Silva

Ex-zagueiro da Francana e Palmeiras
por Rogério Micheletti
 
Antonio Sebastião da Silva Filho foi zagueiro da Francana e do Palmeiras nos anos 70 e 80, e hoje é professor de escolinha da CDM Cidade Líder-Itaquera, na Associação Craques de Sempre, presidida por Basílio e vice-presidida por Badeco.
 
Natural de São Paulo, nascido em 15 de setembro de 1954, desde criança reside em Itaquera, onde começou a jogar nos times de várzea do bairro.
O primeiro deles foi o Democrático, depois vieram vários: Falcão do Morro, Elite Itaquerense e Ferrolho.
 
Foi juvenil do time da Nitroquímica entre 16 e 17 anos e depois defendeu o Santos na Copa São Paulo de 1973, ano em que subiram para a equipe principal da Vila Belmiro os jogadores Bianchi e Cláudio Adão.

Foi emprestado em 1974, ainda como juvenil, para a Francana profissionalizou-se em 1975 pelo Bangu-RJ.
 
Ainda em 1975 esteve no Grêmio Maringá-PR, para finalmente voltar a São Paulo e se estabelecer no time da Francana na disputa da Divisão Intermediária de 1976.
 
Foi campeão com o time de Franca em 1977, que subiu para Primeira Divisão e disputou um bom Campeonato Paulista, em uma equipe que tinha o goleiro Geninho, Gasparzinho e o meia Zé Mário, entre outros.
 
As boas atuações pela Francana renderam o convite para atuar pelo Palmeiras, onde ficou entre 1979 e 1980, chegando, inclusive a ser relacionado entre os 25 jogadores da Copa América no Uruguai, juntamente com craques como Sócrates, Falcão e Oscar, entre outros.
 
Em 1981 foi para o Santa Cruz, trocado pelo meia-direita Sena. No mesmo ano defendeu o Londrina e sagrou-se campeão paranaense.

Em 1982 foi treinado por Felipão no Juventude de Caxias do Sul-RS, e guarda uma bela lembrança desta passagem pelo time da Serra Gaúcha, pois foi eleito o melhor jogador de uma excursão de sua equipe pela Coreia e Arábia, onde venceram vários jogos, inclusive dois deles contra um time árabe treinado por Telê Santana.
 
Na ocasião, Felipão foi convidado para treinar uma equipe juvenil da Arábia Saudita.

Em 1984 defendeu o Uberaba-MG e depois atuou por equipes da segunda divisão: o Independente de Limeira (1985); ficou parado em 1986; o Itaquaquecetuba em 1987 que na ocasião revelava Cafu para o futebol; o Guaçuano e o Guaratinguetá em 1988 e finalmente o Jacarei, em 1989, onde encerrou sua carreira.
 
Casado com a senhora Marta Regina Barbosa da Silva, é pai de quatro filhos (Fabiano Barbosa da Silva, Tâmara Regina Barbosa da Silva, Luana Aparecida Barbosa da Silva e Lucas Antonio Barbosa da Silva, que foi adotado com apenas três dias de vida) e vovô de seis netos: Gabriela, Gustavo, Fábio, Isabela e as gêmeas Lorena e Lívia.
ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Atuou por 48 partidas, sendo 17 vitórias, 16 empates e 15 derrotas.
Marcou 2 gols.

Fonte: Almanaque do Palmeiras.
Autores: Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES