Caldeira

Ex-ponta da Portuguesa e Flamengo
Dono de chute potente, Caldeira, o Leonardo Augusto Caldeira, ponta-esquerda da Portuguesa nos anos 60, do Atlético Mineiro, do América Mineiro e do Flamengo no começo da década de 70, morreu em 24 de setembro de 2019, aos 73 anos, vítima de parada cardíaca, decorrente de insuficiência renal.
 
Caldeira morava em São Paulo, no bairro de Jardim Cidália, onde atuava como mecânico de automóveis.

Mineiro de Uberaba, onde nasceu em 15 de setembro de 1946, Caldeira era diviorciado e pai de quatro filhos e avô de quatro netos. Uma das filhas de Caldeira é Kátia Lopes, medalha de bronze no voleibol nos Jogos Olímpicos de Sidney, na Austrália, em 2000. Um outro filho do ex-ponta, Léo, jogador de vôlei, reside em Portugal.

Caldeira viveu boa fase na Portuguesa de Desportos. No time do Canindé, ele teve a companhia de grandes jogadores. Vale a pena lembrarmos a escalação do time luso que perdeu para o Corinthians por 5 a 4, no Pacaembu, no dia 24 de fevereiro de 1966: Félix; Augusto, Ulisses, Vilela e Edílson (Henrique Pereira); Wilson Pereira e Édson; Almir, Silvio (Ademar), Ivair, Nilson (Caldeira).

Naquele dia, em jogo válido pelo Torneio Rio-São Paulo, Caldeira marcou um dos quatro gols da Portuguesa. Os outros gols do time comandado por Jim Lopes foram de Silvio e Ivair (2). Flávio (três vezes), Bataglia e Gílson Porto marcaram para o alvinegro.

Depois da Portuguesa, Caldeira defendeu o Flamengo, entre 1970 e 1972. Com a camisa rubro-negra, o ponta fez 73 jogos (33 vitórias, 21 empates e 19 derrotas) e marcou sete gols. Ele também teve passagem pelo Junior de Barranquila, América-MG, Democrata de Sete Lagoas, onde formou ataque com Vaguinho (ex-Corinthians) e Alírio e Londrina, neste, participando do jogo inaugural do Estádio do Café, em 22 de agosto de 1976.

No futebol mineiro:

O ponta-esquerda teve uma passagem pelo América Mineiro. Pelo Coelho, ele disputou o Campeonato Mineiro de 1967. No Atlético Mineiro, Caldeira disputou posição com Tião, mas quase sempre era reserva.

Por Rogério Micheletti / Colaboração: Carlos Alberto Padeti (leitor) e José Eustáquio Rodrigues Alves (leitor) / Fontes consultadas: "Almanaque do Corinthians" (Celso Dario Unzelte) e "Almanaque do Flamengo" (Roberto Assaf e Clóvis Martins)
ver mais notícias

Pelo Flamengo:

Atuou em 73 jogos, sendo 33 vitórias, 21 empates e 19 derrotas. Marcou sete gols.
Fonte: Amalanaque do Flamengo de Roberto Assaf e Clóvis Martins.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES