Marcial

Ex-goleiro do Corinthians e Flamengo
por Milton Neves e Rogério Micheletti
 
Marcial de Mello Castro, o Marcial, morreu em 2 de agosto de 2018, aos 77 anos, vítima de infarto.
 
Nascido em Tupaciguara (MG) no dia 3 de junho de 1941, foi pai de quatro filhos (três homens e uma mulher), avô de cinco netos e era pescador e médico anestesista em sua cidade natal.
 
Segundo o site Galo Digital, Marcial defendeu o Atlético-MG entre 1962 e 1963, tendo disputado 37 jogos e sofrido 33 gols. Foi campeão mineiro em 1962.
 
Bom goleiro do Corinthians nos tempos de Wadih Helou (entre 65 e 67), há muito tempo, deixou o mundo do futebol. Marcial, desde 1968, dedicava-se inteiramente à medicina, tendo trabalhado nos hospitais São José I e II, em Belo Horizonte (MG).

Foi goleiro da Seleção Mineira (em 1963) e do Flamengo (1963-65). No Flamengo, jogando a decisão do Campeonato Carioca de 63, perante 200 mil torcedores no Maracanã, naquele Fla 0x0 Fluminense, com o Fla campeão, Marcial fez a defesa mais fantástica que o maior estádio do mundo já viu.

Segundo Nelson Rodrigues, "Marcial, num passe de mágica, fez a bola marrom chutada à queima-roupa por Escurinho, sumir", lamentava o saudoso e inesquecível jornalista, escritor e dramaturgo. É que o 0 a 0 mantido por Marcial, deu o título ao Flamengo para a tristeza dos tricolores como Nelson Rodrigues.
 
ABAIXO, VÍDEO DA TV GALO COM UMA ENTREVISTA DE MARCIAL AO REPÓRTER KLEYTON BORGES, GRAVADO EM 2010

ver mais notícias

Pelo Flamengo

Com a camisa do Fla, Marcail atuou em 87 partidas, obtendo 50 vitórias, 18 empates e 19 derrotas (fonte: Almanaque do Flamengo - Clóvis Martins e Roberto Assaf).

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES