Ivan, o Terrível

Ex-ponta-direita do Corinthians

por Tufano Silva

Quem vivenciou o futebol nos anos 70 e não se lembra de Ivan, "O Terrível?? Ele foi ponta-direita do Corinthians entre os anos de 1971 e 1977, mas saiu alguns meses antes de o Timão conseguir quebrar o tabu de 23 anos sem títulos. Em 2011, Ivan Corrêa da Silva residia no Jardim Rosa de França, bairro da cidade de Guarulhos-SP, onde trabalhava como corretor de imóveis.

Nascido no dia 30 de março de 1956, na cidade de São Paulo, Ivan chegou às categorias de base do Corinthians com apenas 15 anos, em 1971. Foi promovido ao time principal duas temporadas mais tarde, para atuar ao lado de ídolos já consagrados do time do Parque São Jorge, como Roberto Rivellino e Zé Maria, o "Super-Zé?.

Entre os tempos de juniores e profissional, "O Terrível? permaneceu por seis anos no Corinthians. Nesse período, a fase não era das melhores para o Alvinegro, e segundo o próprio ex-atleta, o momento que mais o marcou foi a perda do título paulista para o Palmeiras, em 1974. O ex-ponta entrou no segundo tempo do último e decisivo jogo, e viu escapar a chance de acabar com o jejum de títulos pelo qual o Timão passava, que nesta altura já durava 20 anos.

No entanto, essa ainda não foi a maior frustração de sua carreira, já que quando o Timão quebrou o tabu, o ex-jogador não integrava o grupo alvinegro. "Eu estava emprestado ao Juventus da Mooca, e bem no dia da final, eu lembro que estava em excursão pela Europa. E então a minha esposa me ligou para me dar a notícia de que o Corinthians havia acabado de ser campeão. Eu fiquei muito feliz, mas chorei por não ter participado da quebra do tabu?, explicou o ex-jogador.

Do Juventus, Ivan seguiu para a cidade de Americana-SP, em 1980, para defender o time do Rio Branco. Depois, rodou pelas equipes do Santo André-SP, Ferroviário-PE, Nacional-SP, até encerrar sua carreira no Bragantino-SP, em 1985.

Ivan deixou os gramados, mas seguiu atuando no futebol. Trabalhou nas categorias de base do Corinthians, Portuguesa e Barueri, ajudando a revelar jogadores que despontariam no futebol brasileiro e mundial, como o lateral Sylvinho, Marques, André Santos, Marcelinho Paulista e o volante Zé Roberto.

O ex-jogador também treinou as equipes principais do Ituano-SP, Velo Clube-SP, Guarulhos-SP, Flamengo de Guarulhos-SP, Pato de Minas-MG, Rio Branco de Andradas-MG, Caldense-MG, Guarani de Divinópolis-MG e Uberlândia-MG.

Em sua nova empreitada, agora como corretor de imóveis, por exigência da empresa, Ivan precisou adotar um codinome para trabalhar na área. Escolheu ser chamado de Cielo, em homenagem ao nadador campeão olímpico. "Da mesma forma como ele é um campeão nas piscinas, eu quero ser um campeão de vendas?, brincou o bem-humorado ex-ponta-direita do Timão.

 

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES