Eduardo Baptista

Técnico de futebol

Nascido em Campinas no dia 30 de março de 1970, Eduardo Alexandre Baptista é um treinador e ex-zagueiro brasileiro. É filho do renomado técnico Nelsinho Baptista. Foi contratado pelo Vila Nova-GO no dia 25 de fevereiro de 2019, ficando no clube até o dia 13 julho, quando o time foi derrotado pelo rival Atlético-GO em partida pelo Brasileiro da Série-B.

Eduardo começou sua carreira como jogador pelo Juventus-SP,  onde chegou a ser campeão da Copa São Paulo de 1985. Jogou também pelas categorias de base da Ponte Preta, mas, sem muito sucesso, resolveu abandonar a carreira.

Já em 2002, aceitou o convite de seu pai para fazer parte da comissão técnica do Goiás, como preparador físico. Continuou trabalhando com o pai por nove temporadas, até que em 2011, quando fazia parte da comissão do Kashiwa Reysol, resolveu voltar ao país após o tsunami que abalou a Terra do Sol Nascente, para ficar mais próximo da família.

Em 2012, voltou ao Sport, onde já havia trabalhado ao lado de seu pai entre 2007 e 2009, enquanto Nelsinho continuou no Kashiwa. Assumiu como técnico-interino após a demissão de Geninho, em janeiro de 2014. Com um estilo de jogo bastante ofensivo, Eduardo liderou o Leão nas conquistas da Copa do Nordeste e no Campeonato Pernambucano daquele ano.

Já em 2015, um primeiro semestre ruim fez com que muitos o questionassem no início do Campeoanto Brasileiro. De forma surpreendente, o Sport passou 14 rodadas entre os quatro primeiro colocados. Completou cem jogos à frente da equipe no dia 13 de junho.

Em agosto de 2015, Eduardo foi eleito um dos 100 melhores treinadores do mundo, em ranking divulgado pelo site inglês Coach World Ranking.

Após vitoriosa passagem pelo Sport, Eduardo Baptista foi anunciado como novo treinador do Fluminense no dia 17 de setembro de 2015, cargo que ocupou até o dia 25 de fevereiro de 2016, quando foi demitido, após derrota para o Botafogo por 2 a 0, um dia antes.

Em abril de 2016, foi anunciado como novo técnico da Ponte Preta. 

Em 2 de dezembro de 2016 oficializou sua saída da Ponte Preta e no dia 16 do mesmo mês foi anunciado como técnico do Palmeiras. No entanto, o Verdão decidiu demitir Baptista em 4 de maio de 2017, um dia após a derrota do Alviverde para o Jorge Wilstermann-BOL por 3 a 2. 

No dia 23 de maio de 2017, foi anunciado como novo técnico do Atlético-PR, mas foi demitido em 10 de julho do mesmo ano, após comandar o time por 13 jogos. 

Em 20 de setembro de 2017, a Ponte Preta anunciou o retorno de Baptista ao comando técnico da equipe. Acabou sendo demitido pela Macaca no dia 9 de março de 2018.

Eduardo passou a treinar o Coritiba no dia 16 de abril de 2018. Após o empate Coritiba 0 x 0 Sampaio Corrêa, pela Série-B do Brasileiro, em 10 de agosto de 2018, Eduardo Baptista foi demitido do Coxa. O Presidente Samir Namur também despediu o auxiliar técnico e a equipe de gestão do futebol, na mesma data. Baptista ficou apenas cinco dias desempregado e no dia 18 de agosto foi anunciado como treinador do Sport. Curiosamente, Edurado passou a comandar o time de Recife quatro meses depois do pai, Nelsinho, deixar o clube. Ele pediu demissão do cargo em 24 de setembro de 2018 após oito jogos e uma única vitória.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    58
  • 2 Pal
    50
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    43
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES