Otto Glória

Ex-técnico do Vasco e Portugal
por Marcelo Rozenberg
 
Otto Martins Glória, o grande treinador Otto Glória, nasceu no Rio de Janeiro em 09 de janeiro de 1917 e morreu em 2 de setembro de 1986.

No Brasil, teve sua carreira muito ligada aos clubes de origem portuguesa, Vasco e Portuguesa de Desportos, embora tenha passado pelo Botafogo-RJ no final dos anos 40.

Esteve com muito sucesso em Portugal, cuja seleção nacional dirigiu na Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra. Trabalhou também no Porto, Belenenses, Sporting e Benfica, de Portugal, no Olimpique de Marselha, da França, no Atlético de Madrid e no Monterrey, do México.

Otto foi o primeiro treinador brasileiro a enfrentar a seleção de seu país natal em uma Copa do Mundo. O fato aconteceu em 1966, e a seleção portuguesa dirigida por ele venceu por 3 a 1 no dia 19 de julho, diante de 62 mil torcedores.

Outro momento marcante do treinador deu-se na decisão do Campeonato Paulista de 1973 entre Santos e Portuguesa. Então à frente da Lusa, mandou que seus jogadores se retirassem rapidamente da campo quando percebeu que o árbitro Armando Marques havia errado a contagem nas cobranças de pênaltis que decidiam o título e apontado o time da Vila Belmiro como campeão.

Quando Armando percebeu a falha, os atletas do time do Canindé, que tinham remotas chances de reverter o marcador desfavorável daquela decisão, já estavam dentro do ônibus.

Frase

Otto Glória disse uma vez que "quando o time ganha o técnico é bestial. Quando o time perde, o técnico é uma besta". Faz sentido.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES