Joãozinho Soares

Ex-ponta-esquerda do Cruzeiro, Palmeiras e Internacional
por Rogério Micheletti
 
João Soares de Almeida Filho, o Joãozinho, ótimo ponta-esquerda do Cruzeiro, de 1973 a 1986, nasceu em Belo Horizonte em 15 de fevereiro de 1954. Atualmente, reside no bairro do Eldorado, em Contagem (MG), onde tem uma empresa de táxi. Jogador extremamente habilidoso, Joãozinho teve a carreira encurtada por causa da violência dos adversários. Segundo o Almanaque do Cruzeiro, de Henrique Ribeiro, é o sétimo jogador que mais vezes vestiu a camisa celeste com 471 atuações.
 
Costumava atuar bem aberto e sempre deu muito trabalho aos laterais-direitos de sua época. Depois de sofrer várias contusões, ele defendeu o Palmeiras, no início dos anos 80, o Internacional (RS) e encerrou a carreira. Pelo Palmeiras, já em final de carreira, Joãozinho disputou apenas 22 partidas no ano de 1985. Foram sete vitórias, 9 empates e seis derrotas de acordo com o Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti. Joãozinho só marcou três gols com a camisa do alviverde.
 
Também defendeu a Seleção Brasileira, sem muito brilho. Segundo o livro "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Roberto Assaf e Antonio Carlos Napoleão, vestiu a camisa amarela em 6 jogos com cinco vitórias, um empate e um gol marcado.
 
Joãozinho tem quatro filhos de dois casamentos. Um deles, também chamado Joãozinho, teve belos lampejos de craque no Cruzeiro, mas "trombou" com Vanderlei Luxemburgo em 2002 e foi mandado embora da Toca da Raposa. O filho de Joãozinho perambulou por várias equipes, entre elas algumas do Japão e o Paysandu, mas não obteve o mesmo sucesso de seu pai que era simplesmente genial.
 
Em 2006, atuando pelo Brasiliense, Joãozinho (filho) fez um golaço contra o Santos, na segunda partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, acertando o ângulo do goleiro Fábio Costa. Mas de nada adiantou o belo gol. Após uma vitória na Vila e um empate na Boca do Jacaré, o Santos passou para as quartas-de-final e o Brasiliense foi desclassificado.
 
Cruzeiro 5 x 4 Internacional pela Libertadores de 1976
 
Veja abaixo os nove gols do maior jogo de futebol do qual Joãozinho participou:
 
 
Copa Libertadores da América de 1976
Cruzeiro 5 x 4 Internacional
Data: 07/03/1976
Local: Mineirão
Público: 65.463 pagantes
Árbitro: Luís Pestarino (Argentina)
Gols: Palhinha 4" e 10", Lula 14", Joãozinho 21" e Lula 39" do 1º; Zé Carlos (contra) 6", Joãozinho, Ramón 25" e Nelinho (pênalti) 39" do 2º
INTERNACIONAL: Manga; Cláudio Duarte (Valdir), Figueroa, Hermínio e Vacaria; Caçapava e Falcão; Valdomiro, Flávio (Ramón), Escurinho e Lula
Técnico: Rubens Minelli
CRUZEIRO: Raul; Nelinho, Moraes, Darci Menezes e Vanderlei; Zé Carlos e Eduardo; Roberto Batata (Isidoro), Jairzinho, Palhinha e Joãozinho
Técnico: Zezé Moreira
 
No vídeo abaixo, veja o golaço que Joãozinho marcou na partida Cruzeiro 3 x 1 Fluminense, em 6 de abril de 1980:

ver mais notícias
NA SELEÇÃO

Defendeu a Seleção Brasileira, sem muito brilho. Segundo o livro "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Roberto Assaf e Antonio Carlos Napoleão, vestiu a camisa amarela em 6 jogos com cinco vitórias, um empate e um gol marcado.

NO PALMEIRAS

Pelo Palmeiras, já em final de carreira, Joãozinho disputou apenas 22 partidas no ano de 1985. Foram sete vitórias, 9 empates e seis derrotas de acordo com o Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti. Joãozinho só marcou três gols com a camisa do alviverde.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES