Luíz Carlos Galter

Ex-zagueiro do Corinthians e Flamengo
por Rogério Micheletti
 
Luíz Carlos Galter, o Luíz Carlos, um dos grandes zagueiros da história do  Corinthians, hoje tem residência fixa em São Paulo.
 
Ele tem também uma casa na cidade de Águas da Prata (SP), onde cuidada de uma  escolinha de futebol.
Jogador de estilo clássico, Luíz Carlos foi um dos melhores marcadores que Pelé enfrentou na carreira. Mesmo assim, o quarto-zagueiro corintiano tinha dificuldades para parar o Rei.
 
Nascido no dia 17 de outubro de 1947, em São Paulo (SP), Luíz Carlos começou a carreira nas categorias de base do Corinthians. Defendeu o time profissional alvinegro de 1967 a 1974.
 
O curioso é que zagueiro fez 333 jogos e não marcou nenhum gol a favor (números do "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte). Aliás, o único gol que fez foi contra.
 
Saiu do Corinthians sem conquistar um único título importante, já que o time do Parque São Jorge vivia o longo jejum que durava desde 1954, ano da conquista do IV Centenário.
 
Em 1974, ele se transferiu para o Flamengo, onde fez 118 jogos (62 vitórias, 36 empates e 22 derrotas), como mostra o "Almanaque do Flamengo", de Roberto Assaf e Clóvis Martins.
 
No segundo semestre de 1975 já estava defendendo o Operário de Campo Grande. Lá, ele ajudou o alvinegro a ser campeão sul-matogrossense de 76. No mesmo ano, Luís Carlos ganhou um outro título estadual: campeão paranaense pelo Coritiba.
 
Jogo pela seleção
 
Luíz Carlos vestiu a camisa seleção brasileira principal em apenas uma ocasião, como mostra o livro "Seleção Brasileira 90 anos", de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf. O único jogo em que Luís Carlos vestiu a amarelinha foi contra o Paraguai, na vitória por 1 a 0, no dia 24 de julho de 1971.
ver mais notícias
ver mais Áudio

Pelo Flamengo:

Pelo rubro-negro da Gávea, o zagueiro fez 118 jogos (62 vitórias, 36 empates e 22 derrotas), como mostra o "Almanaque do Flamengo", de Roberto Assaf e Clóvis Martins

Pelo Corinthians:

Defendeu o time profissional alvinegro de 1967 a 1974. O curioso é que zagueiro fez 333 jogos e não marcou nenhum gol a favor (números do "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte). Aliás, o único gol que fez foi contra.

Pela Seleção Brasileira:

Galter disputou um jogo pela seleção em 71 (vitória sobre o Paraguai por 1 a 0).

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES