Seedorf

Craque holandês
Por Túlio Nassif
 
Nascido no dia 1 de abril de 1976, na capital do Suriname, Paramaribo e naturalizado holandês, Clarence Clyde Seedorf, excelente meia com passagens por Ajax, Sampdoria, Real Madrid, Internazionale, Milan e Seleção Holandesa, é casado com uma brasileira do Rio de Janeiro. Por tal motivo, se identifica com o Brasil e fala a língua portuguesa fluentemente.
 
Em 5 de fevereiro de 2018, foi anunciado como novo técnico do Deportivo La Coruña. Depois de sair do time espanhol, Seedorf acertou sua ida para a seleção de Camarões, anunciada dia 4 de agosto de 2018. Dirigiu a seleção camaronesa em 10 jogos e foi demitido no dia 16 de julho, após eliminação na Copa Africana de Nações.
 
Iniciou carreira no Ajax em 1992. Permaneceu no clube holandês até 1995, quando se transferiu para o futebol italiano, para defender as cores da Sampdoria. Lá chegou com bastante prestígio, pois fez parte do time vencedor de dois Campeonatos Holandeses (em 1994 e 1995), uma Copa da Holanda (em 1993), duas Copa Johan Cruyff (em 1993 e 1994), uma Liga dos Campeões (em 1995) e um Campeonato Mundial de Clubes da FIFA (em 1995). Após um ano na Itália, foi contratado pelo Real Madrid, onde atuou até 1999.

No clube merengue, conquistou a Liga Espanhola de 1996, a Supercopa da Espanha de 1997, a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes da FIFA, ambos em 1998. Por cerca de 23 milhões de euros, chegou a Internazionale, para disputar novamente um Campeonato Italiano, no ano de 2000. Apesar de fazer boas atuações no time nerazzurri, Seedorf não conquistou nenhum título.

E em 2002, envolvido em uma negociação com o rival Milan, especificamente em uma troca com o lateral-esquerdo Francesco Coco, Seedorf chegou para fazer parte do bom meio campo do Rossonero, com Gattuso e Pirlo.

Em 2003, Seedorf faturou a Copa da Itália. Na mesma temporada, ganhou sua terceira Liga dos Campeões, sagrando-se assim, o primeiro jogador a ganhar a competição por três equipes diferentes.

Na temporada 2003/04, mais um título para o currículo de Seedorf, da Supercopa Italiana.

O Milan chegou forte a mais uma final de Liga dos Campeões em 2005, mas Seedorf e companhia perderam nos pênaltis para o Liverpool, após abrirem três a zero no primeiro tempo. Mas em 2007, quis o destino, repetir a final da Liga dos Campeões de 2005, entre Milan e Liverpool. Dessa vez, o clube italiano levou a melhor e Seedorf ganhou seu quarto título da competição.

No mesmo ano, conquistou o Campeonato Mundial de Clubes da FIFA.

Seedorf viveu um dilema um pouco antes de se sagrar campeão italiano, em 2011. Seu contrato com o Milan estava por vencer e o clube italiano não esboçava reações em fazer a renovação. Foi quando o Corinthians entrou na briga pelo passe do jogador contra várias outras equipes européias. Depois de inúmeras tentativas frustrantes dos times em ter Seedorf no elenco, o atleta renovou seu contrato com o Rossonero até julho de 2012, porém no final de seu vínculo decidiu deixar o clube italiano.
 
Em 30 de junho de 2012, tal elo se fez mais real: o holandês assinou  contrato de dois anos com o Botafogo e concretizou o antigo sonho de atuar no futebol brasileiro.

Em 10 de março de 2013, Seedorf levantou seu primeiro título com a camisa alvinegra, a Taça Guanabara (primeiro turno do Carioca). Ainda no mesmo ano, no dia 5 de maio, pela Taça Rio (segundo turno do Carioca), o holandês sagrar-se-ia mais uma vez campeão. Assim sendo, não houve final do Campeonato Carioca e o Botafogo foi declarado campeão, onde realizou uma belíssima campanha.
 
Na tarde do dia 14 de janeiro de 2014, Seedorf anunicou sua aposentadoria do futebol. Além disso, informou em entrevista coletiva que irá assumir o posto de treinado do Milan, clube em que é ídolo como jogador. Porém, sua estadia no time rossonero durou pouco e, em julho, foi demitido.
 
Em julho de 2014, após passagem vitoriosa pelo Botafogo, aposentar-se e assumir o comando técnico do Milan, o craque holandês deixou o cargo na equipe italiana por não alcançar resultados satisfatórios. Em julho de 2016, foi anunciado como novo técnico do Shenzhen FC, da segunda divisão da China.
ver mais notícias

Pelo Botafogo: 81 jogos, 24 gols e um título (Campeotnato Carioca 2013).

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    52
  • 2 Pal
    47
  • 3 San
    44
  • 4 Cor
    42
  • 5 São
    39
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES