Chris Amon

Ex-piloto da F1, vencedor das 24 Horas de Le Mans

por Marcos Júnior Micheletti

Christopher Arthur Amon, o Chris Amon, piloto neozelandês que competiu na Fórmula 1 entre 1963 e 1976, morreu em 03 de agosto de 2016 aos 73 anos, vítima de câncer. Ele lutava contra a doença há vários anos e estava internado no Hospital de  Rotorua, no norte da Nova Zelândia.

Oriundo de uma família rica da Nova Zelândia, (seu pai era um destacado agricultor), começou a correr aos 18 anos em seu país, passando a competir na Europa em 1962. Um ano depois estreava na F1, pela equipe Parnell, onde permaneceu até 1965,

Paralelamente à F1, disputou e venceu as 24 Horas de Le Mans em 1966, correndo ao lado de Bruce McLaren com um Ford GT40. O ótimo desempenho na prova de Sarthe rendeu-lhe um convite de Enzo Ferrari para defender a equipe de Maranello no ano seguinte, subindo ao pódio logo na segunda prova com o carro escarlate, no GP de Mônaco, com um terceiro lugar, após largar em 14º. A vitória foi de Denny Hulme (Brabham-Repco).

Em 1967 ainda subiu ao pódio em mais três oportunidades: Bélgica, Grã-Bretanha e Alemanha, fechando campeonato na quarta colocação. O título daquele ano foi conquistado por Denny Hulme.

Aliás, 1967 foi o melhor ano de Amon na F1. Ele permaneceu na Ferrari até 1969 e passou depois por March, Matra, Tyrrell, BRM, Chris Amon Racing (sua equipe própria), Ensign e guiou em uma corrida pelo time de Walter Wolf, com uma Williams, no GP do Canadá de 1976, disputado no circuito de Mosport, sua última prova na categoria.

Encerrou sua carreira sem jamais ter vencido uma corrida na F1, após 83 GPs. Nunca foi segundo colocado também. Suas melhores posições foram terceiro em oito vezes. Conquistou cinco poles.

Porém, é considerado um dos bons talentos de sua geração. E se nos monopostos da F1 não conseguiu subir no degrau mais alto do pódio, as vitórias em Le Mans (1966) e nos 1000 quilômetros de Monza em 1967, lhe colocam em lugar de destaque no esporte a motor.

ver mais notícias

Pela Fórmula 1

Disputou 98 GPs e não venceu nenhum. Subiu ao pódio em 11 corridas e conquistou cinco poles e fez a volta mais rápida em três GPs.

24 Hoas de Le Mans

Venceu a lendária prova francesa em 1966, correndo ao lado de Bruce McLaren com um Ford GT40.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    16
  • 2 Atl
    15
  • 3 San
    14
  • 4 Fla
    13
  • 5 Int
    13
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES