O confronto foi válido pela 11ª rodada do Brasileirão. (Foto: Guilherme Hahn)

O confronto foi válido pela 11ª rodada do Brasileirão. (Foto: Guilherme Hahn)

Do UOL, em São Paulo

Faltou brilho e gols. Avaí e Goiás ficaram no empate por 0 a 0 na noite de hoje (21), no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), pelo Campeonato Brasileiro. Com pouca inspiração, as equipes fizeram jogo travado e não conseguiram tirar o zero do placar. O confronto foi válido pela 11ª rodada.

Com o resultado, o Goiás chegou a 16 pontos e ocupa a oitava posição. Vale lembrar que a equipe conta com um jogo a menos em relação aos rivais. O Avaí, com cinco, é o lanterna e ainda não venceu no torneio.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (28), pela 12ª rodada do Brasileirão. O Avaí visita o Santos, enquanto o Goiás recebe o Atlético-MG.

Cronologia do jogo
Em situação delicada no Brasileirão, o Avaí entrou em campo buscando a primeira vitória na competição. A equipe criou as melhores chances, mas não o suficiente para superar o goleiro Tadeu. O Goiás, por sua vez, apostava em lances de velocidade e chegou a ameaçar no primeiro tempo. Na volta do intervalo, a equipe diminuiu o ritmo e viu o adversário levar perigo.

Com falta de inspiração em campo, o único momento de brilho aconteceu antes da partida, quando o Avaí inaugurou novos refletores na Ressacada.

O melhor: Tadeu se destaca com boas defesas
Tadeu teve participação direta para garantir o ponto do Goiás na noite de hoje. O goleiro fez boas defesas ao longo da partida e evitou que o Avaí abrisse o placar. As melhores intervenções aconteceram no fim do primeiro tempo, quando ele defendeu chute de Lourenço, e na metade da segunda etapa, ao defender finalização de Brenner dentro da área.

O pior: Douglas faz jogo discreto
A experiência de Douglas não foi suficiente para facilitar as ações do Avaí neste domingo. O meio-campista teve atuação discreta na partida e pouco criou no setor ofensivo. Ele deixou o campo aos 17 minutos do segundo tempo para dar a entrada de Luan Pereira.

Goiás leva vantagem pelos lados, mas cria pouco
Mesmo fora de casa, o Goiás conseguiu ser superior na partida durante o primeiro tempo. A equipe apostou nos ataques pelos lados do campo e levou perigo ao Avaí, principalmente com os avanços de Michael. Apesar de certo domínio, o time esmeraldino não conseguiu criar chances claras de gol na primeira metade de jogo. A melhor chance saiu com um chute de Kayke, de fora da área.

Avaí desperdiça chances e segue no sufoco
O Avaí teve oportunidade para ter vida mais tranquila na noite de hoje. A equipe não fez um grande jogo, é verdade, mas criou as melhores oportunidades de abrir o placar. Principalmente no primeiro tempo. Já perto do intervalo, o time de Florianópolis poderia ter saído na frente quando Lourenço invadiu a área pela direta e parou em defesa de Tadeu. No rebote, Gustavo Ferrareis chutou em cima de Yago Felipe.

Na volta do intervalo, o Avaí seguiu chegando com mais perigo, mas não conseguiu superar a defesa do Goiás. Brenner teve uma oportunidade aos 22 minutos, mas finalizou em cima do goleiro Tadeu.

Michael dá "drible foquinha" e aplica chapéu em rival
Um lance protagonizado pelo atacante Michael foi um dos grandes destaques do primeiro tempo. Aos 13 minutos, em uma jogada que parecia complicada, o jogador deu um "drible foquinha" ao escapar de Gustavo Ferrareis com quatro toques de cabeça - um atrás do outro. Na sequência, o jogador ainda deu um chapéu no adversário.


FICHA TÉCNICA

AVAÍ 0 X 0 GOIÁS
Data: 21 de julho de 2019, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Competição: Campeonato Brasileiro, 11ª rodada
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta e Luciano Roggenbaum (ambos do PR) VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Vladimir, Luan Pereira, Brenner e Daniel Amorim (Avaí); Jefferson e Giovanni Augusto (Goiás)

Avaí: Vladimir; Léo (Daniel Amorim), Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Pedro Castro, Juninho (Richard Franco), Douglas (Luan Pereira) e Gustavo Ferrareis; Lourenço e Brenner. Técnico: Alberto Valentim

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe (Léo Sena) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Kayke (Júnior Brandão) e Renatinho. Técnico: Claudinei Oliveira

(Foto: Guilherme Hahn/AGIF - retirada do Twitter @goiasoficial)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa