Israel

Maior artilheiro do União São João de Araras

por Nilsinho Zanchetta

A história de Israel foi marcada por superação. Moço de infância humilde teve que enfrentar obstáculos quase que insuperáveis para fazer o que mais gostava que era jogar futebol. Uma viagem quase que sem volta, pois fim num sucesso já garantido, mas não impediu que ele voltasse aos gramados e encerrasse a carreira dignamente.

Se com a camisa do União São João ficou marcado por ser um dos maiores goleadores na década de 90, fora dele, precisou se apegar a Deus para se superar de um grave acidente na rodovia Wilson Finardi, que liga as cidades de Araras a Conchal. Na tragédia faleceu seu companheiro de ataque Osias, era um amigo inseparável dentro e fora de campo.

Israel Pedro de Souza nasceu no dia 23 de outubro de 1971 na pequena Ipuiuna, sul de Minas Gerais, cidade com pouco mais de 10 mil habitantes conhecida como a capital nacional da batata. Filho dos já falecidos Francisco Apolinário de Souza e Maria Francisca de Souza, ele é o penúltimo de um total de 14 filhos do casal.

Após vários anos disputando Jogos Regionais por Casa Branca, Israel foi ganhando experiência e maturidade no esporte, ingredientes essenciais para que ele se tornasse o grande destaque de sua equipe. O atacante chegou a fazer um teste no Comercial de Ribeirão Preto, mas a saudade da família e a incerteza sobre seu futuro fizeram com que ele voltasse para a casa dos pais.

Em 1989, de volta ao time de Casa Branca, Israel se destacou nos Jogos Regionais em Rio Claro, com um faro de gol apurado foi convidado para fazer um teste no União São João.

Israel com 18 anos passou a fazer parte da categoria Sub-20 do União São João e com o apoio dos pais e dos irmãos mudou-se para o alojamento do time ararense. A perseverança valeu à pena, depois de dois anos disputando campeonatos pela categoria Sub-20, Israel acabou promovido ao time principal do União São João em 1992. O técnico era Jair Picerni e o time se preparava para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. A estreia com a camisa alviverde foi no dia 19 de fevereiro na vitória sobre o Bangu, por 1 a 0, em Moça Bonita, no Rio de Janeiro pela quarta rodada da competição. Naquele ano, Israel por ser muito jovem oscilou bastante entre a equipe titular e a reserva. O time ararense conseguiu o acesso a divisão de elite do Campeonato Brasileiro após vencer o Noroeste, por 2 a 0, em Bauru e ser beneficiado por uma combinação de oito resultados. O União subiu a Série A do Brasileiro jogando a maioria das partidas com: Velloso; Edinho, Beto Médice, Henrique e Roberto Carlos; Vinicius Eutrópio, Alexandre e Glauco; Marcelo Conti (Israel), Ozias (César) e Éder Aleixo. O time ainda tinha: Rossi, Esquerdinha, Vagner, Odair, César, Zé Luis entre outros, era um verdadeiro celeiro de craques.

Porém, foi em 1993, que Israel começou a ganhar projeção e fama, pois ele passou a ser titular absoluto do time ararense e tornou-se um dos maiores goleadores da história do União São João de Araras. Para jogar aquela temporada, a exemplo do ano anterior, o União formou um dos melhores times de sua história e jogava sempre com: Luis Henrique; Edinho, Maciel, Cláudio e Carlos Roberto; Vinicius Eutrópico (Cleomar), Vagner e Alexandre (Glauco); Israel, Ozias e Esquerdinha. A qualidade do elenco do União São João era tão evidente, que os clubes considerados grandes tinham dificuldades para vencer o time ararense. Um exemplo disso foi a vitória, por 3 a 0, diante do Corinthians no Campeonato Paulista daquele ano com gols de Osias, Alexandre e o próprio Israel. Neste jogo, o time ararense do técnico Jair Picerni venceu com: Luiz Henrique; Edinho, Beto Médice, Cláudio e Carlos Roberto; Vagner Alexandre e Glauco; Israel, Osias e Esquerdinha. O Corinthians do técnico Nelsinho Batista perdeu com: Ronaldo; Leandro Silva, Marcelo, Ricardo e Elias; Moacir, Ezequiel e Neto; Paulo Sérgio, Viola e Adil.

Israel foi convocado para integrar o elenco da Seleção Paulista de 1993. Na época foram chamados os melhores jogadores do estadual daquele ano. O selecionado foi ao Japão para um amistoso contra Kashima Antlers, time do brasileiro Zico na época. Israel foi titular da equipe e Marcelinho Carioca ficou no banco de reservas.

Aos 22 anos, Israel também fez sucesso no Campeonato Brasileiro da Série A daquele ano, ao lado de Ozias, amigo inseparável, foi o principal goleador do time ararense naquela temporada, principalmente contra times considerados grandes. O sucesso conquistado em 1993 se repetiu em 1994. Vestindo a camisa sete do União São João, Israel era incontestável, já não era mais um simples jogador e sim um ídolo da torcida ararense e famoso por fazer muitos gols.

Além do União São João, Israel jogou no Coritiba, Santo André, Americano/RJ e Minaçu/GO, Nacional da Ilha da Madeira /Portugal e Deportivo Galícia –Venezuela, onde encerrou a carreira.

Israel foi casado com a Diane com quem tem um filho, Rafael Pedro. Atualmente reside em Araras-SP e possui um caminhão para fazer pequenos fretes e nas horas vagas é professor de escolinha de futebol em Araras. Mora no centro da cidade com a companheira Nilda.

O ACIDENTE

Quarta-feira, 29 de novembro de 1995, esse dia mudou para sempre a vida do então atacante Israel. Um passeio para ver os irmãos na vizinha cidade de Mogi Mirim, interrompeu a brilhante carreira do camisa 7 alviverde por quase três anos e para piorar perdeu o amigo inseparável dentro e fora de campo, o atacante Osias, pessoa que o considerava da família. Israel e Osias voltavam da cidade de Mogi Mirim, onde teriam visitado os irmãos Israel, com seu carro Ômega, quando o veículo passou reto numa curva na Rodovia Wilson Finardi, que liga a cidade de Conchal à Araras e caiu em uma ribanceira.

O acidente vitimou fatalmente o colega de ataque, o jogador Osias, que faleceu. Israel ficou gravemente ferido, ficando internado por quase 10 dias em coma na UTI.

Na época, Israel, vivia o melhor momento de sua carreira como jogador, sendo um dos grandes nomes do futebol paulista. Até hoje é considerado o maior artilheiro da história do time ararense. Sua facilidade em balançar as redes no início dos anos 90, chamou a atenção de grandes clubes como Flamengo, Corinthians e Palmeiras, no entanto, em razão do acidente, precisou interromper a sua carreira.

A história de vida de Israel está eternizada nas páginas do livro “Araras e seus craques do futebol”, de autoria do jornalista Nilsinho Zanchetta de Araras-SP. 

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES