Tato

Ex-ponta-direita da Inter de Limeira e Verdão

por Rogério Micheletti

Carrasco do Palmeiras em 1986 (na falha histórica de Denys e Martorelli), Tato, o Ederval Luís Lourenço da Conceição, pendurou as chuteiras no Itumbiara, ex-time do técnico Ailton Lira, craque santista nos anos 70.

Hoje, morando em Limeira (SP), Tato é empresário no ramo de materiais esportivos e marketing.

Tato começou a carreira na Internacional de Limeira (SP), clube no qual conquistou o título paulista de 86. Na final daquela competição, a Inter bateu o Palmeiras por 2 a 1, no estádio do Morumbi, e ele marcou o segundo gol do time do interior. Kita fez o primeiro da Inter.

No segundo semestre de 1987, ele foi contratado pelo Palmeiras, mas no Palestra Itália não jogou o mesmo futebol dos tempos de Inter. O ponta-direita também atuou no Atlético Mineiro, Guarani, Osasuna (ESP), Udinese e Juventus (ITA), San Jose e Santa Clara (EUA) e encerrou sua carreira pelo São Paulo, em 2001.

Decepção no Verdão?

Tato chegou ao Palmeiras com status de craque. O algoz do Verdão em 1986, que nasceu em Santa Bárbara D´Oeste, no dia 5 de outubro de 1964, não conseguiu emplacar em seu novo clube. Foram 57 partidas pelo alviverde entre 1987 e 1988 (22 vitórias, 18 empates e 17 derrotas) e marcou 11 gols (segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti). "Não foi uma total decepção, mas ficou devendo", diz o palmeirense César Sacheto.

ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Atuou em 57 partidas pelo alviverde entre 1987 e 1988 (22 vitórias, 18 empates e 17 derrotas) e marcou 11 gols (segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti).

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES