Mário Moraes

Inesquecível comentarista esportivo
por Gustavo Grohmann
 
Mário de Toledo Leite Moraes, o inesquecível jornalista Mário Moraes, nascido em São Paulo em 13 de junho de 1925, morreu em decorrência de uma parada cardíaca no dia 11 de agosto de 1988, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele passava por uma sessão de quimioterapia contra o câncer que tinha na garganta.
 
Mário Moraes trabalhou tanto em Jornal como em Rádio e também em TV. Em sua vitoriosa carreira passou por: Rádio Jovem Pan, Rádio Bandeirantes, Rádio Tupi, a antiga Rádio Nacional, que hoje é Rádio Globo, TV Tupi, Canal 4, TV Gazeta, TV Guaíba de Porto Alegre-RS, e jornais como o "Sport News" e o "Diário da Noite".

Na TV Tupi e em Porto Alegre-RS, Mário Moraes atuou como o saudoso Luciano do Valle e Galvão Bueno: narrador esportivo de TV. Mário Moraes chamava Pelé de "a Fera". Já para Walter Abrahão, Pelé era "Ele".

Mário Moraes foi casado com Irma Leite Moraes. Curiosamente chamava sua esposa por Arlete, já que quando se conheceram, ela era atriz de rádio-teatro, na Rádio São Paulo, e esse era seu nome artístico. Dessa união nasceram dois filhos: Mario de Toledo Leite Moraes Júnior e Roberto de Toledo Leite Moraes. Teve também dois netos, filhos de Roberto Moraes: Roberto Luppi Moraes e Bruna Luppi Moraes.

Mário Moraes  Moraes formou com Pedro Luiz a maior dupla da história do rádio esportivo da América do Sul em todos os tempos.

ABAIXO, VÍDEO DE ELI COIMBRA COM PELÉ, EXIBINDO UM VÍDEO DE UM JOGO DO SANTOS CONTRA O JUVENTUS NO PACAEMBU, COM NARRAÇÃO DE MÁRIO MORAES

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES