Sereno

Ex-lateral do Bangu, São Cristóvão e Uberaba

por Marcos Júnior Micheletti

Nirielson Cunha Soares, o Sereno, ex-lateral-esquerdo com passagens por Bangu, São Cristóvão, Uberaba e Pontagrossense, hoje é advogado, casado com a Sra. Aldair, reside no bairro de Madureira, zona norte do Rio de Janeiro. O casal tem dois filhos: Vinícius e Vitor.

Carioca, nascido em 15 de fevereiro de 1946, Sereno conquistou diversos títulos pelo Bangu, como o bicampeonato carioca infanto-juvenil (atual sub-17) em 1961/62, campeão do Torneio Início de 1965 entre os profissionais no Maracanã em 1965 e também pelo sub-20 foi campeão do Torneio Início de 1966, ainda pelo time de Moça Bonita, desta vez com o torneio sendo disputado em General Severiano (então o estádio do Botafogo).

Ainda em 1966, pelo Bangu, Sereno conquistou o Campeonato Carioca, na disputa diante do Flamengo no Maracanã, vitória do Bangu por 3 a 0 (gols de Ocimar, Aladim e Paulo Borges).

Aliás, no Bangu, Sereno foi contemporâneo de Jair Bragança, Vantuil, Vareta, Pedrinho, Aladim, Luizinho Boiadeiro, Mário, Tito, Ocimar, Fidélis, Paulo Borges, Ênio, Zorro, Tonho, Benício e Jaime, entre outros.

Atuou pelo São Cristóvão em 1968, tendo sido titular da equipe em todo o Campeonato Estadual e também em um torneio organizado pela Federação do Estado do Rio de Janeiro contra equipes de porte médio do futebol carioca.

Ainda em 1968, Sereno defendeu as cores do Uberaba Esporte Clube ao lado de Pedro Bala, Rui Amoroso, Nelson, Lício e Jorge Costa, entre outros.

Pelo Uberaba, uma das mais doces lembranças de Sereno foi o empate em 2 a 2 no Mineirão contra o fortíssimo Cruzeiro, que tinha entre seus titulares craques da estirpe de Dirceu Lopes, Piazza, Raul, Tostão, Procópio e Evaldo, entre outros.

ANOS 70

Sereno jogou pelo Pontagrossense-PR em 1971, disputando o Campeonato Paranaense da Primeira Divisão, ano em que a equipe fechou o certame em quinto lugar.

Da campanha do Pontagrossense, além de Sereno, fizeram parte do elenco: Arlindo (ex-goleiro do Grêmio-RS nos anos 60). Ladel (goleiro que mais tarde jogou no Curitiba e Figueirense), Renato (ex-lateral-direito do São Paulo nos anos 60), Wilson (ex-ponta-direita do Santos), Tião Quelé (ex-atacante do Atlético Mineiro), Netinho e Nelson (ex-Madureira), entre outros.

Em seguida, o empresário, que tinha o apelido de Motorzinho (já falecido) que era muito conhecido no Sul, o levou para o Atlético Paranaense. Lá, chegou a participar de um amistoso na Arena da Baixada, e quando já estava quase tudo acertado o clube não conseguiu atender a algumas exigências do empresário e o negócio foi desfeito.

Ainda teve uma rápida passagem pelo Iguaçu F.C de União da Vitória, no Paraná em 1974. Depois, voltou ao Rio de Janeiro onde encerrou sua carreira, embora tivesse propostas para seguir jogando profissionalmente.

ADVOGADO

Em 1981, após ter voltado aos estudos, Sereno formou-se em Direito pela Unisuam, junto do amigo Ubirajara Motta (ex-goleiro do Bangu e do Botafogo).

Foi juiz classista entre 1999 e 2002 e ainda exerce a advocacia e também frequenta a sede do Madureira Esporte Clube, onde é conselheiro.

Colaborou: Letícia Rosa

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES