Lucas Neto

Repórter esportivo
por Milton Neves e Sérgio Quintella
 
Lucas Neto, "bíblico" repórter esportivo de rádio e jornal, mora na "República Federativa? da Mooca, em São Paulo, tem três filhos, quatro netos e é dono de uma bela voz, de um "coração inteiramente verde? e de uma brilhante carreira no rádio esportivo paulistano.
 
Filho do saudoso Flávio Iazetti, Lucas Neto militou por 25 anos na equipe 1040 da Rádio Tupi de São Paulo, saudosa emissora dos igualmente saudosos Diários Associados.
 
Foi presidente da Aceesp - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, em cuja gestão teve o repórter Wanderley Nogueira como vice.
 
Formou belas duplas com Juarez Soares, Octávio Pimentel, Marco Antonio e Vitor Moran, entre tantos outros.
Lucas militou também na TV Tupi e na Rádio Difusora, escreveu nos Diários de S.Paulo e da Noite (ao lado do falecido Antonio Guzman), e atualmente (em 2008) pilota um programa esportivo na Rádio Trianon de São Paulo ? AM 740, na hora do almoço.
 
Lucas Neto cobriu seis Copas do Mundo, várias Libertadores e centenas de amistosos da seleção e jogos de clubes.
 
O brilhante jornalista viajou tanto, mas tanto, que já preencheu 18 passaportes. E ainda pretende viajar mais.

O Portal Terceiro Tempo recebeu no dia 27 de setembro de 2013 de Lucas Neto o e-mail abaixo:

"Eu entrevistei o gago Eurico do Verdão"!

Miltão:
Continuo seu fã.
Domingo passado você falou do "gaguinho" Eurico, lateral do Palestra, que "nunca concedeu entrevista a ninguém por causa da gagueira".
Saiba, porém, que eu consegui entrevistá-lo e coloquei no ar a entrevista com a duração de 4 minutos. FUI O AUTOR DA FAÇANHA: O ÚNICO.
 
A história completa:
Em 72, antes da arrancada contra o Santos, rumo ao título, o Palmeiras, dirigido pelo Brandão e em cumplidade com a sua esposa, a dona Luiza, acharam que o elenco precisava de muito treinamento e união. Estratégia: unir as famílias dos atletas.
O "Caçamba" adorava Lindóia e era muito amigo do Mantovanni, ex-jogador (ponta esquerda do Palestra), que era o dono do famoso Hotel do Lago.
Conseguiu, assim, fechar o Hotel do Lago e levou para lá os jogadores com as esposas, mães, noivas, filhos (as) e mais: com direito de também levarem os familiares, todos os setoristas que faziam a cobertura do Clube.
Eu, por exemplo, fui com a minha mulher e minha filha Lúcia e o meu filho Flávio. Foi espetacular. Uma hora qualquer, se vc quiser falo da arrancada para o título.
O time saiu de Lindóia na 6a. feira e no domingo bateu o Santos. Daí foi numa sequência única até tirar outra vez um "tri" do São Paulo, que aumentou o ódio de muito tricolor por outra vez ficar com os "parmeristas" feito espinhos atravessados na garganta. Ainda ranço de 42, quando até fugiram de campo. Isso não é sarro, é histórico.
E a decisão do titulo foi Palmeiras x São Paulo no Pacaembu, 0x0, sendo o Palmeiras campeão (um ponto à frente) invicto e o São Paulo vice, invicto.
Aí o acordo que fiz com o Eurico. Ele me perguntou o que eu achava: se o Paleitras seria campeão. Disse pra que ele o Palestra seria o campeão e que ele, muito meu chapa, pela primeira vez iria falar, dar uma entrevista na Rádio. Topou. Mas queria saber com eu faria isso.

Chamei o meu saudoso técnico de som da Tupi, o Antônio Duran, e mostrei a ele o enorme gravador Geloso que usávamos nas reportagens e o recurso que usaria. Eu faria a pergunta e a resposta dele seria montada: limpando as derrapadas, as gaguejadas, tirando o óleo que subia nas velas (rsrsrsrs) e que ele se acalmasse, pois a montagem ficaria perfeita..
Dito e feito. O Palmeiras foi campeão e na reapresentação no Palestra Itália, nos isolamos numa sala próxima ao vestiário começamos a gravar. Ficamos quase uma hora e meia juntos. A gente limpava as derrapadas, juntava as palavras e foram quatro minutos de papo com ele.
Mais do que eu ele ficou contente, pois vencera mais um desafio.
Jurou também que nunca mais passaria por esse sufoco.
Aliás, a gente sacaneava muito o "Gaguinho". Após os jogos, nós repórteres sempre ameaçávamos ir até ele, microfone aberto e dizendo: "Agora vamos ouvir o Eurico". Esticávamos o microfone até ele, que saia assustado e em disparada, apavorado.
Miltão: dessa você não sabia, né? Então corrija.
Baita abraço e bjs para as netas.
Se quiser fazer negócio, podemos combinar: você melhora o dote de uma das netas e eu entro com o Enzo, que é lindo e inteligente que nem o AVÔ !!! kkkkkkkkkk.
Continuo seu fã. E COM UM SONHO: ENTREVISTÁ-LO, MÊS QUE VEM (OUTUBRO) NO MEU PROGRAMA "O MELHOR PARA A MELHOR IDADE", COMPLETARÁ 2 ANOS NO AR, DAS 11 ÀS 12 HS NA TRIANON E QUE É O ÚNICO PROGRAMA NO RÁDIO EM SÃO PAULO E NO BRASIL DIRECIONADO PARA ESSE PÚBLICO ALVO, DO QUAL VOCÊ É UM DOS GRANDES ÍDOLOS.
Lucas Neto 
lucas_neto@uol.com.br
lucasneto.trianon@yahoo.com.br


Abaixo, veja vídeo espetacular de 1960, um dia antes de Palmeiras 2 x 1 Santos, pela decisão do Super Paulistão de 1959:

No dia 16 de junho de 2019, Luca Neto participou do Domingo Esportivo Bandeirantes para falar sobre o falecimento do ex-companheiro de Rádio Tupi, Milton Camargo. Confira a íntegra da entrevista:

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

Mais lidas

  • Sem notícias nesta categoria
  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    42
  • 2 Pal
    39
  • 3 San
    37
  • 4 Int
    33
  • 5 Cor
    32
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES