Yustrich

Ex-goleiro e ex-treinador de Flamengo, Atlético Mineiro, Vasco, Porto e Corinthians
por Marcelo Rozenberg
 
Dorival Knippel, o ex-técnico e ex-goleiro Yustrich, nasceu em Corumbá, Mato Grosso do Sul, em 28 de setembro de 1917, e faleceu em 15 de fevereiro de 1990. Apelidado de homão, carregou a fama de ser turrão e autoritário desde os tempos de jogador.

Ganhou o apelido por causa de sua semelhança com o goleiro Juan Elias Yustrich, do Boca Juniors. Nos anos 30 e 40 defendeu o gol de Flamengo e Vasco. No rubro-negro, perdeu a condição de titular para Jurandir. Referências de jornais da época já o taxavam como temperamental.

Voltou ao Flamengo muitos anos depois para ser treinador. Conquistou a Taça Guanabara em 1970, mas no ano seguinte perdeu o cargo após uma derrota para o Bangu por 2 a 1, em que deixou o Maracanã muito vaiado pela torcida. Segundo o Almanaque do Flamengo, de Roberto Assaf e Clóvis Martins, dirigiu o Mengão em 93 jogos, com 44 vitórias, 29 empates e 20 derrotas.

Também comandou Futebol Clube do Porto (ajudou o time a sair de uma fila de 16 anos sem títulos nacionais), Atlético Mineiro, Cruzeiro, Coritiba e Corinthians (segundo dados do Almanaque do Corinthians, de Celso Unzelte, esteve à frente do time em 63 partidas em 1973, com 23 vitórias, 25 empates e 15 derrotas).

Yustrich também treinou a seleção brasileira em uma única partida, no dia 19 de dezembro de 1968, no Mineirão. Do outro lado, a seleção da Iugoslávia, que perdeu por 3 a 2. O Brasil foi representado pelo Atlético Mineiro e jogou com Mussula, Vander, Normandes (Djalma Dias), Grapete e Décio; Vanderlei e Ronaldo; Vaguinho, Amauri, Lola e Tião (Caldeira).
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES