Dudu Dentão

Ex-volante do Vasco

Carlos Eduardo Alberigi, o Dudu, popular Dudu Dentão, excelente meio-campista do Vasco de 1976 a 1982, nos bons tempos de Roberto Dinamite e Guina, morreu em 7 de julho de 2020, vítima de câncer aos 60 anos. Ele estava internado em um hospital do município de Cabo Frio (RJ). Dudu deixou esposa e duas filhas.

Ele morava hoje em Arraial do Cabo, litoral do Rio de Janeiro, onde trabalhava na Secretaria de Esportes, e encerrou a carreira em 1993, na Portuguesa do Rio de Janeiro, por causa de problemas no joelho, após passagens pelo Avaí (SC) e Belenenses (Portugal).

Dudu venceu uma luta contra o alcoolismo, com ajuda de sua esposa.

Enquanto foi dependente do álcool, Dudu sempre contou com a mão amiga de Roberto Dinamite, companheiro de tantas jornadas com a camisa cruzmaltina.

O ex-meio-campista, nascido em 2 de julho de 1960, reconhecia que, anos depois de ter aposentado as chuteiras, ainda sentia saudades dos tempos em que era ídolo de uma torcida apaixonada como a do Vasco da Gama. Segundo ele, era perfeita a frase "o jogador de futebol morre duas vezes", proferida por Falcão para ilustrar a dificuldade que o atleta tem de se adaptar a uma nova vida, longe dos gramados.

A Prefeitura de Arraial do Cabo divulgou uma nota de pesar pela morte de Dudu, ex-funcionário do município carioca.

NOTA OFICIAL DE PESAR

É com profunda tristeza que a Prefeitura de Arraial do Cabo, através desta nota oficial, comunica o falecimento de Carlos Eduardo Alberigi, o nosso ilustríssimo "Dudu do Vasco".

Dudu faleceu na tarde desta terça-feira (7), aos 60 anos, vítima de câncer. Foi jogador e campeão pelo Vasco no início da década de 80 e era muito conhecido por sua simpatia ímpar e seu grande coração. Figura importantíssima para a história do Município, deixa o seu legado após inspirar diversos atletas e fará muita falta.

A Prefeitura de Arraial do Cabo presta esta homenagem e deseja forças e conforto à família e aos amigos de Dudu.

ASCOM PMAC

Ainda sobre Dudu, veja o e-mail enviado no dia 20 de setembro de 2008 pelo querido José Maria Gonçalves:

Milton Neves,
Boa noite!
Gostaria de enviar coisas boas, mas não podemos fazer vista grossa, acho que os jogadores profissionais deveriam montar uma Associação que pudesse ajudar os ex. jogadores profissionais.
Conheça a história dramática de Dudu, ex-jogador do Vasco nos anos ...
Outros que passaram por um fortes dramas foram o ex-jogador e cabeça de área Alcir Portela, que morreu no dia 29 de agosto de 2008, e o ex-zagueiro Moisés, outro ex-vascaíno, falecido no dia 26 de agosto também de 2008.... Araquari - Santa Catarina, Arara - Paraíba, Araranguá - Santa Catarina ...
www.supervasco.com/.../conheca-a-historia-dramatica-de-dudu-ex-jogador-do-vasco-nos-anos-80-26142.asp - 340k - Em cache - Páginas Semelhantes
Notícia de Abril de 2008
Quarta-feira, 2 de abril de 2008 - 15:42h
Conheça a história dramática de Dudu, ex-jogador do Vasco nos anos 80
Para encontrar Dudu, em Arraial do Cabo, basta uma pergunta no Centro. Logo aparece o botequim, point do ex-cabeça-de-área do Vasco na década de 80. Na rua atrás, a casa humilde que não evaporou com o álcool. Atualmente, orgulha-se de sentar à mesa para beber água mineral com gás e falar do seu drama para que a nova geração evite o primeiro gole e se proteja das tentações.
- Eu posso ser exemplo. Hoje, o garoto só gasta o dinheiro que tem por que quer...
O Dudu que tinha facilidade para engordar quando jogador, está magro, com uma cicatriz no rosto e refaz a vida após, perdido no alcoolismo, desfazer de todos bens: carros, apartamentos... A mulher do primeiro casamento, com quem teve as filhas Luana e Samanta, não resistiu aos excessos. Craque em potencial, Dudu conta ter vivido entre os socialites. Era festa atrás de festa. Garrafas e garrafas de uísque. Do treino para a bebida, da bebida para o treino. Um ciclo vicioso que ele, nos momentos de arrependimento e depressão, tentava vencer, sem sucesso:
- Eu me entreguei de vez quando meu pai morreu. Tive falsos amigos, que se afastaram logo que a vida ficou ruim. No auge, todos te rodeiam. Estava no meio dos socialites. Passei a extrapolar. Eu me tratei na força de Deus. Nunca fui ao AA (Alcoólicos Anônimos).

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES