Tinga

Volante do Internacional, Borussia Dortmund e Cruzeiro
por Túlio Nassif
 
Mais conhecido como Tinga, em homenagem ao bairro que nasceu e foi criado, "Restinga", na zona sul de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Paulo César Fonseca do Nascimento, nasceu no dia 13 de janeiro de 1978. No dia 30 de abril de 2015, Tinga anunciou sua aposentadoria dos gramados.
 
No dia 15 de dezembro de 2016, Tinga foi anunciado como gerente de futebol do Cruzeiro.
 
Iniciou sua carreira nas categorias de base de Grêmio, em 1994. Se profissionalizou em 1997, sendo peça fundamental no time tricolor. Disputou três edições da Copa Libertadores da América e conquistou, entre outros títulos, as Copas do Brasil de 1997 e 2001.
 
Era notório seu bom futebol em campo, o que logo chamou a atenção dos japoneses. Foi para o Kawasaki Frontale, do Japão em 1999 e ficou até 2000. Depois, em seu retorno, teve uma breve passagem pelo Botafogo, também em 2000. Ambos os clubes, Tinga atuou por empréstimo. Voltou ao Grêmio e em 2004 foi vendido ao Sporting, de Portugal.
 
Surpreendentemente, no início de 2005, retornou para o futebol brasileiro. Contudo, para jogar no rival do clube onde despontara, o Internacional.
 
Logo de cara, foi conquistou o Campeonato Gaúcho e no vice-campeonato do Brasileirão, que classificou o Inter para Copa Libertadores da América de 2006.
 
E na Libertadores, o volante atuou na maioria dos jogos, sendo decisivo e marcando o gol do título do Internacional nos minutos finais da partida contra o poderoso São Paulo, do seu ex-técnico Muricy Ramalho. Entretanto, foi expulso da partida, sendo esta sua última atuação pelo Colorado.
 
Chegou a ser convocado para alguns amistosos e nas eliminatórias para a Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, entre os anos de 2001 a 2006, mas nunca se firmou.
 
Tinga não disputou o Mundial de Clubes no final do ano, foi vendido em 2006 para o Borussia Dortmund, da Alemanha, onde conquistou apenas um título, a Supercopa da Alemanha em 2008.
Em maio de 2010, o jogador se despediu da torcida do Borussia Dortmund, após quatro anos no futebol alemão.
 
No dia 10 de maio de 2010, foi confirmada a sua volta ao Internacional, onde conquistou novamente a Copa Libertadores da América, em 2010 e o Campeonato Gaúcho, em 2011, além da Recopa Sul-Americana de 2011.
 
Contudo, a decepção ficou com a eliminação precoce do Mundial no final do ano, onde o Inter, perdeu de 2 a 0 para o Mazembe, da República Democrática do Congo.
 
Após quase dois anos no Colorado, em 17 de maio de 2012, Tinga acertou a sua ida para o Cruzeiro.
 
No clube mineiro, o volante conquistou um Campeonato Mineiro, em 2014, e foi bicampeão brasileiro, em 2013 e 2014.
 
Em 29 de março de 2016 anunciou que passaria a atuar como professor em um curso online para formação de jogadores de futebol.
 
Em 29 de março de 2016, o jornalista Jeremias Wernek publicou matéria sobre Tinga no UOL, que segue abaixo, na íntegra:
 
Tinga vira professor e lança curso online para formar jogadores

Aposentado há quase um ano, Paulo César Tinga deu o primeiro passo para seguir no futebol sem as chuteiras. O ex-volante será professor em um curso online voltado para jovens que querem ser jogadores de futebol. A ferramenta foi lançada em Porto Alegre e também será divulgada em Belo Horizonte. Com objetivo de orientar uma fatia carente do mercado.

"Eu não vou ensinar o moleque a cabecear, a chutar. Não é algo técnico, do campo. Eu vou dar conselhos sobre como ele pode melhorar o trabalho dele, o desenvolvimento dele", relata.

De acordo com Tinga, a ideia é dar dicas e ensinamentos sobre alimentação, treinamento e postura diante do mercado da bola para jovens entre oito e 15 anos.

Baseado nas experiências do antigo volante, o curso conta com 19 vídeos que totalizam cinco horas. O conteúdo pode ser acessado pelo site bytinga.com.br e o valor de investimento é de R$ 397.

"Depois que eu parei de jogar vi que tinha muitos cursos para dirigente, para formar gestores. Tem muito curso para treinador, qualificando eles. Mas não tinha nada para a mão de obra, para o jogador. Para ajudar na formação do jovem jogador. E aí eu montei esse método", explica Tinga, 38 anos.

O lançamento do curso ocorre semanas depois do Internacional ter procurado Tinga. O clube gaúcho propôs ao ex-volante o cargo de gerente executivo e ouviu um não.

No dia 23 de setembro de 2018, Corinthians x Internacional se enfrentaram em São Paulo pelo Campeonato Brasileiro. O ex-volante Tinga conversou com o apresentador Milton Neves sobre o jogo histórico de 2005, quando o Inter foi prejudicado por conta de uma penaldade não marcada por Márcio Resende de Freitas em cima de Tinga. Confira a íntegra da entrevista:

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES