Pintado

Ex-volante do São Paulo, Santos e Bragantino
Luís Carlos de Oliveira Preto, o Pintado, raçudo volante do São Paulo, nos anos 90, defendeu o Santa Cruz pouco antes de encerrar a carreira de jogador e iniciar a de técnico na Internacional de Limeira em 2003.
 
No dia 4 de abril de 2016, Pintado foi anunciado como membro da comissão ténica fixa do São Paulo, mas após ser deslocado de cargo, o ex-jogador chegou a um acordo com a diretoria e deixou o Tricolor em 21 de julho de 2017. Em 6 de fevereiro de 2018, Pintado foi anunciado como novo técnico do São Caetano e após o rebaixamento do time, no Paulistão 2019, foi demitido no dia 29 de março de 2019.
 
Carreira como treinador
 
Em 2006, no começo do ano, Pintado assumiu o Rio Branco de Americana, que contratou ainda o ex-goleiro Velloso para ser o seu auxiliar técnico.

Pintado deixou o time em setembro de 2006. Em 2007, assumiu o Noroeste no Campeonato Paulista. Deixou o Norusca para treinar em maio do mesmo ano o Paraná Clube, como substituto do ex-goleiro Zetti. Após apenas oito partidas no time paranista, Pintado saiu. Aceitou convite para trabalhar nos Emirados Árabes.

No início de 2008, ele retornou ao Brasil e assinou contrato com o Ituano, clube que deixou em meio ao Campeonato Paulista devido à péssima campanha da equipe. Já em fevereiro do mesmo ano, Pintado assumiu o São Caetano visando o estadual e a Série B do Brasileiro, mas, em julho, deixou o Azulão após derrota da equipe para o Barueri, em casa, por 3 a 1. "Só tenho a agradecer por ter trabalhado no São Caetano", resumiu o treinador durante a saída do time do ABC.

Assumiu o Náutico em seguida, mas não demorou a perder o cargo. Em novembro foi contratado pelo Figueirense, conquistou 100% de aproveitamento nas três partidas que dirigiu a equipe no Nacional, mas não evitou o rebaixamento alvinegro.

A passagem por Santa Catarina durou pouco. Em março de 2009, Pintado foi demitido. Alguns dias depois, assumiu o Mirassol-SP e, em maio, foi contratado pela Ponte Preta.

Retornou ao Mirassol em 2010, ajudando a livrar a equipe do rebaixamento nas últimas rodadas do Campeonato Paulista.
No início de 2011, Pintado assumiu o Linense-SP após deixar o Santo André.

Estreou à frente do Guaratinguetá no dia 26 de junho de 2012, pela Série B. Comandou a equipe 11 partidas e conquistou apenas uma vitória. Devido aos maus resultados, no dia 15 de agosto do mesmo ano, abandonou o cargo. Foi contratado pelo CRB-AL quatro dias após ser desligado da equipe do interior de São Paulo, mas permaneceu na equipe até 3 de outubro, quando foi substituído por Roberval Davino.

No dia 27 de agosto de 2013, Argel Fucks não resistiu a derrota do América-RN para a Chapecoense por 1 a 0, no Barretão, em jogo da Série B do Campeonato Brasileiro e acabou sendo demitido pouco depois da partida. A diretoria, porém, agiu rápido e poucas horas depois, anunciou a chegada de Pintado, que permaneceu no clube até 07 de outubro de 2013.

Três dias depois, em 10 de outubro de 2013, foi anunciado para assumir o comando técnico do São Caetano, na Série B, no lugar de Sérgio Guedes.
 
Ainda em 2013, Pintado foi contratado como assitente técnico do Cruz Azul, do México, onde ficou até 2015, quando retornou ao Brasil para assumir o cargo de treinador do Guarani.

Em 01 de junho de 2010, recebemos os seguinte email:

De:Rafael Martinez [mailto:rafael@topcomunicacao.com.br]
Enviada em: terça-feira, 1 de junho de 2010 14:36
Para: sandra@entremidia.com.br
Assunto: PAUTA - MILTON NEVES - QUE FIM LEVOU?
Olá Sandra, conforme conversamos por telefone, gostaria de encaminhar um pedido aos jornalistas do site do Milton Neves.
A pedido do ex-jogador e atual técnico de futebol Pintado, admirador confesso do trabalho de Milton Neves, encaminho-lhe um pedido para melhorarmos e enriquecermos o texto sobre ele na coluna Que Fim Levou?, sobre a qual Pintado tem enorme respeito, pois ele acredita que esse trabalho glorifica todos aqueles que já um dia dedicaram a vida ao futebol.
Então, lhe envio em anexo algumas fotos recentes do Pintado e um novo texto mais atualizado sobre o treinador sobre o qual se preferirem podem acrescentar mais informações ou editá-lo da maneira que acharem necessário. Eu dei uma olhada e percebi que o texto da wikipedia está semelhante. Como assessor do Pintado, pediria para que fizéssemos algo mais original e exclusivo. O que acham?
Segue abaixo o texto sobre o jogador
Luís Carlos de Oliveira Preto, mais conhecido como Pintado nasceu em Bragança Paulista, interior de São Paulo, no dia 17 de setembro de 1965. Começou sua carreira jogando pelo Bragantino. Como destaque, transferiu-se para o São Paulo onde foi campeão da Copa Libertadores da América em 1992 e 1993 e do Mundial Interclubes de 1992. Volante do elenco que tinha de Telê Santana como técnico, Pintado era o marcador do time.
Uma das cenas mais emocionantes de Pintado, foi na final do Paulista de 1992, quando, debaixo de um aguaceiro, regeu a torcida tricolor na comemoração do título. Já era um ídolo, mas a partir daquele momento, lembrou os grandes deuses da raça tricolor, como Armando Renganeschi, Pablo Forlán, Chicão e Darío Pereyra.
Após encerrar a carreira de atleta, Pintado tornou-se técnico e dirigiu algumas equipes como o América de Minas Gerais,Taubaté, Paraná Clube, Ituano, Figueirense, Mirassol, Náutico, São Caetano, Rio Branco de Andradas, Noroeste e a Internacional de Limeira, pela qual sagrou-se campeão paulista da segunda divisão em 2004. Sua ascensão na carreira começou a partir desse acesso. Em 2007, sagrou-se vice-campeão do Interior pelo Noroeste no Paulistão. No mesmo ano, transferiu-se para o Paraná Clube para disputar o Brasileirão. Com uma ótima campanha na primeira fase, Pintado recebeu uma proposta dos Emirados Árabes e teve de deixar o clube paranista que ocupava a quarta colocação do nacional.
O técnico retornou ao futebol brasileiro em 2008 para dirigir o São Caetano, onde realizou um trabalho bom. Pintado alcançou as semifinais da Copa do Brasil e por pouco não levou a equipe a mais uma Taça Libertadores da América. No ano seguinte, comandou o Mirassol na melhor campanha de sua história no Campeonato Paulista. E em 2010, também no Mirassol, livrou a equipe do interior paulista do rebaixamento nas últimas rodadas.
Rafael Martinez
Pintado também defendeu, por empréstimo, em 1995, o Santos Futebol Clube.
 
No player abaixo, ouça a participação de Pintado no "Domingo Esportivo Bandeirantes" do dia 27 de outubro de 2019:

ver mais notícias

Pelo São Paulo:

Atuou em 118 jogos, sendo 68 vitórias, 25 empates e 25 derrotas. Marcou 2 gols.
Fonte: Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES