Peixe

Ex-atacante do Palmeiras e Ypiranga
Pai do famoso Peixinho, ponta-direita do Santos e do São Paulo, Peixe,  o Arnaldo Alves Garcia, foi artilheiro do Campeonato Paulista de 1940 pelo Ypiranga, marcando 21 gols.
Ele nasceu em São Paulo, no dia 2 de fevereiro de 1916, iniciando sua carreira no futebol de Várzea no bairro da Lapa, primeiro pelo Lapeaninho, depois pelo Fluminense da Lapa e, por fim o C.A. Lapa.
Foi para o Rio de Janeiro em 1938, procurar o amigo Ananias, à época goleiro do  Madureira que o indicou ao treinador do América-RJ .
Após alguns bons treinos, o jogador foi contratado pela equipe carioca, onde permaneceu até meados de 1939, quando retornou a São Paulo para defender o Ypiranga, à convite de Aldo Ozetti, ex-jogador do Palmeiras e do Corinthians.
Um ano depois, foi contratado pelo Santos. Após uma grave lesão no braço, Peixe  foi operado pelo médico Edmundo Scalla e ficou cerca de três meses sem poder jogar. Não ficou muito tempo na Vila Belmiro, transferindo-se para o Palmeiras em 1943 onde atuou em 16 jogos, sendo 11 vitórias, dois empates, três derrotas e seis gols, segundo o "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.
Atuou também pela Internacional de Limeira, pela Internacional de Bebedouro, e encerrou sua carreira em 1950, no Araras Clube, da cidade de Araras-SP.
Foi casado com dona Norma Poffo Garcia, que faleceu em 30 de janeiro de 2010,  aos 92 anos, vítima de Alzheimer, deixando três filhos e seis netos.

por Marcos Júnior

Clique aqui e veja Peixinho, filho do jogador Peixe, na seção "Que Fim Levou?"
ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Atuou em 16 jogos, sendo 11 vitórias, dois empates e três derrotas. Marcou 6 gols.
Fonte: "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES