Paulo Sérgio

Ex-atacante do Corinthians, Roma e Seleção Brasileira
Jogador extremamente disciplinado taticamente, Paulo Sérgio, o Paulo Sérgio Silvestre do Nascimento, atacante que fez parte do elenco da seleção brasileira tetracampeã mundial nos Estados Unidos, em 1994, é diretor de futebol do Juventus, da Mooca, e também tem negócios na Alemanha, onde representa o Bayern de Munique, um de seus ex-times.
 
Em 16 de agosto de 2018 foi anunciado para o cargo de comentarista na RedeTV!, logo após a emissora paulista obter os direitos de transmissão da Premier League (Campeonato Inglês de Futebol).

Paulo Sérgio é casado com Merly e pai de dois filhos (Luiz Felipe e Ana Caroline), mora em São Paulo, em Barueri.

Nascido em São Paulo no dia 2 de junho de 1969, Paulo Sérgio deu seus primeiros passos no futebol jogando nas categorias de base do Corinthians. Chegou a atuar nos juvenis ao lado de Viola (seu companheiro no time profissional corintiano e também na Copa do Mundo de 1994), do ponta-direita Abelardo, do meia Alê, dos zagueiros Gino (destacou-se no Paysandu), Moretti, André Passantino, entre outros.

Em 1990, no primeiro semestre, Paulo Sérgio foi emprestado para o Novorizontino, equipe que fez surpreendente campanha no Paulistão e acabou sendo vice-campeã estadual sob o comando de Nelsinho Baptista. E o mesmo Nelsinho assumiu o Corinthians durante o Brasileirão do mesmo ano. Paulo Sérgio, que já tinha a confiança do treinador nos tempos de Novorizontino, foi muito aproveitado durante aquele nacional. Nelsinho e Paulo Sérgio se deram bem. Afinal, o Corinthians, que tinha como principal jogador o meia Neto, foi o campeão.

Versátil, Paulo Sérgio chegou a atuar no Corinthians como ponta-direita, ponta-esquerda, centroavante, meia, lateral e até goleiro. Paulo Sérgio foi obrigado a usar luvas depois de expulsão de Ronaldo em clássico contra o São Paulo no dia 7 de fevereiro de 1993. Ele tomou um gol tricolor, que venceu a partida por 3 a 0. No mesmo ano, pelo mesmo Campeonato Paulista, Paulo Sérgio ajudou o time alvinegro a ser vice-campeão. O time foi derrotado pelo Palmeiras. Logo após a final, Paulo Sérgio foi negociado com o Bayer Leverkusen, da Alemanha.

No Velho Continente, Paulo Sérgio rendeu seu melhor futebol. Ganhou chance na seleção brasileira e não decepcionou o técnico Carlos Alberto Parreira, que o chamou para a Copa dos Estados Unidos. Paulo Sérgio foi reserva do time que tinha como dupla titular de ataque Bebeto e Romário.

Paulo Sérgio também se destacou com as camisas da Roma, da Itália, e do Bayern de Munique, da Alemanha. Já veterano, ele chegou a voltar ao Brasil. Vestiu a camisa do Bahia, mas na Boa Terra as contusões o atrapalharam.
 
Em 2008, Paulo Sérgio iniciou a carreira de treinador no Red Bull-Brasil, time com sede em Vinhedo (SP).
 
Paulo Sérgio é licencidado na FPF (Federação Paulista de Futebol) com a empresa de gestão de negócios, a Welt (que significa mundo, em português).

A Welt traz empresas da Áustria para investimentos esportivos no território brasileiro. Clique aqui e conheça a Welt.
 
Jogo de veteranos do Real Madrid contra o Bayern de Munique, em 2011. Golaço de Paulo Sérgio, de bicicleta. Partida realizada no estádio Santiago Bernabéu.

 

No dia 8 de maio de 2019, o UOL Esportes publicou uma belíssima entrevista com Paulo Sérgio. CLIQUE AQUI E LEIA!

 

 

ver mais notícias

Pelo Corinthians:

Atuou em 183 jogos, sendo 78 vitórias, 62 empates e 43 derrotas. Marcou 24 gols.
Fonte: Almanaque do Corinthians, de Celso Unzelte

Pela Seleção Brasileira:


Atuou13 jogos, sendo 7 vitórias, 4 ampates e 2 derrotas e marcou dois gols.
Fonte: "Seleção Brasileira 90 anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES