Puskas ou Lélio

Ex-atacante do Coritiba, Cruz Preta, Machadense e Seleção Alfenense

Ele mesmo, Puskas, em e-mail ao nosso site, conta a sua história.

Curitiba, 4 de dezembro de 2008, às 17h25.

Milton Neves, sempre lhe acompanho nos seus programas esportivos pela televisão e rádio. O meu nome é José Lélio Milani de Moura. Nasci em Santo Antônio da Platina, norte do Paraná, e sou filho de mineiros das cidades queridas de Botelhos e Barro Preto.

A minha história futebolística começou em minha cidade natal, onde joguei em vários times como Clube Atlético Platinense, União Esportiva Platinense e 7 de Setembro. Joguei depois na Esportiva de Jacarezinho e Ibati Futebol Clube. Em 1955, eu fui contratado pelo Coritiba Football Club, onde fiz várias partidas no time titular.

Fiquei somente dois anos em Curitiba, porque, como já disse, sou descendente de mineiros e ao passar férias de final de ano em Botelhos fiquei sabendo da existência de um novo time profissional na querida cidade de Alfenas, equipe esta formada e patrocinada pela família Paulino, cuja o presidente era Romeu Paulino, da Associação Atlético Cruz Preta, onde fiquei conhecido pelo apelido de Puskas.

Joguei vários anos na Cruz Preta, pois graças a Deus fiz curso de Odontologia e em março de 2010 tivemos o encontro de 45 anos de formado. Milton, antes de terminar o curso, joguei em várias equipes nas seguintes cidades: Monte Belo, Boa Esperança (técnico Aloísio Bonelli), Associação Botelhense e Comercial de Pouso Alegre.

Fui contratado depois pelo novo e excelente time da querida cidade de Machado, que tinha como treinador o saudoso Esquerdinha. A Associação Esportiva Machadense foi onde eu sempre atuei como centroavante e meia armador.

Depois de formado, eu voltei para Santo Antônio de Platina (PR), onde montei meu consultório odontológico. Fiz um intercâmbio com o Clube dos Trinta de Machado, cujo catalisador era uma bola. Todo ano, por ocasião da festa de São Benedito, uma comitiva formada por dois times visitávamos Machado. E, lá, disputávamos um troféu que homenageava o Julio Giovannetti, grande esportista platinense. Depois, no ano seguinte, em Santo Antônio de Platina, recebíamos a delegação do clube do Clube dos Trinta, por ocasião da Feira Agro Pecuária de nossa cidade.

Sempre nestas visitas, tanto em Santo Antônio como em Machado, as delegações eram acompanhada por pessoas ilustres das duas cidades, como prefeito municipal, juizes de Direito, promotores públicos e empresários. Esse intercambio chegou ao seu final no ano de 1985, quando voltei a residir em Curitiba, pois queria dar mais alternativas de ensino para os meus cinco filhos. Todos conseguiram se formar. Neste ano, eu fui a Machado e nesta oportunidade recebi da Câmara Municipal de Machado o título de Cidadão Machadense, que me orgulha muito.

Em todos os lugares pelos quais passei como jogador de futebol, eu sempre procurei ser amigo de todos. E gosto, sinceramente, de cultivar as boas amizades. E este ano estarei mais uma vez, com minha esposa Cleide, visitando todos em Machado. E, para matar as saudades, vou bater uma bolinha no Clube dos Trinta.

Hoje, eu estou aposentado como dentista pelo Estado e também pela prefeitura. Moro em um condomínio horizontal. Quando vier a Curtiba, telefone-me. Estou com 73 anos de idade, mas como já disse ainda jogo bola. E não fico parado em campo, não! Em outra oportunidade, assim que desejar, enviarei várias fotos da Cruz Preta e Esportiva Machadense. Ah, estive também naquela época a oportunidade de jogar no Vasco da Gama juntamente com o goleiro Ita. Mas o futebol, naqueles tempos, não dava tanto dinheiro, por isso não quis trocar o certo pelo duvidoso, já que estudava odontologia. Esse convite apareceu após o jogo Vasco da Gama 7 x 2 Seleção Alfenense. Eu, Puskas, fiz os dois gols da nossa seleção.

Queira aceitar o meu abraço e desejo-lhe um próspero Ano Novo, muito feliz juntamente com sua família. Atenciosamente, José Lélio Milane de Moura, o Puskas.

CLIQUE AQUI E VEJA UMA MATÉRIA ESPECIAL PUBLICADA EM 18/10/2016 NO PORTAL TERCEIRO TEMPO SOBRE OS CRAQUES DO SUL DE MINAS. PUSKAS É UM DOS DESTAQUES.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES