Didier Drogba

Atacante marfinense
por Tufano Silva
 
Antes de Didier Drogba e depois de Didier Drogba. O futebol marfinense pode muito bem ser dividido assim. Afinal, antes do surgimento do principal jogador da história do país, pouca gente conhecia a seleção da Costa do Marfim, que, contando com o atacante, disputou as três primeiras Copas do Mundo de sua história, em 2006, 2010 e 2014.

Em janeiro de 2017, o atacante seguia sem clube, mas seu nome ventilava pelos lados de Itaquera, pois o Corinthians fez uma proposta oficial pelo jogador. 

Nascido na cidade de Abidjan em 11 de março de 1978, Didier Yves Drogba Tébily começou sua carreira futebolística influenciado por seu tio, Michael Goba, também jogador. Foi ele também quem convenceu Drogba a trocar a lateral-direita pelo ataque.

Drogba deixou seu país natal e se mudou para a França com a sua família em 1989. De 1996 a 1997, atuou nas categorias de base do Levallois, se transferindo depois para o Le Mans, onde se profissionalizou como jogador de futebol.

Na equipe do estádio Léon-Bollée, Drogba jogou por quatro anos, realizando por lá 64 jogos e marcando 12 gols. Em 2002, foi contratado pelo Guingamp, onde fez uma ótima temporada, anotando 20 tentos e chamando a atenção do Olympique de Marseille, um dos principais clubes do futebol francês, que logo tratou de buscar o jogador.

Também atuou apenas por um ano na equipe de Marseille, não resistindo, em 2004, à uma ótima proposta feita pelo Chelsea, da Inglaterra, que tinha sido comprado há pouco pelo bilionário russo Roman Abramovich.

Nos Blues, Drogba viveu a melhor fase de sua carreira. Permaneceu na equipe de Stamford Bridge de 2004 até 2012, fazendo por lá 226 apresentações, marcando 100 gols e conquistando três Campeonatos Ingleses, quatro Copas da Inglaterra, duas Supercopas da Inglaterra, duas Copas da Liga Inglesa e uma Liga dos Campeões. Neste último, o principal título de sua carreira, o atacante teve participações decisivas nas semifinais, contra o Barcelona, e na final, contra o Bayern de Munique.

Drogba defende a seleção marfinense desde 2002, participando das Copas do Mundo de 2006, na Alemanha, e 2010, na África do Sul, e conquistando o segundo lugar de dois Campeonatos das Nações Africanas, em 2006 e 2012.
 
Após fazer história no Chelsea, onde jogou por oito anos e ganhou três Campeonatos Ingleses e uma Liga dos Campeões, Drogba acertou, na metade de 2012, a sua transferência para o Shanghaï Shenhua, da China. No ano seguinte, o atacante acertou sua ida para o Galatasaray, da Turquia. 
 
No dia 25 de julho de 2014, Drogba acertou sua volta para o Chelsea. O eterno ídolo assinou por um ano com os Blues. Duas semanas depois, no dia oito de agosto, o atacante anunicou sua aposentadoria da seleção da Costa do Marfim. 
 
Entre 2015 e novembro de 2016, Drogba vestiu a camisa do Montreal Impact, clube do Canadá.
 
Depois, entre 2017 e 2018 defendeu a equipe norte-americana do Phoenix Rising, por onde encerrou sua carreira. Aliás, sobre isso, o UOL publicou uma matéria, abordando a despedida de Drogba do futebol. Clique aqui e veja.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES