José Eduardo Mesquita Pimenta

Ex-presidente do São Paulo FC

por Sérgio Quintella

José Eduardo Mesquita Pimenta, o presidente do São Paulo FC no período de maior conquistas do Tricolor (entre 1990 e 1994), é advogado atuante, mora na sua São Paulo natal, é casado há 50 anos, tem duas filhas e duas netas.

Durante os dois mandatos, sempre assessorado pelo querido Kalef João Francisco, Pimenta viu o time do Morumbi sagrar-se bicampeão do Mundo (92/93), bi da Libertadores (92/93), duas vezes do Paulista (91/92), Brasileiro (91), bi da Recopa Sul-Americana (92/93), além da Conmebol (94), troféus Ramón de Carranza e Teresa Herrera, ambos em 92 na Espanha.

Rebaixamento no Paulistão de 90.

"O São Paulo não caiu para a segunda divisão. O regulamento previa que os últimos colocados de 1990 disputassem o grupo B em 91. Foi o que ocorreu. E tudo foi acertado antes, não depois. O São Paulo não foi rebaixado?, afirma Pimenta.

Injustiça.

Após esses tempos vitoriosos, José Eduardo, nascido em 19 de abril de 1938, deixou a presidência do São Paulo e teve seu nome envolvido em denúncias de corrupção, mas as acusações não foram provadas, ou melhor, Pimenta conseguiu certificar sua inocência.

Afastado do grupo de conselheiros do São Paulo à época, o ex-presidente foi reconduzido ao posto logo depois, mas sentiu-se magoado com as denúncias. "Eu procuro esquecer, viu, Sérgio? Mas é difícil. De qualquer maneira, tentei passar por cima, e me sinto hoje menos "apertado".

Durante os períodos de "vacas magras" o Tricolor só voltaria a levantar uma taça em 1998, no Paulista ? a torcida gritava: "Pimenta ladrão, São Paulo campeão".

Certamente uma das maiores injustiças da história do futebol.

Grande José Eduardo Mesquita Pimenta!

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES