Romeu Cambalhota

Ex-ponta-esquerda do Corinthians
por Rogério Micheletti
 
Romeu Evangelista, o Romeu Cambalhota, folclórico ponta-esquerda do Atlético Mineiro e do Corinthians nos anos 70, hoje mora em Barueri-SP e trabalha como vendedor de consórcio, além de jogar pelo time de veteranos da cidade.
 
Ele ganhou o apelido de Cambalhota por suas comemorações de gols.
 
Ex-ginasta, Romeu costuma abusar dos mortais quando vibrava no gramado com seus companheiros.
 
Nascido no dia 27 de março de 1950, em Esmeraldas(MG), Romeu começou a carreira nas categorias de base do Clube Atlético Mineiro no final da década de 60. Profissionalizou-se em 70 e ficou no Galo até 1974, ano que teve o passe negociado com o Corinthians.
 
No Parque São Jorge, Romeu reencontrou o ponta-direita Vaguinho, companheiro dos tempos de Galo. Em 1977, os dois ajudaram o Timão a quebrar o jejum de títulos que durava desde 1954. O time-base corintiano, comandado por Oswaldo Brandão, era: Tobias; Zé Maria, Moisés, Ademir (Zé Eduardo); Ruço, Basílio e Palhinha (Luciano); Vaguinho, Geraldão e Romeu.
 
O ex-ponta-esquerda também fez parte do time corintiano que venceu o Paulistão de 79, e no ano seguinte trocou o Parque São Jorge pelo Palestra Itália. No Palmeiras, Romeu não conseguiu reeditar as boas atuações dos tempos de Galo e Timão e seguiu para o Millionarios de Bogotá (Colômbia), onde jogou de 80 a 82.
Cambalhota, que chegou a vestir a camisa da seleção brasileira nove vezes, encerrou a carreira de jogar em 1983 jogando pelo Nacional da Comendador Souza.
 
Rapper é fã de Romeu:

Até hoje, Romeu Cambalhota é lembrado com carinho pelos fãs, principalmente corintianos. Entre eles, está o rapper Xis, que passou a admirá-lo por causa da influência do pai. "O meu pai gostava de ver o Romeu jogando e por isso o escalei em minha seleção de todos os tempos", conta Xis.
ver mais notícias
Pelo Corinthians:

Segundo o "Almanaque do Corinthians", de Celso Dario Unzelte, Romeu, entre 1976 e 1980, disputou 220 partidas (116 vitórias, 57 empates e 47 derrotas) e marcou 34 gols com a camisa alvinegra.

Pelo Palmeiras:

A passagem pelo Palmeiras foi rápida. O ponta vestiu a camisa alviverde entre 1980 e 1981. Nesse período fez 39 partidas (15 vitórias, 14 empates e 10 derrotas) e marcou dois gols. Essas informações constam no "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES