Paulo Amaral

Preparador físico do Brasil nas Copas de 1958 e 1962

Um dos nossos heróis dos mundiais de 1958 e 1962 morreu no dia 1º de maio de 2008, aos 84 anos. Paulo Amaral, preparador físico da Seleção Brasileira naquelas duas Copas, vivia ao lado de seus familiares em Copacabana, bairro nobre da capital carioca.

O velório aconteceu no Cemitério do Caju, no Rio, mesmo lugar onde o corpo do famoso preparador físico foi sepultado. Uma bandeira do Botafogo foi colocada sobre o caixão do inesquecível preparador físico.

"Nunca sofri uma distensão muscular nos tempos de Botafogo. Era um excelente profissional. O nome do Paulo Amaral ficará sempre marcado na história do futebol brasileiro", conta o ex-craque Amarildo, que trabalhou com Paulo Amaral na década de 60.

Paulo nasceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de outubro de 1923 e foi considerado um pioneiro na profissão, já que exerceu o papel de primeiro preparador físico específico da nossa seleção, no próprio Mundial da Suécia. Também trabalhou no Mundial de 1962, no Chile, onde o Brasil conquistou o bicampeonato, e de 1966, na Inglaterra.

Depois, Paulo Amaral chegou a trabalhar como técnico profissional. Passou pelo Bahia, Botafogo e Corinthians, no Brasil, por Juventus e Genoa, na Itália, e por Porto, em Portugal. Segundo informações do "Almanaque do Corinthians?, de Celso Unzelte, Paulo Amaral dirigiu a equipe alvinegra em 28 jogos (16 vitórias, quatro empates e oito derrotas), em 1964. Saiu do Parque São Jorge porque o convite do Genoa foi tentador.

ver mais notícias
Pelo Corinthians

Segundo informações do "Almanaque do Corinthians?, de Celso Unzelte, Paulo Amaral dirigiu a equipe alvinegra em 28 jogos (16 vitórias, quatro empates e oito derrotas), em 1964. Saiu do Parque São Jorge porque o convite do Genoa foi tentador.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES