Seleção Paulista de Novos na Coréia em 1976 e 1977

Seleção Paulista de Novos na Coréia em 1976 e 1977

Nos anos de 1976 e 1977 foi convocada uma seleção paulista de novos, com jogadores das equipes do interior, para disputar jogos e torneios amistosos na Coréia do Sul. A principal competição era a Copa Presidente da Coréia e a seleção conquistou nos dois anos.

Em 1976 a seleção foi dirigida por Vail Motta, então treinador da Ferroviária, e o time base era Sérgio, Paulinho, Mauro Pastor, Nelson Prandi e Carlos, Ademir Fonseca, Wilson Carrasco e Gatãozinho, Tatinho, Wilson Luiz e Nascimento. Ainda contava com Luis Antonio, Tutu, Nelsinho, Eloy, Iaúca e Titica.

Em 1977 o treinador era Gib e o time base contava com Maurinho, Galli, Estevam, Araújo e Carlos, Ivan, Souza e Gatãozinho, Brinda, Luis Poiani e Baroninho. Os demais jogadores eram Edson Mug, Fernando, Maurício, Souza, Sabará, Nelson Borges e Cândido.

Conheça um pouco mais dos jogadores que participaram das excursões:

Sergio Bergantin (goleiro) – Jogava na Ferroviária. Seu grande momento foi jogar emprestado no Palmeiras, em 1974, quando Leão estava na Copa do Mundo.

Luiz Antonio (goleiro) - Jogava no América, de Rio Preto, e depois foi jogar no Cruzeiro, onde ficou por oito anos.

Paulinho (lateral-direito) – Iniciou nas categorias de base do Santos e jogava no América, de Rio Preto.

Mauro Pastor (zagueiro) – Jogava na Ferroviária e foi para o Internacional, onde fez parte do time campeão brasileiro de 1979. Jogou três partidas pela seleção brasileira em 1980.

Tutu (zagueiro) - Jogava no São Bento e teve passagens por XV de Piracicaba e Santo André.

Nelson Prandi (zagueiro) – Jogava no América, de Rio Preto, e era um espécie de curinga, jogando em todas as posições da defesa e também no meio-campo e no ataque.

Carlos (lateral-esquerdo) – Jogava na Ferroviária, onde atuou por nove anos, e além de bom defensor também era cobrador de pênaltis.

Nelsinho (lateral-esquerdo) - Jogava no São Bento e dpois teve boas passagens pela Portuguesa e pelo Sport Recife.

Ademir Fonseca (volante) – Jogava no América de Rio Preto.

Wilson Carrasco (meia) – Jogava na Ferroviária e depois teve boas passagens por Santa Cruz, Portuguesa, Sport Recife e Cruzeiro.

Eloi (meia) - Jogava no Juventus e depois rodou o país, com destaque para as passagens por Portuguesa, Santos, Inter de Limeira, Cruzeiro, América do Rio, Botafogo e Vasco. Foi também campeão português e da Liga dos Campeões da Europa pelo Porto.

Gatãozinho (meia) – Iniciou nas categorias de base do Corinthians e jogava no São Bento. No Juventus foi campeão da Taça de Prata em 1993.

Iaúca (meia) - Jogava no América de Rio Preto.

Tatinho (ponta-direita) – Jogava na Ferroviária e foi o artilheiro da excursão de 1976. Abandonou a carreira precocemente com 23 anos.

Wilson Luiz (centroavante) – Jogava no América de Rio Preto, e nos seis anos que jogou lá marcou gols em todos os grandes de São Paulo.

Ademir Titica (centroavante) - Jogava no São Bento e depois foi jogar no Náutico.

Nascimento (ponta-esquerda) – Jogava no Paulista, de Jundiaí.

Maurinho (goleiro) – Jogava na Portuguesa Santista e no final da carreira atuou no Independente de Limeira.

Edson Mug (goleiro) - Jogava no Paulista, de Jundiaí, mas teve uma carreira longa, com passagens por cerca de quinze times, encerrando a carreira com 40 anos, no CRAC, de Catalão, em Goiás.

Galli (lateral-direito) – Jogava no XV de Jaú. Antes disso já tinha passado pela Portuguesa Desportos e pelo Corinthians.

Estevam (zagueiro) – Jogava no XV de Jaú, após ter iniciado no Guarani. Depois foi para o São Paulo e foi campeão brasileiro de 1977. Virou treinador de sucesso.

Fernando (zagueiro) - Jogava no XV de Piracicaba, mas antes já tinha tido passagens pelo São Paulo e pela Ferroviária, onde voltou para encerrar a carreira.

Araújo (zagueiro) – Jogava no Noroeste. Antes passou pela Ponte Preta, no ótimo time que foi vice-campeão paulista em 1970.

Ivan (zagueiro) – Jogava no XV de Piracicaba. Muito técnico, também jogava de volante. Foi para o Vasco e foi vice brasileiro em 1979.

Maurício (lateral-esquerdo) - Jogava no Noroeste de Bauru.

Sabará (volante) - Jogava no XV de Jaú, sendo um dos jogadores que mais vestiu a camisa do Galo da Comarca.

Souza (meia) – Jogava no Paulista de Jundiaí. Rodou por várias equipes do interior e atuou no Bragantino campeão paulista de 1979.

Nelson Borges (meia) - Jogava no Noroeste e depois teve uma passagem rápida pelo Santos. Jogou também no Náutico e Inter de Limeira.

Brinda (ponta-direita) – Jogava no Paulista de Jundiaí. Foi revelado na Ponte Preta, onde não conseguiu se firmar.

Luis Poiani (ponta-direita) – Jogava no XV de Jaú, após ter sido revelado pelo América de Rio Preto. Jogou também no Inter, de Porto Alegre, e no Rosario Central, na Argentina.

Baroninho (ponta-esquerda) – Jogava no Noroeste. De lá foi para o Palmeiras e brilhou com o técnico Telê Santana. No Flamengo foi campeão mundial interclubes, em 1981.

Cândido (ponta-esquerda) - Jogava no América de Rio Preto.

Clique e conheça mais sobre a carreira dos jogadores na seção Que Fim Levou?

 Seleção de 1976. Em pé: Sérgio, Mauro Pastor, Nelson Prandi, Ademir, Carlos e Paulinho. Agachados: Tatinho, Wilson Carrasco, Wilson Luiz, Gatãozinho e Nascimento.

 Seleção de 1977. Em pé: Souza, Estevam, Araújo, Maurinho, Ivan, Carlos e Gibe. Agachados: Galli, Baroninho, Luis Poiani, Brinda e Gatãozinho.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    42
  • 2 Pal
    39
  • 3 San
    37
  • 4 Int
    33
  • 5 Cor
    32
  • Veja tabela completa