Walace Astolfe

Ex-ponta-esquerda do Noroeste e Inter de Limeira
por Túlio Nassif

Walace Astolfe, ou simplesmente Walace, nasceu no dia 24 de abril de 1958, em Bauru. Hoje, reside em Taquaritinga-SP. É casado com dona Eva, com quem tem duas filhas, Mariana e Marina. Atualmente trabalha na indústria "MAQ Móveis", fabricantes de móveis escolares e de escritórios.

Iniciou carreira nas categorias de base do São Paulo, onde teve o prazer de atuar ao lado do goleiro Barbiroto no juvenil B, em 1976.

Em 1977, foi a Bauru para defender o Noroeste até 1981. Durante todo esse tempo, teve como companheiros de equipe, Jairzinho "O Furacão da Copa", Lela, o ex-goleiro João Marcos e o ex-volante Mococa (ex-Palmeiras e Bangu).

Após quatro anos, trocou o Noroeste pela Internacional de Limeira. Jogou ao lado de quem seria padrinho de casamento, o ex-lateral Giba, do ex-volante Élvio e novamente junto com Lela. Permaneceu na Inter por dois anos, de 1982 a 1983.

A partir de 1984 no CAT (Clube Atlético Taquaritinga), chegou para disputar o Campeonato Paulista da Série A, torneio conquistado pelo Santos. No mesmo ano, saiu da cidade interiorana de São Paulo e foi para a cidade de Tubarão, em Santa Catarina. Lá, atuou pelo Hercílio Luz Futebol Clube.

Retornou em 1985 ao Taquaritinga, para ajudar o time que foi rebaixado à segunda divisão do Paulistão. Ficou no Leão da Araraquarense até o final de 1987.

Teve uma passagem rápida pelo Francana em 1988, contratado por um ano. No início de 1989, ajudou o Jaboticabal Atlético a subir para segunda divisão do Campeonato Paulista.

No Esporte Clube Paraguaçuense em 1990, completou o elenco da boa equipe de Paraguaçu Paulista, interior do Estado de São Paulo, para disputar mais um campeonato. Porém, sem nenhuma conquista.

Por fim, em 1991, jogando pelo Tupã Futebol Clube, encerrou sua carreira.

Se engana quem pense que Walace largou o futebol. Em 1992, começou a trabalhar como técnico e tomou à frente o time de juniores do Taquaritinga até 1994.

E ele queria mais. Em 1995 depois de ter feito um estágio com Valdir Joaquim  de Moraes, começou a trabalhar como treinador de goleiros, exercendo essa função em 1995 no próprio Taquaritinga.

O amor pela cidade de Taquaritinga o levou a trabalhar na prefeitura, mas sem abandonar o futebol. Foi professor de futsal de 1996 a 1997 nas escolinhas do órgão municipal.

Ainda em 1997, foi convidado para treinar a equipe feminina da Sociedade Esportiva Palmeiras, que na época, disputou o Campeonato Paulista. Esse, transmitido pela Rede Bandeirantes de Televisão.

O coração bateu mais forte de novo por Taquaritinga e resolveu voltar para a cidade. No período de 98 a 99, mais uma vez trabalhou como treinador no futsal, até que, em 2000, assumiu o cargo de Supervisor de Futebol do clube, permanecendo por lá durante três anos e posteriormente em 2009, durante o Paulistão da Série A2.
 
Entre os anos de 2004 e 2005, trabalhou como treinador nas equipes de base do São Carlos Futebol Clube.

Regressou a Taquaritinga em 2006, dando início a mais um belo trabalho. Dessa vez, como coordenador do projeto "Catinho", uma parceria entre a Rede Recapex  e a diretoria do CAT. O projeto tinha como objetivo treinar e trabalhar o futebol com crianças e jovens de 10 a 17 anos. Ficou no programa para adolescentes até o final de 2011.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES