Em 2018, Renato Augusto estava na China e foi convocado para a Copa da Rússia. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Em 2018, Renato Augusto estava na China e foi convocado para a Copa da Rússia. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Peça importante na seleção do técnico Tite, Daniel Alves acertou com o Pumas, e jogará no México na próxima temporada. O objetivo do lateral de 39 anos é se manter em atividade jogando em bom nível para garantir sua convocação para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Para ir ao futebol mexicano, Dani contou com o aval de Tite e, caso chegue bem ao período da convocação, deve ser chamado para o mundial.

Assim como Daniel pode ser chamado para defender a seleção jogando no México, que está longe de ter umas das principais ligas do mundo, outros jogadores conseguiram suas convocações para uma Copa mesmo atuando em mercados alternativos. Alguns deles, inclusive, chegaram bem ao mundial, foram titulares e se destacaram.

RELEMBRE JOGADORES QUE FORAM À COPA COM A SELEÇÃO BRASILEIRA JOGANDO EM MERCADOS ALTERNATIVOS

DUNGA

Capitão do tetra, Dunga migrou para o futebol japonês em 1995. Após um período afastado da seleção, o volante voltou a ser chamado por Zagallo e foi convocado para a Copa de 1998 defendendo o Jubilo Iuwata, do Japão. Novamente capitão, o meio-campista fez uma grande campanha, liderando a equipe brasileira até a final contra a França.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE A CARREIRA DE DUNGA

Dunga é carregado por colegas do Jubilo Iwata, do Japão em 1999. Foto UOL

 

 

CESAR SAMPAIO

Ainda para a Copa de 1998, Zagallo buscou no Japão mais uma peça importantíssima para sua equipe: Cesar Sampaio foi convocado para o mundial enquanto jogava no Yokohama Flungels. O volante foi mais um destaque da equipe na Copa da França, inclusive marcando três gols na campanha brasileira.

 Em 98, Sampaio foi convocado para a Copa enquanto defendia o Yokohama Flungels. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

JULIO CESAR

Melhor goleiro do mundo por muitos anos, Julio Cesar deixou a Inter de Milão em 2012, teve uma passagem curta no QPR, da Inglaterra, e para se manter em atividade vidando a possível convocação para a Copa do Mundo de 2014, acertou sua ida para o futebol canadense. Quando foi convocado por Felipão para o mundial disputado no Brasil, o goleiro estava no Toronto FC.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE A CARREIRA DE JULIO CESAR

Júlio César em sua apresentação no Toronto FC, em fevereiro de 2014

 

RONALDÃO

No final dos anos 80  início dos anos 90, o futebol japonês vivia grande expansão e levou muitos brasileiros para a terra do sol nascente. Antes de Dunga e Sampaio, que foram à Copa de 98 com o Brasil atuando na liga japonesa, o zagueiro Ronaldão conseguiu sua convocação para o mundial de 94 como jogador do Shimizu S-Pulse.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE A CARREIRA DE RONALDÃO

Ronaldão ao lado do jornalista Antonio Petrin em 1994. Foto Arquivo pessoal Antonio Petrin

 

 

RENATO AUGUSTO

E se nos anos 90 o Japão era um mercado em expansão, nos primeiros anos da segunda década do Século XXI, a China era o novo “El Dorado” do futebol mundial. Com isso, importantes jogadores brasileiros foram comprados por clubes chineses. Renato Augusto, jogador de confiança de Tite, foi um deles. E mesmo jogando no Beijing Guoan, o meio-campista foi chamado para a Copa do Mundo de 2018.

 Em 2018, Renato Augusto foi para a Copa jogando no futebol chinês. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

PAULINHO

Assim como Renato Augusto, Paulinho, outro velho conhecido de Tite, também foi convocado para a Copa de 2018 jogando no futebol chinês. Na época da convocação, o volante estava no Guangzhou Evergrande.

 Paulinho estava na China quando foi convocado para a Copa de 2018. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa