Toninho Guerreiro

Ex-centroavante de Santos e São Paulo
Toninho Guerreiro, o Antônio Ferreira, grande centroavante do Santos, de 1963 a 1969, e do São Paulo, de 1970 a 1973, morreu no dia 26 de janeiro de 1990. O peso, a boemia e o cigarro foram minando o corpo de um dos mais competentes centroavantes que o Brasil teve em todos os tempos.

Uma das maiores desilusões do ex-artilheiro foi ter sido cortado as vésperas da Copa de 70. Segundo Guerreiro, ele foi preterido pelo presidente Médici, pois o militar nutria uma grande simpatia por Dadá Maravilha.

Ele nasceu em Bauru, no interior de São Paulo, no dia 10 de agosto de 1942 e começou a carreira no Noroeste, equipe na qual jogou de 1960 e 1962 (ver Toninho Guerreiro em "Memória" do dia 26 de janeiro de 2001).

Incrivelmente Toninho Guerreiro tem um recorde que nem Pelé tem: ele é pentacampeão paulista de futebol. Seu feito fantástico verificou-se em 67, 68 e 69 pelo Santos e em 70 e 71 pelo São Paulo. Só ele ganhou 5 campeonatos paulistas direto.

Em sua ótima passagem pelo São Paulo FC, Toninho atuou em 170 jogos (80 vitórias, 51 empates, 39 derrotas) e marcou 85 gols, segundo o Almanaque do São Paulo de Alexandre da Costa. Pela Seleção Brasileira jogou duas vezes, segundo o livro Seleção Brasileira - 90 anos, de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, com duas vitórias e quatro gols marcados. 
 
Abaixo, ouça a entrevista completa de Agnes Roberta, que por muitos anos foi casada com Toninho Guerreiro, a Milton Neves. O bate-papo aconteceu durante o programa Plantão de Domingo, da Jovem Pan, em 1991. O áudio foi garimpado pelo internauta Maurício Pedroso, de São Roque-SP:

ABAIXO, A MESMA ENTREVISTA QUE ESTÁ ACIMA, MAS NA VERSÃO PELO YOUTUBE

Acompanhe abaixo momentos da campanha do Santos FC no título do Robertão de 1968, num trabalho feito por Wesley Miranda, da ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos FC).

Pelo São Paulo:

Pelo São Paulo FC, Toninho atuou em 170 jogos (80 vitórias, 51 empates, 39 derrotas) e marcou 85 gols, segundo o Almanaque do São Paulo de Alexandre da Costa.

Pela Seleção Brasileira:

Pela Seleção Brasileira jogou duas vezes, segundo o livro Seleção Brasileira - 90 anos, de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, com duas vitórias e quatro gols marcados.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES