Kafunga

Ex-goleiro do Galo e ex-comentarista
Considerado o maior goleiro da história do Clube Atlético Mineiro, o carioca de Niterói, Olavo Leite Bastos, o Kafunga, faleceu em Belo Horizonte no dia 17 de novembro de 1991.
Kafunga jogou por quase 20 anos (35 a 54) com a camisa do Galo, clube pelo qual conquistou vários campeonatos mineiros: 1936, 38, 39, 41, 42, 46, 47, 49, 50, 52, 53, 54 e 55 e o título de "Campeão do Gelo", em Paris, em 1950.
Depois de encerrar a carreira no futebol, Olavo Leite Kafunga Bastos (ele incorporou oficialmente seu apelido como faria mais tarde o presidente Lula) tornou-se deputado estadual por Minas Gerais e comentarista esportivo no rádio, TV e jornal de Belo Horizonte.
Criou várias frases engraçadas que entraram para a literatura esportiva e para o folclore do futebol. Aqui quatro delas: "gol barra limpa", "cabeça de bagre", "não tem coré-coré" e "vapt-vupt".
Ele teve uma rápida passagem como técnico do Galo em 1961. É o quinto atleta com o maior número de jogos pelo clube, ao lado de Paulo Roberto Prestes (504). Ninguém ficou tanto tempo no Atlético quanto Kafunga.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES