Magrão

Ex-atacante do Palmeiras, Grêmio e futebol japonês
por Marcos Júnior Micheletti

Giuliano Tadeu Aranda, o Magrão, nasceu em Santo André, região do Grande ABC paulista em 21 de fevereiro de 1974 e começou nas divisões de base do Palmeiras aos 12 anos, onde jogou profissionalmente entre 1991 e 1996 e depois em 1998.
Foi convocado em diversas oportunidades para Seleções Sub-20 e Sub-21.

Alto, dotado de excelente visão de jogo e chute forte, Magrão viveu bons momentos no Palmeiras, conquistando importantes titulos pelo clube de Palestra Itália: o Bicampeonato Brasileiro em 1993/94, o Rio-São Paulo em 1993, o Paulista em 1996 e a Copa Mercosul em 1998.

Magrão também defendeu o Araçatuba (1993), o Goiás (1995) e o Coritiba (1996), antes de se transferir para o Japão.

Aliás, pelo Coritiba, Magrão foi o artilheiro da década de 90 do futebol do Paraná, com a impressionante marca de 22 gols em 22 jogos, chegando ao vice-campeonato paranaense pelo Coxa.

Após a passagem pelo Coritiba, Magrão defendeu o Verdy Kawasaki entre 1997 e 1998, ocasião em que conquistou a Copa do Imperador de 1997.

Em 1999 atuou pelo Badajos da Espanha, mesmo ano em que defendeu o Grêmio, onde sagrou-se Campeão Gaúcho.

Em 2000 jogou no futebol carioca, atuando pelo Botafogo e em 2001 foi vice-campeão brasileiro pelo São Caetano.

Retornou ao futebol japonês para defender o Gamba Osaka entre 2002 e 2004, ano em que encerrou sua carreira futebolística.
Um dos jogos marcantes de Magrão foi contra o Corinthians em 21 de maio de 1995, na vitória do Alviverde por 3 a 1, ocasião em que ele marcou os três gols contra o Alvinegro, que tinha Ronaldo no gol. Marcelinho Carioca descontou para o Corinthians.

Casado com Márcia, Magrão é pai de um casal de filhos: Matheus e Isabela.

Ele, que reside em São Caetano do Sul-SP é agente Fifa, e está à frente da M9 Sports, que gerencia a carreira de jogadores e treinadores de futebol, com sede no bairro Santa Paula, em São Caetano do Sul.

Veja abaixo, Magrão fazendo quatro dos oito gols do Coritiba sobre o Rio Branco pelo Campeonato Paranaense de 1996

ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Atuou em 75 jogos, sendo 36 vitórias, 22 empates e 17 derrotas. Marcou 16 gols.
Fonte: Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mario Sérgio Venditti.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES