Mengão levantou a taça de sua primeira Libertada no mítico estádio uruguaio. Foto:

Mengão levantou a taça de sua primeira Libertada no mítico estádio uruguaio. Foto:

Quando subirem ao gramado do Estádio Centenário, neste sábado (27), às 17h, para decidir a Libertadores da América, Palmeiras e Flamengo não estarão em ambiente estranho. O mítico caldeirão uruguaio, palco da primeira final de Copa do mundo em 1930, já recebeu tanto alviverdes quanto rubro-negros em outras finais de Libertadores.

O Palmeiras decidirá o torneio continental pela terceira vez em sua história no Centenário. Antes de 2021, o Verdão jogou as finais de 1961 e 1968 no estádio. O Mengão, por sua vez, fará sua segunda final de Liberta no histórico palco uruguaio, a primeira vez foi em 1981.

Primeiro clube brasileiro a fazer uma final de Libertadores, o Palmeiras foi ao Centenário em 61 para encarar o poderosíssimo Peñarol no jogo da ida da grande final daquele ano. Na oportunidade, os uruguaios venceram a partida por 1 a 0 em Montevidéu, depois empataram por 1 a 1 no Pacaembu e levantaram a taça, deixando os brasileiros com o vice. A equipe alviverde tinha Valdir Joaquim de Moraes, Djalma Santos, Julinho Botelho. Já os uruguaios tinha em seu time o histórico jogador peruanos Cubilla.

Sete anos mais tarde o Palmeiras voltou a disputa a final do torneio sul-americano, dessa vez contra o Estudiantes, da Argentina. Depois de perder por 2 a 1 em La Plata, e vencer o jogo de volta por 3 a 1 no Pacaembu, o Verdão disputou o jogo desempate no Centenário. Mais uma vez não deu para o time brasileiro, que acabou derrotado por 2 a 0 pelos argentinos, ficando novamente com o segundo lugar. O time alviverde, na oportunidade, contava com os históricos Valdir Joaquim de Moraes, Dudu, Ademir da Guia e Tupãzinho. Já o Estudiantes tinha como uma de suas referências Juan Ramón Verón, “La Bruja”, pai do ex-meia e hoje presidente do clube Juan Sebástian Verón.

A história flamenguista no Centenário é de melhor sorte: em 1981, o histórico time do Mengão, com Zico e Cia, decidiu a Libertadores contra o Cobreloa, em jogos duríssimos. Na partida de ida, no Maracanã, vitória do Flamengo por 2 a 1; o jogo de volta, no Chile, terminou com vitória do Cobreloa por 1 a 0; a decisão, então, foi para o terceiro jogo em campo neutro e mais uma vez o estádio uruguaio foi escolhido. No Centenário, Zico marcou duas vezes, o Fla venceu por 2 a 0 e conquistou sua primeira Libertadores.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa