Guto Ferreira

Técnico de futebol
por Túlio Nassif

Natural de Piracicaba, Augusto Sérgio Ferreira, o Guto Ferreira, nasceu no dia 3 de outubro de 1965. Competente treinador de futebol, já passou por várias equipes brasileiras. 
 
Guto foi anunciado como novo técnico do Sport Recife no dia 20 de fevereiro de 2019.
 
Graduado em Educação Física pela UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba), em 1985, Guto iniciou sua carreira de treinador nas categorias de base do Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba em 1993.

Trabalhando ainda com categorias de base, assumiu o São Paulo de 1995 a 1996 e o Internacional, de 1997 a 2002.

Ainda em 2002, comandou o time principal colorado. Foi aí que ganhou notoriedade.

Depois do Inter, passou pelo Noroeste em 2003. Foi para Portugal, e esteve à frente do Penafiel de 2003 a 2004 e Naval em 2004.

Voltou ao Brasil e comandou o Corinthians Alagoano em 2005, XV de Novembro em 2007, Inter de Limeira em 2008 e Mogi Mirim, permanecendo no "Sapo" até junho de 2011.

Ao deixar o Mogi Mirim, acertou com o Criciúma e, meses depois acertou com o ABC.

Como não obteve sucesso nas equipes de Santa Catarina e Rio Grande do Norte, retornou ao Mogi Mirim em 2012, onde conseguiu o acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Após isto, foi anunciado como novo treinador da Ponte Preta, no mesmo dia da classificação à Série C, precisamente em 24 de setembro de 2012.
 
Mas, devido três derrotas em quatro jogos, e 0% de aproveitamento no Moisés Lucarelli no início de Campeonato Brasileiro, Guto não resistiu ao fraco aproveitamento da Ponte Preta e acabou sendo demitido do cargo no dia 6 de junho de 2013.

E no mesmo dia em que a Portuguesa anunciou a saída do técnico Edson Pimenta, em 28 de julho de 2013, a diretoria da Lusa se mexeu rápido nos bastidores e confirmou Guto Ferreira no novo comando da equipe.

Pediu o seu desligamento da equipe do Canindé em fevereiro de 2014, e em abril do mesmo ano foi anunciado como o novo treinador do Figueirense. Com um mau desempenho no Brasileirão e uma eliminação precoce na Copa do Brasil, a diretoria do time de Santa Catarina acabou demitindo o treinador. Porém, no dia 24 de julho do mesmo ano, Guto acabou acertando sua volta para a Ponte Preta. Guto ficou com o segundo lugar da série B do Campeonato Brasileiro e teve seu contrato renovado até o final de 2015.
 
No dia 24 de julho de 2014, Guto acabou acertando sua volta para a Ponte Preta. Guto ficou com o segundo lugar da série B do Campeonato Brasileiro e teve seu contrato renovado até o final de 2015.
 
No entanto, ainda em 2015, após um bom início de Campeonato Brasileiro, a Macaca teve uma queda de rendimento e o treinador foi demitido pela diretoria campineira no dia 3 de agosto.
 
Foi anunciado como técnico da Chapecoense no dia 14 de setembro de 2015, um dia após da demissão de Vinícius Eutrópio. No dia 24 de junho de 2016, Guto deixou a Chapecoense para assumir o Bahia, que estava disputando a Série B do Brasileirão e conseguiu subir com o clube baiano para a Série A, onde permaneceu até o dia 30 de maio de 2017, quando foi contratado pelo Internacional, que havia demitido Antonio Carlos Zago dois dias antes. 
 
No Colorado, não conseguiu resultados que agradassem a diretoria e principalmente a torcida, sendo demitido no dia 11 de novembro, após empate de 1 a 1 contra o Vila Nova-GO, resultado que fez o clube gaúcho perder a liderança da Série B para o América-MG.
 
Foi anunciado como novo treinador do Bahia em 26 de dezembro de 2017, após o clube não renovar contrato com Paulo César Carpegiani, permanecendo no comando da equipe até o dia 03 de junho de 2018, dia em que foi demitido, após derrota por 2 a 0 para o Grêmio, em Salvador, partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o Bahia ocupava a 18ª colocação.
 
No dia 7 de agosto de 2018, a Chapecoense anunciou o retorno do treinador, que já tinha passado pelo clube entre 2015 e 2016. Guto acabou demitido no dia 15 de outubro, após derrota de 1 a 0 para o Vitória, em Chapecó. 
 
ver mais notícias
Pelo XV Piracicaba:

Campeonato Paulista Juvenil: 1992

Pelo São Paulo:

Campeonato Paulista Juvenil: 1993
Torneio Sulamericano Sub-16: 1995

Pelo Internacional:

Campeonato Gaúcho de Juniores: 1996 e 1997
Copa São Paulo de Futebol Júnior: 1998
Campeonato Gaúcho: 2002

Pelo Mogi Mirim:

Campeonato Paulista do Interior: 2012

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES