Mineiro

Ex-volante da Ponte, São Paulo e Seleção Brasileira
por Túlio Nassif

Conhecido por fazer excelentes roubadas de bola, sem fazer falta em seus adversários, Carlos Luciano da Silva, o Mineiro, apesar do apelido que tem, nasceu em Porto Alegre-RS, no dia 2 de agosto de 1975.

Em setembro de 2011, ele acertou com TuS Koblenz, time que atualmente ocupa a 17ª colocação da Regionalliga West, uma espécie de 4ª divisão na Alemanha. O contrato vai até a metade de 2012.

Aos 21 anos de idade, iniciou sua carreira, passando pelo Internacional e meses mais tarde pelo Rio Branco de Americana, onde rapidamente seu futebol ganhou notoriedade e reconhecimento.

Por tal motivo, no ano de 1997 se transferiu para o Guarani. No bugre, foram somente 24 jogos para que seu maior rival, a Ponte Preta, se interessar e contratar o volante. Ficou em Campinas defendendo a Macaca por mais cinco anos.

Integrou o quase imbatível time do São Caetano, durante os anos de 2003 e 2004. No Azulão, conquistou um Campeonato Paulista.

Foi trazido ao São Paulo em 2005 a pedidos do então técnico Émerson Leão. Mineiro virou ídolo da torcida ao conquistar o Campeonato Paulista, a Libertadores e o Mundial, todos em 2005. Entrou para a história do clube por ter marcado o gol que deu a vitória para o São Paulo contra o Liverpool-ING, no Mundial de Clubes da FIFA.

Surpreendido com a convocação para a Copa do Mundo de 2006, quando na ocasião substituiu Edmilson que fora cortado devido uma lesão, acabou recebendo constantes críticas, não entrou em nenhuma partida e ainda assistiu a desclassificação do Brasil para a França.

Contudo, no mesmo ano, foi Campeão Brasileiro com São Paulo, fazendo uma incrível campanha.

No início do ano de 2007, deixou o São Paulo e se transferiu para o Hertha Berlim, clube alemão. Ainda no mesmo ano, em junho, foi convocado pelo técnico Dunga para disputar a Copa América, na Venezuela, sagrando-se campeão da competição.

Acertou sua ida para o futebol inglês em 2008, quando mais uma vez, a pedido de um treinador (Luiz Felipe Scolari), trocou de equipe. O técnico brasileiro desejava repor a vaga do contundido ganês Michael Essien.

A história de Mineiro no Chelsea foi curtíssima, marcada apenas pelo jogo de estreia. Logo depois, o volante tentou apagar a má impressão retornando para a Alemanha. Infelizmente, não foi muito diferente no Shalke 04. Depois de poucos jogos e somente uma temporada, foi dispensado.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES