Steven Gerrard

Ídolo do Liverpool

Por Rafael Serra

No dia 30 de maio de 1980, nascia na cidade de Whiston (região metropolitana de Liverpool) Steven George Gerrard, um dos maiores jogadores da história do Liverpool Football Club.

No dia 24 de novembro de 2016, o meio-campista anunciou sua aposentadoria dos gramados e passou a treinador. Os primeiros passos foram nas categorias de base do Liverpool.

Em 18 de maio de 2018, o inglês foi anunciado como novo treinador do Rangers, da Escócia. No clube de Glasgow, Gerrard conquistou o campeonato escocês de maneira invicta.

Após sucesso no Rangers, em 11 de novembro de 2021 foi anunciado como novo treinador do Aston Villa, da Inglaterra. 

Gerrard começou a jogar futebol pelos Whiston Juniors, equipe de crianças de sua cidade natal. Em poucos meses, chamou a atenção de olheiros do Liverpool (maior clube da região) que o levaram para as categorias de base do clube. A futura carreira de sucesso quase não existiu por conta de um acidente doméstico. Ao bater bola com alguns amigos em um quintal, Steven acidentalmente chutou um garfo de jardinagem, que acabou perfurando parte de seu pé e seu dedão. Por sorte, não houve a necessidade de amputação.

Apesar de Gerrard não ter passado por nenhuma seleção de base da Inglaterra, o Liverpool depositava muita confiança no potencial do jovem jogador e ofereceu o primeiro contrato profissional da carreira de Gerrard no dia 5 de novembro de 1997. "Stevie G" estreou pelos Reds no dia 29 de novembro de 1998, contra a equipe do Blackburn, pelo Campeonato Inglês, substituindo o lateral direito norueguês Vegard Heggem.

Em apenas dois anos, chegou à equipe principal do English Team, estreando na vitória da Inglaterra contra a Ucrânia, por 2 a 0, em amistoso disputado no antigo Estádio Wembley. Ainda naquele verão, seria convocado para a disputa da Eurocopa, mas entraria em campo em apenas uma partida. A Inglaterra acabaria eliminada ainda na fase de grupos. No ano seguinte, marcou o priemiro gol da emblemática vitória por 5 a 1 contra a Alemanha, em Munique, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002.

Ainda em 2001, conquistou nada menos que cinco títulos pelo Liverpool, sendo eles a Copa da Inglaterra, Copa da Liga Inglesa, Copa da UEFA, Supercopa da Inglaterra e a Supercopa Europeia, marcando o renascimento da equipe, que viveu uma longo período de vacas magras durante a década de 90.

Em 2002, tudo indicava que o menino de Liverpool embarcaria com a seleção para o Japão. Porém, a apenas um mês do Mundial sofreu uma ruptura do músculo adutor da coxa e ficou fora da competição.

Três anos depois, o improvável aconteceu, e com ele, a consagração. A desacreditada, mas competitiva, equipe comandada por Rafa Benítez, chegou motivada à final contra o todo poderoso Milan, de Kaká, Pirlo, Seedorf, Schevchenko e companhia. No entanto, uma derrota parcial por 3 a 0, ainda no primeiro tempo, tornava distante o sonho do penta.

A reação começou nos pés dele, ou melhor, na cabeça de Steven Gerrard, aos nove minutos da segunda etapa. Smicer e Xabi Alonso anotaram os outros dois tentos que levaram a partida para a prorrogação. Mais 30 minutos e a rede não balançou novamente. Nos pênaltis, o astro Schevchenko perdeu a cobrança que deu ao Liverpool seu quinto título continental, o mais importante da carreira de Gerrard.

Com a camisa vermelha também ergueu as taças da Copa da Inglaterra, de 2006; Copa da Liga Inglesa, 2004 e 2012; e a Supercopa da Inglaterra, de 2006, além de diversas conquistas individuais.

Já pela seleção inglesa, Gerrard disputou sua segunda competição oficial na Eurocopa de 2004. O bom time inglês foi eliminado pelos anfitriões portugueses, nos pênaltis, nas quartas de final. O meia também jogou o torneio em 2008 e 2012. A primeira Copa do Mundo disputada por Gerrard foi a de 2006, quando assim como há dois anos antes, a Inglaterra foi eliminada por Portugal, nos pênaltis, também nas quartas de final.

Gerrard ainda jogou as Copas de 2010, quando capitaneou a seleção que foi eliminada de forma controversa contra a Alemanha nas oitavas de final, e de 2014, quando os ingleses pararam na primeira fase. A Copa do Mundo no Brasil, inclusive, marcou a despedida do jogador com a camisa da seleção nacional, pela qual Gerrard disputou 114 jogos e marcou 21 gols.

A única frustração admita pelo jogador em relação á sua carreira é a ausência de um título inglês. O jogador esteve muito próximo de levantar a taça na temporada 2013/2014, mas o Liverpool oscilou muito nas últimas três rodadas da competição e o Manchester City acabou faturando o troféu.

No dia 2 de janeiro de 2015, Steven Gerrard anunciou que deixaria o Liverpool ao fim da temporada 2014/2015. A despedida do jogador pelo seu time do coração foi no dia 24 de maio de 2015, na acachapante derrota por 6 a 1 diante do Stoke City, no Britannia Stadium.

Como forma de evitar um confronto contra o ex-clube, o jogador se transferiu ao Los Angeles Galaxy, equipe do ascendente futebol norte-americano. Logo na estreia, no dia 18 de julho de 2015, o meia marcou um gol e deu uma assistência na goleada por 5 a 2 contra o San Jose Earthquakes, em partida válida pela MLS.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES