Amaury Marreco

Ex-meia do São Paulo
Amaury Epaminondas Junqueira, o Amaury Marreco, morreu em 31 de março de 2016, aos 80 anos, vítima de insuficiência renal crônica. Morava na cidade de Toluca, no México, onde trabalhava como treinador de garotos.
 
Ele foi meia-direita do São Paulo, destacando-se na decisão do Paulistão de 1957 (São Paulo 3 x 1 Corinthians) tendo marcado um dos três gols do Tricolor,.
 
A final de 1957 foi o conhecido jogo das garrafadas. Depois daquela vitória, o Tricolor atravessou um longo jejum de títulos que só terminaria 13 anos depois, em 1970.
 
Nascido em Barretos (SP) no dia 25 de dezembro de 1935, Amaury começou a jogar futebol no Fortaleza de sua cidade natal, onde se profissionalizou.
 
Teve rápida passagem pelo Vasco e em 1957 chegou ao São Paulo. Ficou no Tricolor até 1961, onde se consagrou como grande goleador. Nos 112 jogos em que vestiu a camisa do time do Morumbi (56 vitórias, 29 empates, 27 derrotas) Amaury marcou 68 gols. Os dados constam no "Almanaque do São Paulo", de Alexandre da Costa.
 
Apesar de não ter conquistado títulos na, 1958 foi seu melhor ano no São Paulo. Em 60 jogos ele marcou 44 gols, sendo o artilheiro da equipe na temporada com uma excelente média de 0,73 gols por jogo.
 
De saída do Tricolor Amaury resolveu tentar a sorte em times do México. Teve boas passagens pelo Oro Jalisco (1962/65) e pelo Toluca (1966/68).
 
Em 2010 visitou Barretos e participou de um programa da Rádio Independente. Confira este texto retirado do site Futebol Barretos, idealizado pelo advogado José Maria dos Santos.
 
"O lendário Amaury Epaminondas Junqueira, carinhosamente conhecido por "Marreco", ex-meia-direita do São Paulo na decisão do Paulistão de 1957, em que São Paulo venceu o Corinthians por 3 x 1- Marreco marcou o primeiro gol.
 
Em Barretos, iniciou no Campeonato Amador Varzeano promovido pela Liga Barretense de Futebol. Passou por algumas equipes  até se profissionalizar no Fortaleza.
 
Depois teve passagem rápida por Vasco, Taubaté e São Paulo, onde se consagrou como grande goleador da década. Do São Paulo se transferiu para o México, jogando pela equipe Oro Jalisco (1962/65) onde conquistou vários títulos de campeão. Em 1966 foi para o Toluca .
 
No México foi goleador artilheiro por vários anos  Ao encerrar a carreira voltou ao Brasil para ser treinador do Barretos Esporte Clube,. Retornou para Toluca no México, onde reside até hoje. Muito obrigado por tudo que fez pelo nosso futebol, levando o nome de Barretos pelo Brasil e mundo afora."
ver mais notícias

Pelo São Paulo:

Atuou em 112 jogos, sendo 56 vitórias, 29 empates e 27 derrotas. Marcou 68 gols.
Fonte: Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES