Jesse Owens

Ex-atleta campeão olímpico
Por Danielle Nhoque
 
James Cleveland Owens, ou apenas Jesse Owens, foi um atleta sul-africano. Morreu no dia 31 de março de 1980 em Arizona, vítima de um câncer no pulmão.  No ano de 2012, foi imortalizado no Hall da Fama do Atletismo da IAAF - Associação Internacional de Federações do Atletismo.
Filho de Henry e Emma Alexander Owens, nasceu no dia 12 de setembro de 1913 em Danville, no Alabama. Tinha nove anos quando se mudou com a família para Cleveland, em Ohio, onde ganhou o "nome? pelo qual ficaria conhecido para o resto da vida: a professora da nova escola, por engano, pronunciou a sigla J.C. como Jesse.
Jesse Owens já dava indícios de que seria um grande vencedor quando começou a correr na escola, em 1928. Ganhou os principais campeonatos, estabeleceu recordes mundiais escolares e seu desempenho brilhante resultou em recrutamentos de dezenas de colégios. Escolheu, então, ingressar na Universidade Estadual de Ohio. Sem receber auxílio financeiro, teve de encarar diversos postos de trabalho para garantir seu sustento e o de Ruth, sua esposa. Trabalhou como ascensorista, garçon, organizando estantes de biblioteca, bombeando gás, tudo isso alternando com treinos e participação em torneios intercolegiais.
Owens atraiu os olhos do mundo em 1935 quando, após estabelecer três recordes mundiais em 45 minutos e vencer mais 42 eventos que competiu no ano, foi convocado para as Olimpíadas da Alemanha.
Para Adolph Hitler e os nazistas, os Jogos Olímpicos de Berlim em 1936 serviriam como uma vitrine alemã e provação da supremacia ariana. Foi então que Jesse conquistou, de uma só vez, quatro medalhas de ouro. Essa marca não foi batida até Carl Lewis igualá-la durante os Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.
Mesmo com todos os velocistas que vieram a conseguir mais medalhas olímpicas posteriormente, o afro-americano será sempre lembrado por ter provado que a excelência individual é superior a qualquer distinção de raça, em contraposto ao regime hitlerista. Na ocasião, foi aclamado por milhares de torcedores de nacionalidades diferentes e até pelo adversário alemão, Lutz Long.
Após as Olimpíadas Owens se aposentou das pistas e começou a ganhar dinheiro com seus talentos físicos em outras modalidades. Ele chegou a disputar corridas contra carros e cavalos. Algum tempo depois, encontrou sua vocação nas relações públicas e marketing, abriu seu próprio negócio em Chicago e viajava com freqüência por todo o país para falar em convenções e reuniões de negócios.
Fumante, Owens consumia até um maço de cigarros por dia e faleceu de câncer no pulmão. Deixou três filhas - Gloria, Marlene e Beverly - e seu legado com a Fundação Jesse Owens, que fornece assistência financeira, suporte e serviços a jovens, com o intuito de lançar talentos.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES