Zé Roberto

Ex-meia da Portuguesa, Bayer, Santos e Seleção Brasileira

José Roberto da Silva Junior, mais conhecido como Zé Roberto, nasceu em São Paulo, em 6 de julho de 1974. Aos 40 anos de idade e em ótima forma física, acertou com o Palmeiras no dia 22 de dezembro de 2014. Quase três anos depois, no dia 25 de novembro de 2017, publicou um vídeo anunciando que estava encerrando sua carreira pelo Verdão. Na sequência, assumiu o cargo de gestor de elenco do Alviverde.

O meia, que também atuou pelo Flamengo, iniciou a carreira nas divisões de base do Palestra de São Bernardo. Entretanto, despontou no cenário nacional jogando pela Portuguesa de Desportos, onde, em 1996, chegou ao vice-campeonato Brasileiro.

Com a Seleção Brasileira, conquistou os títulos da Copa América e Copa das Confederações. Em 1998 disputou o seu primeiro mundial. Reserva de Roberto Carlos, fez parte do grupo de Zagallo na Copa do Mundo. Sem grandes oportunidades, amargurou o banco na França e acabou de fora da Família Scolari pentacampeã do mundo em 2002.

Na Alemanha, país em que viveu os melhores momentos da carreira, deixou sua marca de forma incontestável. Titular absoluto de Carlos Alberto Parreira na Copa do Mundo de 2006, foi considerado pela crítica esportiva um dos principais jogadores do mundial. A combinação de técnica apurada e explosão física lhe garantiu o tão esperado reconhecimento internacional.

Na partida contra Gana, jogo que consagrou o recorde de Ronaldo Nazário como maior goleador da história das Copas, foi eleito pela FIFA o melhor atleta em campo e, ao lado da dupla de ataque formada por Adriano e pelo próprio Fenômeno, balançou as redes para anotar um dos 3 gols brasileiros na goleada da equipe canarinho por 3 a 0. Foi a última vitória do elenco verde-amarelo no mundial da Alemanha, que acabou para o Brasil nas quartas-de-final diante da França. 

Ao término do mundial, Zé Roberto retornou ao Brasil para jogar pelo Santos. Durante os 10 meses em que esteve na Vila Belmiro, foi apontado como o melhor jogador em atividade no país. Na temporada de 2007, levou o Peixe ao título do Campeonato Paulista e ao terceiro lugar da Taça Libertadores da América. Ao término do contrato foi negociado com o Bayer de Munique e depois acertou com o Hamburgo.

Antes do clube alemão, com seu estilo absolutamente requintado, deixou saudades aos torcedores do Bayer Leverkusen, Bayer de Munique e Real Madrid.

Em 2010 seguiu para o Al Gharafa, do Qatar, onde ficou por duas temporadas até acertar sua volta ao futebol brasileiro, mais precisamente com o Grêmio, em 4 de maio de 2012. Permaneceu no Grêmio até 9 de dezembro de 2014, dia em que a diretoria do clube gaúcho anunciou a saída do jogador. Ele não perdeu tempo e ainda em 2014, acertou contrato com o Palmeiras aos 40 anos de idade e em ótima forma física.

MATÉRIA ESPECIAL NO UOL

Em 26 de outubro de 2018, Zé Roberto foi tema de matéria especial publicada no UOL, assinada pelos jornalistas Emanuel Colombari e Vanderlei Lima. CLIQUE AQUI E VEJA.

Números da carreira de Zé Roberto (via Goleada Info):

Portuguesa: 61J e 1G
Real Madrid: 24J e 0G
Flamengo: 24J e 0G
Leverkusen: 210J e 30G
Bayern: 355J e 25G
Santos: 48J e 12G
Hamburgo: 89J e 14G
Al-Gharafa: 14J e 9G
Grêmio: 118J e 15G
Palmeiras: 133J e 10G
Seleção: 85J e 6G

Total: 1161 jogos e 122 gols

ver mais notícias

Números da carreira de Zé Roberto (via Goleada Info):

Portuguesa: 61J e 1G
Real Madrid: 24J e 0G
Flamengo: 24J e 0G
Leverkusen: 210J e 30G
Bayern: 355J e 25G
Santos: 48J e 12G
Hamburgo: 89J e 14G
Al-Gharafa: 14J e 9G
Grêmio: 118J e 15G
Palmeiras: 133J e 10G
Seleção: 85J e 6G

Total: 1161 jogos e 122 gols

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES