Serginho da Briosa

Ex-ponta-esquerda do Palmeiras e Portuguesa Santista

Serginho, o Sérgio Paes de Mello, ponta-esquerda do Palmeiras entre 1968 e 1970, morreu na manhã do dia 2 de abril de 2020, em Santos-SP. Serginho tinha fibrose pulmonar, piorou dias antes de seu falecimento e, por causa da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, não pôde buscar ajuda em hospitais. A família chegou a improvisar uma Unidade de Terapia Intensiva na casa do ex-jogador, mas não foi suficiente. 

O ex-atleta morava em Santos (SP), onde trabalhou na coordenação de cursos universitários e era bem sucedido empresário do ramo hospitalar.

Com a camisa do Palmeiras, Serginho fez 99 partidas (58 vitórias, 17 empates e 24 derrotas) e marcou 13 gols, segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Em 1968, na Portuguesa Santista, fazendo infernal dupla de ataque com o centroavante Sérgio, Serginho quase derrubou sua futura equipe para a Segunda Divisão Paulista. O então time também de Brida e Américo Murolo ganhou do Palmeiras por 4 a 2 e o Verdão só não foi rebaixado porque fez "marmelada" com o Guarani num esquisito empate por 1 a 1 (gols de Suingue e Cardoso).

O Guarani, para que o Palmeiras não corresse risco algum, escalou três juvenis não inscritos na Federação Paulista de Futebol. Com Lindóia, Flamarion e Dante em campo com a camisa do Bugre, o Palmeiras ganhou os pontos e se safou da Segunda Divisão. Uma histórica vergonha.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES