Adilson

Ex-ponta da Ponte Preta
por Carlos Batista
 
Adilson Rodrigues, que também era conhecido no cenário futebolístico como Preguinho, histórico ponta-esquerda da Ponte Preta e do Fluminense, morreu no dia 30 de abril de 2020, em Campinas-SP, vítima de infarto fulminante. 

Adilson era o ponta-esquerda da Ponte Preta que estava na decisão de 1969, quando a Macaca subiu para a primeira divisão do Campeonato Paulista depois de perder para a Francana no Parque Antártica por 3 a 1 (porém, foi campeã no saldo de gols).

É o único título que a Ponte Preta possui desde 1900, o ano da sua fundação. Adilson, que era aposentado da SANASA (empresa de água e esgoto de Campinas),  foi o protagonista de uma história muito engraçada que o técnico Cilinho (Otacílio Pires de Camargo) me contou na festa de aniversário da Ponte Preta em 2012. O próprio Adilson, quando esteve no programa Jogo Aberto, da Band Campinas, confirmou.

A Ponte estava em Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro pela primeira fase do Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1970, competição predecessora do Brasileirão. Cruzeiro tinha um timaço: Tostão, Dirceu Lopes, Piazza e Raul Plassmann e cia. O técnico Cilinho vinha saindo da sala onde tinha tomado o café da manhã e viu que dois jogadores estavam na frente do hotel conversando. Cilinho se escondeu atrás da coluna e ficou observando. Os dois jogadores eram Adilson e Manfrini. Atravessaram a rua e começaram a caminhar em direção ao centro. O Cilinho ficou desconfiado daquela saída do hotel de dois dos seus atletas e resolveu esperar pela volta deles.

Demorou uns 15 a 20 minutos, os dois jogadores entraram na recepção do hotel. Cilinho saltou por detrás de uma das colunas e pegou os fujões no flagra. Cilinho, com voz de quem estava contrariado, perguntou: "Vocês abandonaram a concentração, onde vocês foram?". Adilson ficou gelado de medo do chefe. Deu uma gaguejada e disse: "Seu Cilinho, nós fomos jogar na loteria. Aqui perto tem uma casa lotérica".
 
Cilinho, mais rodado do que caminhão de entrega, acostumado com desculpas esfarrapadas de jogadores, indagou: "Cadê,  então, o cartão da loteria?".

Adilson enfiou a mão no bolso e entregou o cartão ao Cilinho. O treinador, quando viu o jogo que eles tinham feito, quase caiu para trás. Ponte Preta e Cruzeiro estava na Loteria Esportiva. Adilson e Manfrini tinham gravado Cruzeiro seco. Cilinho deu uma bronca neles dizendo que podiam voltar para Campinas.

De acordo com o jogo deles a Ponte perderia o confronto. O jogo aconteceu e o Cruzeiro aplicou uma goleada sobre a Ponte Preta por 6 a 0. Adilson e Manfrini acertaram aquele resultado, mas não ganharam na Loteria Esportiva.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES