Tonhão

Ex-zagueiro do Palmeiras
por Rogério Micheletti

Ele esteve longe de ser um craque, mas mesmo assim conquistou a torcida palmeirense nos anos 90 pelo espírito de luta. Em 2016, seguia trabalhando em sua escolinha de futebol do Santos, "Meninos da Vila", com sede em Osasco. Também mexe com carro, na qual tem uma franquia em pericia veicular.
 
Nascido no dia 23 de fevereiro de 1969, Antônio Carlos Costa Gonçalves, o Tonhão, que teve seu nome tantas vezes gritado pelos torcedores do alviverde, principalmente entre 1993 e 1994, começou a dar os primeiros passos no futebol na escolinha do Pequeninos do Jóquei.
 
Indicado pelo ex-zagueiro Minuca, Tonhão chegou ao Palmeiras em 87 e teve sua primeira oportunidade na equipe profissional em 92, quando o técnico era Nelsinho Baptista.

Mesmo sem ter muita qualidade técnica, chegou a ser eleito xodó da torcida palmeirense. A principal qualidade de Tonhão sempre foi a garra, por isso, talvez, tenha conquistado a simpatia de torcedores.
 
Os principais títulos conquistados por Tonhão na carreira foi jogando justamente pelo Palmeiras: Paulista, Rio-São Paulo e Brasileiro de 93; Paulista e Brasileiro de 94.
 
Em 2013, trabalhava na Secretaria de Esportes de Barueri. Como jogador, o último clube que defendeu foi o Guaratinguetá em 2003. Nas horas vagas, o ex-zagueiro do Verdão ainda bate uma bolinha, principalmente em times de veteranos.
 
Jogos pelo Verdão
 
Com a camisa do Palmeiras, Tonhão fez 157 jogos (90 vitórias, 34 empates e 33 derrotas) e fez quatro gols, números que estão no "Almanaque do Palmeiras", de Celso Dario Unzelte e Mário Sérgio Venditti.
 
Clubes que Tonhão defendeu

Palmeiras (1988), Araxá-MG (1989), Nacional-SP (1990/91), Palmeiras(1991 a 1996), Atlético-PR (1996), Internacional (1996), Internacional de Limeira (1997), Goiás (1997), Arsenal da Rússia (1998), América-SP (1999), Cerezo Osaka do Japão (1999), Sãocarlense-SP (2000), Nacional-SP (2001 e 2002) e Guaratinguetá-SP (2003).
ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Com a camisa do Palmeiras, Tonhão fez 157 jogos (90 vitórias, 34 empates e 33 derrotas) e fez quatro gols, números que estão no "Almanaque do Palmeiras", de Celso Dario Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Clubes que Tonhão defendeu

Palmeiras (1988), Araxá-MG (1989), Nacional-SP (1990/91), Palmeiras(1991 a 1996), Atlético-PR (1996), Internacional (1996), Internacional de Limeira (1997), Goiás (1997), Arsenal da Rússia (1998), América-SP (1999), Cerezo Osaka do Japão (1999), Sãocarlense-SP (2000), Nacional-SP (2001 e 2002) e Guaratinguetá-SP (2003).

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES