Sérgio Guedes

Ex-goleiro da Ponte Preta, Santos e técnico
por Rogério Micheletti

Ivanílton Sérgio Guedes, o Sérgio, ex-goleiro da Ponte Preta, Santos e outras equipes nos anos 90, hoje trabalha como treinador.
 
Nascido em Rio Claro (SP) no dia 7 de novembro de 1962, Sérgio começou a carreira de jogador nas categorias de base da Ponte Preta, que sempre foi uma excelente escola de goleiros. Vale lembrar que a Macaca revelou também Waldir Peres, Carlos, Brigatti, Fabiano (ex-Portuguesa e América Mineiro), entre outros.

Para ganhar experiência, Sérgio foi emprestado para o Araçatuba (SP), em 1983, mas logo voltou ao Moisés Lucarelli, de onde saiu em defitivo seis anos depois para defender o Santos. Na época, o Peixe, que fez experiências com Nílton e Ferreira, procurava um substituto à altura para Rodolfo Rodriguez, negociado em 88 com o Sporting de Lisboa.

Com a camisa do Peixe, Sérgio não ganhou títulos, mas viveu bons momentos, tanto que foi convocado 11 vezes para defender a seleção brasileira.

Ele começou a dirigir a Portuguesa Santista em 2004. Como o bom filho a casa torna, Sérgio foi contratado para ser técnico da Ponte em novembro de 2007, logo após o time campineiro ter encerrado a participação no Campeonato Brasileiro da Série B. A Macaca fez belíssima campanha no Paulistão de 2008 e chegou à final da competição.
"É importante para a tradição, para a história da Ponte chegar em mais uma final", contou Sérgio.

Em 2010, Sérgio Guedes voltou ao comando da Ponte Preta, mas após 21 jogos e duas eliminações (Campeonato Paulista e Copa do Brasil), foi demitido, em 01 de abril. Em outubro do mesmo ano, foi contratado para treinar a Portuguesa de Desportos na Série B, sendo desligado do clube em 20 de fevereiro de 2011.

Em 2011, após a queda de Toninho Cecílio, o ex-goleiro assumiu o comando técnico do Americana, equipe paulista que disputava a Série B do Campeonato Brasileiro. Após dois meses, foi demitido do clube, por não acatar imposições da diretoria na escalação do time.

Em 2012, na terceira rodada da Série B, assumiu o comando do São Caetano, permanecendo no clube do ABCD paulista até 29 de agosto de 2012, quando foi dispensado. Dirigiu o time por 18 partidas, sendo nove vitórias, sete empates e apenas duas derrotas, a última, que lhe custou o cargo, por 4 a 1 diante do ASA de Arapiraca.
 
Em 10 partidas, no comando do Ceará, Guedes conquistou três vitórias, dois empates e cinco derrotas, devido ao péssimo aproveitamento (36,6%) dos pontos disputados foi demitido em 18 de agosto de 2013, pouco mais de dois meses pós-contratação.
 
Em setembro de 2012 foi contratado como treinador do XV de Piracicaba, com contrato até o final do Paulistão de 2013, porém não pôde honrar seu compromisso: poucas semanas depois do anúncio, assinou com o Sport do Recife, que lutava contra o rebaixamento e não conseguiu escapar.

Guedes chorou copiosamente nos vestiários, após a derrota para Náutico em 02 de dezembro de 2012 e com descenso do "Leão" para a Série B, do Brasileirão em 2013.

Guedes foi contratado em 8 de fevereiro de 2014 como novo treinador do Oeste de Itápolis-SP, que naquele ano disputava a Série A-1 do Campeonato Paulista, mas ficou apenas até março do mesmo ano.
 
Ainda em 2014, Guedes assumiu o Santa Cruz no dia 24 de abril, foram quase cinco meses à frente do Tricolor. Sérgio foi demitido no dia 18 de setrembro.
 
Trabalhou no Santa Cruz entre  24 de março e 18 de setembro de 2014. Após passar pelo Mogi Mirim em 2015, assumiu o comando técnico do Rio Claro em 15 de fevereiro de 2016, permanecendo no clube até outubro de 2017.
 
Em novembro de 2017 foi contratado pela Portuguesa Santista e levou do time da Série A-3 para disputar a A-2, em 2019.
ver mais notícias
ver mais Áudio

Clubes que defendeu:

Além de Ponte Preta e Santos, o barbudo Sérgio defendeu também o Goiás (1993), o Cruzeiro (1993), o Internacional (1994), Botafogo/SP (1995), Lousano Paulista (1996), Santos (1996), São José/SP (1997), Coritiba (1997), América de Rio Preto (1998), Portuguesa Santista (2000), entre outros times.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES