Benê

Ex-meia do São Paulo, XV de Piracicaba e Guarani
Benê, aquele maravilhoso meia-armador do Guarani FC e do São Paulo FC, morreu no dia 6 de janeiro de 2001, numa clínica de repouso na zona rural de Campinas-SP, onde tentava se recuperar do alcoolismo. Foi internado gratuitamente graças ao bom coração do proprietário daquela fazenda-hospital, atendendo a apelos do jornalista Milton Neves, pela Rádio Jovem Pan - AM de São Paulo. Seu enterro teve também o dedo da filantropia.

Benê, o Benedito Leopoldo da Silva, foi sepultado em Jundiaí-SP, onde viveu com sua segunda esposa e três filhos, com as despesas sendo bancadas pela FPF (Federação Paulista de Futebol), à época presidida por Eduardo José Farah.

Benê, que quase defendeu o Brasil no Campeonato Mundial de 62 no Chile - foi cortado por inexistentes problemas no coração, o que possibilitou a ida de Mengálvio do Santos - jogou no São Paulo FC de 1960 a 1971. Antes, brilhou no Guarani FC, de Campinas-SP e no XV de Novembro de Piracicaba (quando foi emprestado pelo São Paulo). No Tricolor do Morumbi foi bicampeão paulista em 1970 e 71, mas não mais como titular da equipe.

Em 1963 Benê participou de um histórico jogo do Tricolor contra o Santos. Naquele 15 de agosto de 1963 (Dia de Nossa Senhora Aparecida, feriado), uma quinta-feira à tarde, no Pacaembu, o São Paulo goleou o Santos por 4 a 1, com o Peixe abandonando o campo no segundo tempo porque perdia de quatro e atuava só com nove jogadores depois que Armando Marques expulsou Pelé e Coutinho, ainda no primeiro tempo.

Na fase final, quando o São Paulo fez o quarto gol, Pepe, Aparecido e Dorval simularam contusões caracterizando o cai-cai. Ou seja, o Santos fugiu de campo. Os quatro gols do São Paulo foram marcados por Faustino, Pagão, Benê e Sabino, todos já falecidos. O gol do Santos foi de Pelé.

O São Paulo de Benê, naquela histórica goleada, teve ainda: Suly, Deleu, Bellini, Jurandir, Ilzo Neri, Roberto Dias, Faustino, Sabino, o paraguaio Cecílio Martinez e Pagão.
ver mais Áudio
Pelo São Paulo:

Atuou em 264 jogos, sendo 143 vitórias, 54 empates e 67 derrotas. Marcou 78 gols.
Fonte: Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES