Werneck

Ex-atacante do Santos
por Milton Neves
 
Luiz Guilherme Werneck, atacante do Santos de 1966 a 1970, morreu 15 de julho de 2016, aos 68 anos, na cidade de Santos.
 
Tive o prazer de conhecer Luiz Guilherme Werneck, então com 62 anos, em 4 de julho de 2009.

Ele nasceu em Santos-SP, e só foi morar em Santa Isabel-SP porque sua família lá residia quando ele encerrou a carreira, aos 28 anos devido a um problema no coração.

Lá, o pai de Werneck era funcionário da Petrobrás.

O antigo atacante jogou no Santos Futebol Clube de 1966 a 1970 e defendeu também o Coritiba, Portuguesa Santista, XV de Piracicaba, Náutico e São Bento de Sorocaba, onde encerrou sua carreira.

Com o Santos, viajou o mundo todo e jamais se esquecerá de Pelé: "ele me ajudava e me protegeu uma vez na Argentina quando queriam me cortar da viagem para dar lugar a um cartola", lembrava.

Werneck adorava também contar histórias hilárias de Amauri, ex-ponta do Santos, Flamengo, XV de Piracicaba e Guarani: "Uma vez, em Buenos Aires, ele comprou uma enorme máquina de café no início da excursão e teve de cuidar do grande trambolho por 52 dias, enquanto viajávamos pela América do Sul e pela Europa", contava às gargalhadas.

O simpático Werneck morava em Santa Isabel-SP, onde era professor de educação fisíca e assistente da diretoria da escola BNH de 1º e 2º graus da cidade.

Ele era casado com dona Maria Alzira, funcionária do Fórum de Santa Isabel e tinha dois filhos: Luiz Eduardo, engenheiro ambiental da Infraero e Luiz Guilherme, médico.

Werneck foi tão bom jogador, que inúmeras vezes integrou o maior time do mundo, fazendo dupla de área com Pelé. 

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES