado de Bruce McLaren com um Ford GT40.

O ótimo desempenho na prova de Sarthe rendeu-lhe um convite de Enzo Ferrari para defender a equipe de Maranello no ano seguinte, subindo ao pódio logo na segunda prova com o carro escarlate, no GP de Mônaco, com um terceiro lugar, após largar em 14º. A vitória foi de Denny Hulme (Brabham-Repco).

 

 ******************************************************

Noite de sucesso no lançamento de "Ultrapassando Limites", biografia do piloto André Bragantini Jr.

Em um evento bastante concorrido na Livraria da Vila em sua unidade da Vila Madalena, na capital paulista, muitos amigos e fãs do automobilismo foram abraçar o piloto André Bragantini Jr. e o jornalista Alexander Grünwald, responsável por escrever "Ultrapassando Limites", na noite da última terça-feira (2), com sessão de autógrafos.

A obra, que ficou a cargo da Editora Oficina 259, do jornalista Reginaldo Leme, que contou com coordenação de Daniela Leme, aborda em 351 páginas ilustradas com inúmeras fotos, a trajetória de sucesso nas pistas de André Bragantini Jr., mas, principalmente, sua tenaz luta para enfrentar a Síndrome de Tourette, que provoca movimentos involuntários e tiques vocais.

Em uma narrativa permeada de emoção, "Ultrapassando Limites" contou com depoimentos dos familiares, pais e duas irmãs, esposa, amigos e pessoas que estiveram ligadas a André em diferentes fases de sua vida.

A intensa ligação de André Bragantini Jr. com o automobilismo, bem como do jornalista Alexander Grünwald, que trabalha há vários anos no meio, foi um fator determinante para a maciça presença de pessoas ligadas ao esporte a motor, entre jornalistas, pilotos e representantes de empresas que fomentam a modalidade, incluindo aqueles que viabilizaram a publicação do livro.

Depois da sessão de autógrafos, André e Grünwald reuniram todos que estiveram para o lançamento no auditório da livraria, onde fizeram breve resumo da concepção da obra, bem como os agradecimentos a todos os parceiros e apoiadores.  

 

 ******************************************************

O Fla provou que o Timão era um "estranho no ninho" nas quartas da Libertadores. Por @TufanoSilva

Você, amigo corintiano, toparia “deixar quieto” o jogo de volta, no Maracanã, diante do Flamengo? Conversei com muitos alvinegros na manhã desta quarta-feira (3) e a minha sensação é de que raríssimos seriam os torcedores do Timão que não topariam tal proposta.  

Afinal de contas, depois do que vimos ontem, na Neo Química Arena, é muito difícil imaginar que o Corinthians possa dar a volta por cima lá no Rio de Janeiro. O Flamengo provou que o Alvinegro era realmente um “estranho no ninho” nas quartas de final da Libertadores da América. Não deveria ter chegado tão longe. 

E não vejo erro claríssimo do técnico Vítor Pereira ou mesmo de algum jogador específico que tenha sido preponderante para o revés da equipe da casa. O Corinthians até que foi valente nos primeiros 25 minutos de jogo, quando chegou a ameaçar o gol defendido por Santos. 

Mas, principalmente após a lesão de Maycon, a equipe cansou, o Flamengo colocou a bola no chão e é muito complicado bater de frente com a “seleção" rubro-negra quando isso acontece. 

E, para falar a verdade, ainda ficou barato para o Timão em Itaquera. O Flamengo poderia ter até goleado a equipe paulista no jogo de ida das quartas de final da Libertadores. Não o fez por falta de pontaria em alguns lances e talvez por falta de apetite após o segundo gol, quando a equipe corintiana esteve entregue em campo.  

GOL IRREGULAR? 

Fosse o árbitro, eu não marcaria falta no gol anotado por Arrascaeta nem com a regra antiga. A bola bate no braço colado ao corpo de João Gomes. Não pegasse em sua mão, teria acertado sua barriga e a redonda sobraria para o uruguaio do mesmo jeito. 

Mas, perguntar não ofende: fosse no Maracanã contra o Flamengo, você acha que a equipe de arbitragem não teria anulado o lance?

 

 

 ******************************************************

Olhos no retrovisor: Barrichello vencia a Corrida do Milhão pela segunda vez há quatro anos 

Há exatos quatro anos, em Goiânia,Rubens Barrichello vencia pela segunda vez a Corrida do Milhão da Stock Car.

O final da prova, realizada em 5 de agosto de 2018, que foi disputada no traçado oval do Autódromo Internacional Ayrton Senna, acabou sendo eletrizante, com três pilotos lutando pela liderança. Max Wilson ganhou a posição do português Antônio Félix da Costa após ambos realizarem suas últimas paradas obrigatórias para reabastecimento.

Barrichello (Full Time Sports) retardou ao máximo sua parada e a fez de forma muito rápida, para voltar à frente de Max e cruzar a linha de chegada com 0s684 para o então piloto da Eurofarma RC. Félix da Costa (Hero Motorsport II) completou o pódio, em terceiro.

"Um final de semana muito especial, para guardar na memória! Meu filho Fernando comigo, acordei hoje com uma sensação de que estava tudo certinho, mas com uma vontade gigante de que ele subisse no carro comigo, assim como foi com o irmão dele em 2014. Eu lutei o dia inteiro para isso. Contei com um carro excelente, com uma equipe excepcional que fizeram um excelente trabalho na parada dos boxes", resumiu Barrichello na ocasião.

O próximo desafio do piloto será no dia 4 de setembro, na oitava etapa a Stock Car, no Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. Barrichello é o quarto colocado no campeonato, com 159 pontos. Gabriel Casagrande lidera o certame, com 205 pontos.

CLASSIFICAÇÃO FINAL - CORRIDA DO MILHÃO - AUTÓDROMO INTERNACIONAL DE GOIÂNIA-GO - 05/08/2018

1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 39 voltas em 41min24s444
2. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 0s684
3. 444 António Félix da Costa (Hero Motorsport II) – a 1s250
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4s791
5. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 7s333
6. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s654
7. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 10s703
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s700
9. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – 17s707
10. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 17s911
11. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 17s71
12. 86 Agustín Canapino (Cimed Chevrolet Team) – a 18s321
13. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 18s635
14. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 19s279
15. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 34s995
16. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 38s925
17. 555 Renato Baga (Bardahl Cifarma RZ) – a 42s133
18. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 42s169
19. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 1 volta
20. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
21. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) – a 9 voltas
22. 19 Felipe Massa (Cimed Chevrolet Team) – a 9 voltas

NÃO COMPLETARAM

23. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 18 voltas
24. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
25. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 21 voltas
26. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 22 voltas
27. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 32 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 34 voltas
29. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 37 voltas
30. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 39 voltas
31. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – excluído
32. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – desclassificado
33. 33 Nelson Piquet Jr. (Full Time Bassani) – desclassificado

MELHOR VOLTA: António Félix da Costa, 47s622 (média de 203,7 km/h)

RELAÇÃO DE VITÓRIAS DE RUBENS BARRICHELLO NA STOCK CAR

1ª Goiânia/2014 (Corrida do Milhão, traçado misto)
2ª Cascavel/2014 (Corrida 2)
3ª Cascavel/2016 (Corrida 2)
4ª Londrina/2016 (Corrida 2)
5ª Goiânia/2016 (Corrida 1)
6ª Santa Cruz do Sul/2017 (Corrida 1)
7ª Buenos Aires - Argentina/2017 (Corrida 2)
8ª Goiânia/2018 (Corrida do Milhão, anel externo)
9ª Londrina/2018 (Corrida 1)
10ª Mogi Guaçu - Velo Città/2019 (Corrida 2)
11ª Goiânia/2019 (Corrida 2)
12ª Campo Grande/2019 (Corrida 2)
13ª Velopark/2019 (Corrida 2)
14ª Goiânia/2020 (Corrida 2)
15ª Velocitta/2021 (Corrida2)
16ª Velocitta/2021 (Corrida 1)
17ª Goiânia/2022 (Corrida 1 - anel externo)
18ª Goiânia/2022 (Corrida 2 - anel externo)


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

******************************************************

A participação de Milton Neves no "Jô Soares Onze e Meia" em 1995

Jô Soares, que infelizmente nos deixou nesta sexta-feira, 5 de agosto, aos 84 anos, apresentou seu programa, o Jô Soares Onze e Meia" no SBT ao deixar a Rede Globo, um talk show com o qual ele sempre sonhou e tentou emplacar a atração na emissora carioca, mas não houve acordo.

Na emissora de Silvio Santos, entre os entrevistados, Milton Neves participou da atração em 18 de dezembro de 1995.

NO "JÔ SOARES ONZE E MEIA", EM 18 DE DEZEMBRO DE 1995, A PARTICIPAÇÃO DE MILTON NEVES

 

******************************************************

Olhos no retrovisor: Emerson, Piquet e Senna; os brasileiros campeões da Fórmula 1 no Jô Soares Onze e Meia

Entre os mais de 30 mil entrevistados por Jô Soares ao longo de sua trajetória por SBT e Globo, os três brasileiros que foram campeões de Fórrmula 1 participaram do talk show conduzido por Jô Soares, que morreu nesta sexta-feira aos 84 anos de idade.

Emerson Fittipaldi, bicampeão de Fórmula 1, em 1972 e 1974, conversou com Jô em 1997, lembrando vários momentos de sua carreira e, também, o grave acidente sofrido pelo piloto nas 500 Milhas de Michigan no ano anterior, pela Indy.

O tricampeão Nelson Piquet, vencedor nas temporadas de 1981, 1983 e 1987, foi o convidado do apresentador em 1992, ocasião em que o tema central acabou sendo a empresa do ex-piloto, a Autotrac, que iniciava sua trajetória no monitoramento de caminhões via satélite.

Ayrton Senna (1960 - 1994), vencedor dos títulos de 1988, 1989 e 1991 na Fórmula 1, esteve no programa em 1989, então com um único título na categoria máxima do automobilismo, detalhando aspectos de seu trabalho como piloto.   

EMERSON FITTIPALDI NO JÔ SOARES ONZE E MEIA, NO SBT, EM 1997 

NELSON PIQUET NO JÔ SOARES ONZE E MEIA, NO SBT, EM 1992 

AYRTON NO JÔ SOARES ONZE E MEIA, NO SBT, EM 1989

 


   

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

 ******************************************************

Às vésperas do Sertões, HStern apresenta novo produto em parceria com o maior rali do mundo

Resta menos de um mês para o início do Sertões em sua 30ª edição, com largada em Foz do Iguaçu (PR) em 27 de agosto e término na cidade de Paragominas (PA) em 10 de setembro, e a organização do evento se movimenta em várias direções além da competição em si, incluindo as ações sociais nos municípios que fazem parte do roteiro e também na área de parcerias, uma delas divulgada nesta semana, com a criação de uma edição comemorativa do cronógrafo HS ID Driving, peça da HStern, joalheria brasileira fundada em 1945.

O lançamento foi feito para imprensa e convidados, em evento realizado na loja da joalheira do Shopping Iguatemi, em São Paulo, na noite de quarta-feira (4).

A HStern, aliás, desde 2019 confecciona o "Cordão do Líder", peça que vai para o pescoço do líder de cada modalidade e fica definitivamente com os campeões ao término da competição.

CEO do Sertões, Joaquim Monteiro exaltou a parceria com a HStern.

“A HStern sintetiza as preciosidades do Brasil e cada produto aqui é uma joia. Nós Sertões, por outro lado, promovemos e revelamos destinos que são verdadeiros tesouros, não só para o mundo, mas para o próprio brasileiro. O relógio da HStern é um ícone dessa parceria que já dura cinco anos. E nos enche de orgulho ter a chancela da HStern no Cordão do Líder também, que é cobiçado por cada competidor durante o rally. O Cordão do Líder e o relógio serão objetos de disputa do Sertões e somente os campeões é que vão levar para casa”, pontuouMonteiro.

Por parte da empresa, Roberto Stern também comentou sobre a "dobradinha" HStern-Sertões.

“Para competir no Sertões é necessário ter muita precisão e o relógio simboliza isso. Já o Cordão do Líder, é algo para ficar colado no peito, para ser sentido. Como disse o Joaquim, o Sertões estará desbravando o Brasil de uma forma muito positiva e a HStern fazer parte disso nos deixa muito emocionados”, ponderou Roberto Stern.

Joaquim Monteiro, Roberto Stern e Cris Matos, Head de Licenciamento e Parcerias do Sertões. Foto: Divulgação 

 

ROTEIRO COMPLETO DO SERTÕES EM SUA 30ª EDIÇÃO

*DI = deslocamento inicial; TE = trecho especial; DF = deslocamento final

1ª etapa – 27/08 – Sábado – Foz do Iguaçu PR / Umuarama PR

D.I. – 25km   T.E. – 172km   D.F. – 173km   TOTAL: 370KM

 2ª etapa – 28/08 – Domingo – Umuarama PR / Presidente Prudente SP

D.I – 17km   T.E. – 305km   D.F. – 213km   TOTAL: 535KM

 3ª etapa – 29/08 – Segunda-feira – Presidente Prudente SP / Campo Grande MS

D.I. – 134km   T.E. – 306km   D.F. – 360km   TOTAL: 800KM

3ª. SS – muda fuso MS e MT

 4ª etapa – 30/08 – Terça-feira – Campo Grande MS / Costa Rica MS

D.I. – 30km   T.E. – 382km   D.F. – 31km   TOTAL: 443KM

 5ª etapa – 31/08 – Quarta-feira – Costa Rica MS / Barra do Garças MT

D.I. – 87km   T.E. – 526km   D.F. – 23km   TOTAL: 636KM  

 6ª etapa – 01/09 – Quinta-feira – Barra do Garças MT / S.Felix do Araguaia MT

D.I. – 67km   T.E. – 601km   D.F. – 0km   TOTAL: 667KM

Início 1ª. Perna da 1ª. Etapa Maratona

 7ª etapa – 02/09 – Sexta-feira – S.Felix do Araguaia MT / Palmas TO

D.I. – 9km   T.E. – 165km   D.F. – 401km   TOTAL: 575KM

2ª. Perna Maratona 

 03/09 – Sábado - ENCERRA SERTÕES SUL - DESCANSO EM PALMAS TO

 INÍCIO SERTÕES NORTE

8ª etapa – 04/09 – Domingo – Palmas TO / Mateiros TO

D.I. – 97km   T.E. – 462km   D.F. – 0km   TOTAL: 559KM

2ª. Maratona - 1ª perna MIX DAS MELHORES TRILHAS DO JALAPÃO

 9ª etapa – 05/09 – Segunda-feira – Mateiros TO / Bom Jesus PI

D.I. – 0km   T.E. – 452km   D.F. – 61km   TOTAL: 513KM 

2ª. Perna da 2ª. Maratona (Após rasgar o Jalapão, segue para o Piauí)

 10ª etapa – 06/09 – Terça-Feira – Bom Jesus PI / Bom Jesus PI

D.I. – 0km   T.E. – 325km   D.F. – 2km   TOTAL: 327KM

Laço Cânion do Viana

 11ª etapa – 07/09 – Quarta-feira – Bom Jesus PI / Balsas MA

D.I. – 16km   T.E. – 260km   D.F. – 225km   TOTAL: 501KM

 12ª etapa – 08/09 – Quinta-feira – Balsas MA / Imperatriz MA

D.I. – 11km   T.E. – 265   D.F. – 125km   TOTAL: 401KM

 13ª etapa – 09/09 – Sexta-feira – Imperatriz MA / Paragominas PA

D.I. – 29km   T.E. – 377km   D.F. – 67km   TOTAL: 473KM

 14ª etapa – 10/09 – Sábado – Paragominas PA / Salinópolis PA

D.I. – 3km   T.E. – 213km   D.F. 200km    TOTAL: 416KM

 KM TOTAL: 7.216km

KM ESPEICIA: 4.811km


   

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

 

******************************************************

Milton Neves, 71 anos! Veja imagens de infância e adolescência do jornalista 

Fotografias não eram nada comuns nos anos 50 e 60, bem diferente do que acontece hoje em dia, graças à facilidade proporcionada pelos celulares, com câmeras capazes de registros de um nível impecável.

Mesmo assim, Milton Neves, que completa 71 anos neste sábado (6), guarda com carinho algumas belas imagens, da saborosa infância e da efervescente adolescência em Muzambinho, sua cidade natal, no Sul de Minas Gerais.

O pai de Milton Neves, Sr. Milton, morreu muito jovem, aos 39 anos, e Milton tem um único registro fotográfico ao seu lado e com seu único irmão, Homero.

Também há lindas fotos de Milton com sua saudosa mãe, Carmen Fernandes Neves (falecida em 1995), avós, primos e os bons amigos de juventude.

 

A mesma foto, porém a original e ela colorizada (por Valter de Oliveira). Em pé: a prima Beatriz, Vovó Beatriz e o irmão Homero. Sentados estão o primo Humberto (em 2010 prefeito da cidade de Monte Belo-MG), o emburrado Miltinho e Luís Carlos, o Caio, também primo. A foto é de 1955 e foi tirada no jardim da Praça dos Andradas, em Muzambinho-MG, diante do "Pirulito". Na verdade, trata-se de um monumento feito pela comunidade da cidade em homenagem aos oito pracinhas de Muzambinho que participaram heroicamente da 2ª Guerra Mundial, em Monte Castelo, na Itália. No interior do monumento estão depositados fuzis, revólveres, (fardamentos em péssimo estado) e botas inadequadas que os heróis receberam para que defendessem o mundo contra o nazismo, mesmo em condições desumanas, enfrentando temperaturas de -10ºC

 

Esta é a única foto que Milton tem ao lado de seu pai (Milton), junto ao irmão Homero. Sr. Milton, pai de Milton Neves, morreu com apenas 39 anos

 

Muzambinho em 1954: Marina, a mãe Carmen e Teresa Guilherme. À frente, os irmãos Homero e Milton, com a mãozinha na boca

 

Reunidos em 1961, Carmen Fernandes Neves, Margarida Neves, Milton Neves, Homero Neves (segurando o primo Celso) e a vovó Isolina. A pequena garota é a prima Maísa.

Da esquerda para a direita, em pé: Renê Rodrigues (mora em Campinas-SP, aposentado pela Petrobras), José Eduardo Botelho (o Du Esqueleto Humano), João Batista Benetti (o João Mula), o cantor Rui Evilásio Rodrigues (o Rui Cabeludo), Antônio Carlos Gonçalves (o Toninho Ratinho ou Toninho Pernaiada, ex-comandante da PM de Minas Gerais, hoje aposentado) e Lino Fazzi Filho (o Lininho). A menina ao centro, é Conceição Aparecida Teixeira. Agachados: Milton Neves, Cláudio Portugal (o Figo) e Roberto de Araújo (o Nenzinho, que mora em Piumhi-MG). Foto enviada por Sueli Vieira Campos dos Reis

 

 

Da esquerda para a direita, o cantor Rui Evilásio Rodrigues (o Rui Cabeludo), João Batista Benetti (o João Mula), Milton Neves e Roberto de Araújo (o Nenzinho). Foto enviada por Sueli Vieira Campos dos Reis

 

Da esquerda para a direita, o cantor Rui Evilásio Rodrigues (o Rui Cabeludo), Antônio Carlos Gonçalves (o Toninho Ratinho ou Toninho Pernaiada, ex-comandante da PM de Minas Gerais, hoje aposentado), Conceição Aparecida Teixeira, Milton Neves (ao fundo), João Batista Benetti (o João Mula) e Renê Rodrigues (mora em Campinas-SP, aposentado pela Petrobras). Foto enviada por Sueli Vieira Campos dos Reis


Para fechar esta homenagem aos 71 anos do aniversariante, dois momentos de Milton. Pequeno, em um dia de braveza na sua amada Muzambinho, em uma foto colorizada artificialmente, e em imagem recente, durante o 3º Tempo da Band, sorridente, em São Paulo

 

 

******************************************************

Veja o aniversariante Milton Neves em diversos momentos ao lado de Pelé, seu maior ídolo 

Milton Neves, que está completando 71 anos neste spabado (6), tinha 14 anos na tarde de 10 de outubro de 1965, um domingo de muito calor, a tônica climática da cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

No gramado, o Santos não teve vida fácil para enfrentar o bom time do Comercial, e o primeiro gol saiu apenas aos 43 minutos do primeiro tempo, pênalti convertido por Pelé, que completa 80 anos nesta sexta-feira (23).

Dorval, aos 7 minutos da etapa derradeira, deu números finais ao placar, na vitória do time da Vila.

Milton havia saído de Muzambinho, Sul de Minas, com os amigos Amintas, Moisés, Biga, Mauro Chame, Gleninho, Mirtinho "Chupa Dedo", André Pirata, SerroteJoão Mula e Carlinho "Boca de Véia".

"Foi graças a Deus e à minha saudosa tia Antonia que pude ver Pelé. Ela pediu mais ou menos R$ 90,00 em dinheiro de hoje emprestados de primos para o seu sobrinho "Mirtinho" não ficar triste, e ver o Pelé.

"O dinheiro era o preço do pacote composto pelo aluguel da Kombi, gasolinam, lanche e ingresso", relembra Milton.

Antes do primeiro gol, uma bola "prensada" entre Nonô e Dorval foi em direção a Milton, na mureta, junto ao alambrado.

"Aí, chegou o Pelé apressado, nervoso, tenso e suado para bater o lateral, e ao levantar o corpo curvado com a bola na mão, `olhou para mim´. Devo isso à minha tia Antonia. Foi o melhor presente que ganhei em toda a minha vida, porque o Pelé me viu!", emociona-se Milton Neves.

OUÇA, NO PLAYER ABAIXO, MILTON FALANDO SOBRE O DIA EM QUE PELÉ O VIU, EM 1965.

PARA OS 80 ANOS DO REI DO FUTEBOL, SELECIONAMOS ALGUMAS IMAGENS DE MILTON NEVES E SEU ÍDOLO MAIOR EM DIVERSOS ENCONTROS


Milton, de soslaio, olha para o ídolo Pelé em 10 de novembro de 2012, tipo aquela troca de olhares entre os dois lá em Ribeirão Preto, no jogo entre o Comercial e o Santos, em 10 de outubro de 1965. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2002, em hotel da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Pelé fez lançamento de acordo publicitário e imobiliário com o príncipe saudita, à esquerda na foto. Pedro Bial cobriu pela Rede Globo e Milton Neves, pela Rede Record

Milton à frente de imagem de Pelé, na sala do Conselho Deliberativo do Santos Futebol Clube, em 21 de fevereiro de 2013. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

 

Roberta Peporine, Pelé e Milton Neves nos bastidores do Terceiro Tempo da Rede Record

 

Nos anos 90, Nílson César, Milton Neves, Pelé e José Silvério

 

O olhar de admiração de Milton para Pelé, quando os dois gravaram um comercial para a Imobiliária Trabulsi nos anos 90

 

Sentados estão Samir Abdul-Hak, Milton Neves, Pelé e o irmão de Samir. Em pé, de camisa listrada, um membro da família Trabulsi, que promoveu lançamento de cinco torres na Baixada Santista, com Milton e Pelé como garotos-propaganda. À esquerda, dois funcionários da imobiliária

 

Milton Neves Netto, Pelé, Milton Neves e um jornalista escocês. Eles inauguraram um hospital filantrópico em Curitiba-PR

  

Em 28 de março de 2009, durante voo para Curitiba, para evento no Hospital Pequeno Príncipe. Pelé, Milton Neves, o escritor e ativista irlandês Don Mullan e mais ao fundo, Netto Neves

 

Painel no renovado hall de acesso à redação do Portal Terceiro Tempo na Av. Paulista. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Pique em dia. Pelé e Milton lado a lado na Praia da Biquinha, em São Vicente, gravando comercial para a ImobiliáriaTrabulsi nos anos 90. Foto: Portal Terceiro Tempo

 


Dupla. Milton, muito feliz ao lado do Rei. O mesmo Rei, que Milton viu de pertinho pela primeira vez no Estádio Francisco de Palma Travassos, em Ribeirão Preto, em 1965, quando tinha 14 anos, no jogo entre o Comercial e o Santos

 

a

A foto, de setembro de 1999 é fantástica, em uma reunião de craques no SuperTécnico da Rede Bandeirantes de Televisão. Da esquerda para a direita: Oswaldo de Oliveira, Zagallo, Pelé, Milton Neves, Carlos Alberto Parreira e Vanderlei Luxemburgo

 

 

Programa histórico. No sentido horário: Oswaldo de Oliveira, Parreira, Zagallo, Pelé, Vanderlei Luxemburgo, Milton Neves e a primeira "Miltete" Nereide Nogueira. Neste dia, o Rei do futebol explicou por que não participou da Copa do Mundo de 1974. Segundo o maior jogador de futebol de todos os tempos, ele não disputou o Mundial por causa da ditadura militar vigente no comando do país à época

 ******************************************************

Milton Neves em Nova York; veja dezenas de fotos do jornalista na sua "Muzambinho do Hemisfério Norte"

Milton Neves, completando 71 anos neste sábado (6), circula desde 2014 em Nova York entre seus dois apartamentos, um em Upper East Side e outro no renovado bairro de Tribeca, sobretudo nos períodos de férias.

"Deixei de pagar diária e agora pago condomínio, o IPTU deles e todas as taxas (nada baratas) em Nova York", brinca Milton.

Na galeria de fotos, abaixo, imagens do Central Park, do edifício Dakota (local onde John Lennon foi covardemente assassinado por Mark David Chapman em 8 de dezembro de 1980), o metrô da cidade, o Metropolitan Museum, o estrelado Restaurante Le Bernardin, o Steak House Plataforma, diversos museus, o Central Park e, claro, inesquecíveis momentos em família, aniversários que ele comemorou na cidade, natais e réveillons ao lado dos filhos e da saudosa esposa Lenice Chame Magnoni Neves (1954-2020).

Em 6 de agosto de 2015, dia em que Milton Neves comemorou seus 64 anos em Nova York. Fábio, Rafael, Milton, a saudosa Lenice e Netto Neves. Foto: arquivo pessoal de Milton Neves




Comemorando seus 63 anos em 6 de agosto de 2014 no icônico Le Bernardin ao lado da saudosa esposa Lenice e dos filhos Netto, Rafael e Fábio


Jantar em 05 de abril de 2017 no Restaurante Almayass, em Nova York. À frente, à esquerda, Fernando Bayeu. Atrás dele, Guga Chacra. À direita, Rafael Neves e Milton Neves


O jornalista Guga Chacra ao lado de Milton Neves na noite de 05 de abril de 2017, no Restaurante Almayass, na 21st Street de Nova York


Em 6 de abril de 2017, no Madison Square Garden, onde assistiu Washington Wizards por 106 x 103 New York Knicks


Milton, chegando ao Madison Square Garden, em 6 de abril de 2017


Na foto à esquerda, é possível ver o espaço que era ocupado pelas torres gêmeas do World Trade Center


No The Metropolitan para espetáculo da ópera Nabucco, em 27 de dezembro de 2016


Com os filhos Rafael, Netto e Fábio em 21 de setembro de 2016, no `The Oculus´, projetado por Santiago Calatrava em Tribeca (bairro de Nova York), ao lado dos novos OneWTC e Four Seasons Private


Em 2017, Rafael Magnoni Neves (filho mais velho de Milton) e Milton no `The Oculus´, projetado por Santiago Calatrava em Tribeca (bairro de Nova York), ao lado dos novos OneWTC e Four Seasons Private


Em 19 de setembro de 2016, em Nova York. `Bloomberg, à esquerda, não dorme nunca. De Nova York eles controlam o caminhar do dinheiro e das ações de todas as 24hs de cada país do mundo´


Entardecer em Manhattan de 21 de setembro de 2016. Rafael Magnoni Neves e Milton Neves


Em 2017, no `The Oculus´, projetado por Santiago Calatrava em Tribeca (bairro de Nova York), ao lado dos novos OneWTC e Four Seasons Private


Na Times Square, impressionado com a quantidade de propagandas nos letrreiros multicoloridos...


Em 19 de dezembro de 2017, começo das férias, em voo da United, partindo de São Paulo para Nova York


Em 21 de dezembro de 2017, tarde ensolarada e fria em Nova York com a neta caçula, Mabê


Milton e André Henning em Upper East Side, Nova York, em 21 de dezembro de 2017


Deixando estação de metrô


Defronte ao restaurante Scalinatella, em Upper East Side, Nova York. Neste local, George Clooney gravou neste restaurante no filme `Money Monster´ (Jogo do Dinheiro


Defronte ao restaurante Scalinatella, em Upper East Side, Nova York. Neste local, George Clooney gravou neste restaurante no filme `Money Monster´ (Jogo do Dinheiro


Roberta, Fábio, Milton e Mabê em 23 de dezembro de 2017, em Nova York


No Lincoln Center, noite da ópera Nabucco com Plácido Domingo




Com as netas, Giulia e Mabê, em 24 de dezembro de 2017


Na noite de 24 de dezembro de 2017 Milton Neves com os filhos. Sentados, Fábio Lucas Neves e Milton. Em pé, Rafael Neves


Em frente ao Museu do Holocausto


Em 2017, na varanda do apartamento de Nova York, tomando um café do Sul de Minas


Em 22 de dezembro de 2017, apreciando a cidade de Nova York


No Central Park em 25 de dezembro de 2017. Milton, Fábio, Roberta e Giulia. À frente, Mabê


No Central Park, em 25 de dezembro de 2017, apontando para o Edifício Dakota, onde John Lennon foi assassinado


Noite de 24 de dezembro de 2017, com as netas Mabê e Giulia


No Central Park, em 25 de dezembro de 2017, com sua neta Mabê


Na noite de 27 de dezembro de 2017, em Upper East Side, Nova York. Da esquerda para a direita: Rafael Magnoni Neves, Milton Neves, Mabê, Roberta Peporine, Giulia e Fábio Lucas Neves


Em 1º de janeiro de 2018, em Upper East Side, Milton e sua esposa Lenice e os filhos são-paulinos Rafael, Fábio e Netto Neves


Comemorando a chegada do ano novo em 1º de janeiro de 2018


Milton com as netas Giulia e Mabê no Réveillon de 2018


Milton, minutos antes da virada do ano de 2018 em Nova York


Família Neves festejando a entrada de 2018 em Nova York


De olho nas especiarias em uma das diversas lojas no Grand Central Terminal, importante terminal ferroviário e metroviário localizado em Manhattan, Nova York


Em 3 de janeiro de 2018, na Grand Central Station, em Midtown East, Nova York


Tomando uma xícara caprichada de café de Guaxupé-MG. Atrás, o Edifício Bloomberg


No "Strawberry Fields", um dos mais visitados lugares do Central Park, que foi feito em homenagem a John Lennon


Em frente à Bloomingdales, loja de departamentos de alto padrão em Manhattan


Em dezembro de 2016, Milton à frente do Edifício Dakota, onde John Lennon foi assassinado, em 8 de dezembro de 1980


Milton e o filho Fábio no Central Park, em dezembro de 2016


Encarando o frio de dezembro de 2016 em Nova York


Neve caiu forte na madrugada e Milton foi conferir pela manhã, em dezembro de 2016


Comemorando o Natal em dezembro de 2016


Com as netas Giulia e Mabê em dezembro de 2016


Em dezembro de 2016, "encapotado", de gorro, luvas e sua indefectível "japona", pronto para embarcar no metrô nova-iorquino


Dúvida... Por alguns segundos Milton pensou estar diante da lenda do basquete, o gigante LeBron James em dezembro de 2016...


Na Brooklyn Bridge, em dezembro de 2016. Atrás, Netto Neves, Roberta, Giulia e Milton. À frente, Mabê e Fábio


Milton em Tribeca com as netas Giulia e Maria Beatriz, a Mabê no Four Seasons Tribeca Private Residences em dezembro de 2016


Com os filhos Netto Neves e Fábio Lucas Neves, em dezembro de 2016


Em dezembro de 2016


No Central Park, posando no local em homenagem a John Lennon, morto ali perto, em frente ao Edifício Dakota. Lennon foi alvejado baleado com cinco tiros. O autor do crime foi Mark David Chapman




No apartamento de Upper East Side, Nova York, em 24 de dezembro de 2016


Com as netas Giulia e Mabê em 24 de dezembro de 2016, em Nova York


Fábio Milton e Netto Neves em 17 de dezembro de 2016, em Nova York


No 41º andar de Upper East Side, em Manhattan, Nova York, em 17 de dezembro de 2016


Fábio, Milton, Mabê (à frente), Giulia e Netto Neves em 17 de dezembro de 2016, em Nova York


Com as netas Giulia e Mabê em 17 de dezembro de 2016, em Nova York


Em 7 de agosto de 2015, curtindo o verão nova-iorquino bem à vontade




Monoglota assumido, sendo ajudado pelo filho caçula, Netto Neves, para decifrar o cardápio no Café Le Pain Quotidien, no Central Park, em 6 de agosto de 2015, dia de seu aniversário




Milton com seus três filhos, Rafael, Netto e Fábio, em frente às obras do terminal de trens e metrô em Lower Manhattan


Fábio e Milton brindando a chegada de 2015


Com a neta caçula, Maria Beatriz, em 03 de janeiro de 2015, curtindo um pouco da neve em Nova York


Milton e a neta Giulia em 03 de janeiro de 2015, à frente de uma das mais emblemáticas obras de Vincente van Gogh, "Auto-Retrato com chapeu de feltro", de 1887, exposta no Metropolitan Museum


O Templo de Dendur, descoberto em 1963 no Egito e trazido para o Metropolitan Museum de Nova York. A construção é de 15 aC e foi homenagem a dois irmãos que morreram afogados






Em 3 de agosto de 2015, com a camisa do Galo na varanda do apartamento em Nova York


João de Mattos e Milton Neves em 4 de agosto de 2015 no Steak House Plataforma de Nova Yokr na Broadway




Em 3 de agosto de 2015, em Nova York. Com a camisa personalizada do Juventus e o Central Park ao fundo


Em 4 de agosto de 2015, na 7ª Avenida com Central Park, em Nova York


Parte da familia Neves no Steak House Plataforma da Brooaway em Nova York em 4 de agosto de 2015. João Mattos, Milton Neves, Fábio Lucas Neves, Lenice e Netto Neves


Passeando no metrô nova-iorquino com a nora Roberta e as netas Giulia (à direita) e Mabê, em dezembro de 2014


Em dezembro de 2014, no Metropolitan Museum, Atrás, os pais de Senemuts, Hatnofer e Ramose


`Agradáveis´ -7ºC em Tribeca, em 1º de janeiro de 2015


Ao fundo, na esquina da Lexington com a 55 St., sinagoga de Nova York


No Metropolitam Museum, em dezembro de 2014


No Metropolitam Museum, em dezembro de 2014


No Metropolitam Museum, em dezembro de 2014


Com o filho mais velho, Rafael, passeando em uma tradicional charrete no entorno do Central Park, em janeiro de 2015


Edifício do Bradesco, no do 32º andar em 450 Park Avenue


Fábio Lucas Neves e Milton em frente ao edifício Dakota, no Central Park, local onde John Lennon foi assassinado. No dia da foto, em dezembro de 2014, quatro apartamentos estavam à venda no prédio: cada um por 30 milhões de dólares


Compras no supermercado, com o filho Rafael


Noite fria no apartamento


Com as netas Giulia e Mabê, no metrô de Nova York, em janeiro de 2015




Em dezembro de 2015, no Central Park. Patinadores, ao fundo, aproveitando o inverno nova-iorquino


Passeando com as netas Giulia e Mabê. Atrás, Fábio Lucas Neves, em janeiro de 2015


Rafael, Natalia e Milton Neves, no Central Park, em dezembro de 2014


No aeroporto, chegando em Nova York, em dezembro de 2014


Hora de café com vista para a "Big Apple"


Em Upper East Side, escolhendo vinhos para a noite de Natal de 2014


Em Upper East Side, escolhendo um decanter para a noite de Natal de 2014


Milton Neves e Mario Quaranta Filho, em dezembro de 2014


Em frente ao Steak House Plataforma, em 2014

 

Em outubro de 2021, em frente ao prédio em que morava a cantora Ariana Grande. Milton e a neta Mabê tentaram entragar uma carta para a estrela da música, escrita por Mabê, mas o staff não deixava nenhum fã se aproximar do imóvel...

 



.

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa