José Luis Barreto

Ex-árbitro gaúcho

José Luis Barreto, ex-árbitro da Federação Gaúcha e da CBD-CBF nos anos 60 e 70, morreu em 23 de junho de 2016, aos 83 anos, em decorrência de problemas pulmonares.

Ele morava em Porto Alegre-RS, estava aposentado, mas ainda colaborava com a arbitragem do Rio Grande do Sul, como consultor e também como auxiliar de Carlos Eugênio Simon na confecção do jornal "Na marca da cal".

O referido jornal é o "Diário Oficial" do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Rio Grande do Sul, presidido, em 2008, pelo internacional Simon.

Barreto, que tinha um de seus filhos também "juiz" profissional, ficou muito conhecido em 1974, quando, lamentavelmente, foi agredido no campo de jogo pelo violento e polêmico zagueiro Daison Pontes. 

O episódio sobre a agressão que sofreu em 1974 aconteceu durante jogo entre o Inter de Santa Maria e o Gaúcho. Daison Pontes, zagueiro da equipe do Gaúcho, não se conteve quando Barreto marcou o segundo pênalti para a equipe de Santa Maria. Pontes acabou suspenso por 18 meses, tendo cumprido 12 e absolvido dos seis restantes.

Na galeria, mais fotos de José Luis Barreto, em novembro de 2008, e de outros árbitros gaúchos, seus contemporâneos.

ver mais notícias
ver mais Áudio

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES